Autótrofos e heterótrofos

Os seres vivos podem ser classificados de acordo com o modo em que eles obtêm energia. Assim, compõem dois grupos: autótrofos e heterótrofos. Conheça as características de cada um.

Existem diferentes formas de classificar os seres vivos em grupos ou categorias conforme suas características semelhantes. Entre elas, há uma forma geral, e muito importante, de classificar os seres vivos considerando a forma em que eles obtêm energia. Ou seja, considera o tipo de nutrição. Assim, eles podem ser classificados em dois agrupamentos, são eles: autótrofos e heterótrofos. Veja a seguir as características e os representantes de cada um.

Seres autótrofos

Os seres autótrofos (do grego: autos, por si próprio + trophos, alimento) são aqueles que organismos vivos capazes de produzir o seu próprio alimento. A maioria desses organismos são do reino vegetal e possuem cloroplastos, assim obtêm energia por meio da fotossíntese, ou seja, convertem a luz solar para produzir o seu alimento.

Entretanto, algumas bactérias não clorofiladas também são seres autótrofos. Elas obtêm energia através da oxidação de matéria inorgânica em um evento bioquímico chamado quimiossíntese. Confira abaixo alguns exemplos de seres autótrofos.

Quais são os seres autótrofos

  • Plantas (fotossíntese);
  • A maioria das algas (fotossíntese);
  • Algumas bactérias (fotossíntese);
  • Cianobactérias (fotossíntese);
  • Algumas bactérias e arqueas (quimiossíntese).

Por produzirem o seu próprio alimento, os seres autótrofos são encontrados na base da cadeia alimentar. Ou seja, são considerados os produtores primários, pois pertencem ao primeiro nível trófico.

Seres heterótrofos

Já os seres heterótrofos (do grego: heteros, diferente + trophos, alimento) não conseguem produzir o seu próprio alimento, por isso precisam se alimentar de outro ser vivo para obter energia. Na cadeia alimentar, os seres heterótrofos são os consumidores e decompositores, independente do seu nível trófico. Esses seres vivos se alimentam de outro ser vivo para obter a energia necessária, assim eles dependem dos seres autótrofos, seja direta ou indiretamente.

Quais são os seres heterótrofos

  • Animais (herbívoros, carnívoro, onívoros, independente do grupo taxonômico);
  • Algumas bactérias;
  • Fungos;
  • Alguns protozoários;

Além desses dois grupos, há ainda alguns organismos classificados como mixotróficos. Eles possuem a nutrição mista e podem tanto produzir seu próprio alimento quanto se alimentar de outro ser vivo. Os seres mixotróficos são representados por algumas algas, alguns protistas, plantas e animais.

Principais diferenças entre seres autótrofos e heterótrofos

A principal diferença entre os seres autótrofos e heterótrofos está na forma em que cada um obtêm energia. Enquanto o primeiro grupo pode transformar matéria inorgânica em orgânica, o segundo grupo precisa consumir a matéria orgânica já produzida.

A classificação em autótrofos e heterótrofos é importante para caracterizar os grupos taxonômicos dos seres vivos. Apesar de ampla, conhecer se o organismo produz o seu próprio alimento ou não é um ponto de partida para compreender as outras características e hábitos de um determinado ser vivo.

Vídeos sobre seres autótrofos e heterótrofos

A seguir, acompanhe uma seleção de videoaulas para você ampliar o seu conhecimento sobre o conteúdo estudado e claro, aproveite o momento para revisar e para tirar as suas dúvidas:

Seres autótrofos X seres heterótrofos

Nessa rápida aula, revise as diferenças entre os seres autótrofos e heterótrofos. Com dicas simples para entender o significado de cada palavra, a professora Camila Falbo explica e dá exemplos para cada tipos seres vivos.

Quimiossíntese

Os seres autótrofos não clorofilados, como algumas bactérias e arqueas, obtém energia por meio da quimiossíntese. Nesse processo bioquímico, os compostos inorgânicos são oxidados para obtenção de energia. Assista à aula do professor Guilherme para saber em detalhes como ocorre o processo quimiossíntese.

Nutrição dos seres vivos

Os seres vivos são classificados como em seres autótrofos ou heterótrofos conforme o modo de obtenção de energia. Nessa aula, veja a diferença entre esses dois grupos de seres vivos. Além disso, conheça a classificação dos seres heterótrofos segundo o seu tipo de alimentação.

Em conclusão, seres autótrofos produzem o seu próprio alimento, enquanto os seres heterótrofos não. Aproveite seus estudos em biologia e leia mais sobre evolução humana.

Referências

A economia da natureza – Robert Ricklefs & Rick Relyea (2017)

Princípios integrados de zoologia – Cleveland P. Hickman, Larry S. Roberts & Susan L. Keen (2016)

Naomi Tanaka
Por Naomi Tanaka

Sou bióloga formada pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) com experiência em pesquisas acadêmicas na área da ecologia ambiental. Apaixonada pelas plantas e animais, busco simplificar conceitos científicos por meio da divulgação científica.

Como referenciar este conteúdo

Tanaka, Naomi. Autótrofos e heterótrofos. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/biologia/autotrofos-e-heterotrofos. Acesso em: 21 de September de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [FUVEST]

Qual das alternativas distingue organismos heterotróficos de organismos autotróficos?

a) Somente organismos heterotróficos necessitam de substâncias químicas do ambiente.

b) Somente organismos heterotróficos fazem respiração celular.

c) Somente organismos heterotróficos possuem mitocôndrias.

d) Somente organismos autotróficos podem viver com nutrientes inteiramente inorgânicos.

e) Somente organismos autotróficos não requerem gás oxigênio.

A alternativa correta é d) Somente organismos autotróficos podem viver com nutrientes inteiramente inorgânicos.

Os seres autotróficos, ou autótrofos, são capazes de transformar matéria inorgânica em orgânica. Assim, eles precisam apenas de nutrientes inteiramente inorgânicos para sobreviver.

2. [UEA]

Na década de 1920, o pesquisador Alexander Fleming notou, em uma cultura de bactérias, o desenvolvimento de um fungo de determinado gênero, que impedia o crescimento de bactérias. Ele identificou a substância produzida pelo fungo responsável por essa inibição, descobrindo-se, assim, o primeiro antibiótico. O fungo é um organismo (1), unicelular ou pluricelular, e que, quanto à forma de nutrição, é chamado (2).
As lacunas (1 e 2) do texto são preenchidas, correta e respectivamente, por:

a) procarionte e autótrofo ou heterótrofo

b) eucarionte e autótrofo

c) procarionte e heterótrofo

d) procarionte e autótrofo

e) eucarionte e heterótrofo

A alternativa correta é e) eucarionte e heterótrofo.

Os fungos possuem células com núcleo compartimentado, ou seja, são organismos eucariontes, porém não são capazes de produzir o seu próprio alimento. Então, são chamados seres heterótrofos.

Compartilhe

TOPO