Cloroplastos

Cloroplastos são organelas encontradas nas células de vegetais e demais organismos que realizam fotossíntes, tais como algas e integrantes do Reino Protista.

Você sabe o que são os cloroplastos? Eles são organelas presentes nas células vegetais e estão intimamente ligados à fotossíntese. Contudo, antes de especificar o que seriam estas organelas, é necessário compreender as células vegetais como um todo.

Em organismos simples, assim como as cianobactérias, o processo de fotossíntese ocorre em uma região denominada como hialoplasma. No hialoplasma são encontradas moléculas que se denominam clorofila. Estas, dessa forma, estão interligadas em uma rede interna de membranas resistentes; extensões da membrana plasmática da célula.

Sendo, portanto, as cianobactérias organismos procariontes (material genético indelimitado por uma membrana), estas acabam não possuindo organelas associadas às membranas. Contudo, nos organismos eucariontes (células com núcleo rodeado por membranas e organelas) a fotossíntese ocorre no interior do denominado cloroplasto.

Onde os cloroplastos estão presentes e qual sua função?

Presente nas células, os cloroplastos são organelas pertencentes aos vegetais. É a partir dessa específica organela tão importante que possibilitará aos vegetais realizarem a fotossíntese. A fotossíntese, recorde, é justamente o processo pelo qual as plantas produzirão a glicose a partir de gás carbônico.

As organelas desde suas origens

Específicas das células vegetais, os plastídeos, ou também chamado de plastos, possuem características que se assemelham às mitocôndrias. Em comparação direta, podem ser notadas em ambas uma dupla membrana, um DNA próprio e origem endossibionte.

Os cloroplastos são bem maiores do que as mitocôndrias. Como elas, acredita-se que os cloroplastos foram originados a partir de seres procariontes que viveram no interior de um eucarionte. A esta teoria dá-se o nome de endossimbiótica.

Os plastídeos são produzidos e desenvolvidos a partir dos proplastídeos (organelas oriundas de células imaturas). Estes, por sua vez, desenvolvem suas características seguindo as necessidades das células. Dessa forma, são originados diferentes tipos de plastos, tais como:

  • Cromoplastos: contêm pigmentação;
  • Leucoplastos: não apresentam pigmentação;
  • Etioplastos: plastídeos que se desenvolvem sem a presença de luz ambiente;
  • Amiloplastos: acumulam amido necessário como reserva energética;
  • Proteoplastos: amazenamento de proteínas como reserva energética;
  • Oleoplastos: reserva de lipídeos;

Os cloroplastos são tipos de cromoplastos, contendo a pigmentação em cor verde pela presença de clorofila. Estas organelas apresentam a capacidade de absorção da energia eletromagnética oriunda do sol, convertendo-a em energia (glicose) através da fotossíntese.

Variando seu tamanho de acordo com a tipologia celular, estas organelas vegetais podem apresentar um formato ovóide ou ainda esférico. As características morfológicas dos cloroplastos, como já ressaltadas, são bastante similares às mitocôndrias, apresentando especificidades únicas desta organela.

Características morfológicas dos cloroplastos

Como pode ser notado na imagem a seguir, percebe-se uma esquematização exemplificada da morfologia de um cloroplasto. Há o destaque logo de imediato para a coloração verde, propiciada pela presença de clorofila. Além disso, também há a percepção da membrana externa e interna na organela.

Mas além da presença de clorofila e das diferentes membranas, há o interior, onde existe a presença dos chamados tilacóides. Estas pequenas “moedinhas” internas são as estrutura do cloroplasto que apresentam o pigmento verde, no caso a clorofila. Mas além desta já conhecida pigmentação, o tilacóide pode apresentar outro pigmento, denominado carotenóide.

Ou seja, é através do tilacóide que todo o processo fotossintetizante se ordenará. Estes pigmentos apresentam a capacidade de absorver a radiação luminosa. Assim, a fotossíntese só é possível graças aos pigmentos, localizados no interior dos tilacóides, ao qual denomina-se lúmem.

Composição química dos cloroplastos

Sendo as organelas em maior evidência das células vegetais, os cloroplastos são compostos por:

  • 50% de proteínas;
  • 35% de lipídeos;
  • 5% de clorofila;
  • 5% de água;
  • 5% de carotenóides;

Parte substancial dos 50% das proteínas é sintetizada no interior do núcleo celular. Já os lipídeos, contudo, são sintetizados no interior do próprio cloroplasto. O número de organelas varia de acordo com cada célula. Não existe um número preciso ou exato, mas estima-se que uma célula fotossintetizante apresente cerca de 40 até 200 cloroplastos.

Estas organelas são as responsáveis pela principal função exigida pelas células vegetais. Elas se movimentam de acordo com a intensidade da luz, assim como da variação da corrente citoplasmática. É, a partir destes pequenos organóides, que as plantas (genericamente falando) realizam a sua nutrição.

Referências

JUNQUEIRA, C. Luiz e CARNEIRO, José. Biologia Celular e Molecular, Editora Guanabara/Koogan, 8ª edição. 2005, 332 p.

Por Mateus Bunde
Teste seu conhecimento

01. [UESPI] O cloroplasto é uma “fábrica” que produz um combustível valioso para as células vivas, a partir de substâncias simples, aqui chamadas de “matérias-primas”. Indique a alternativa que apresenta, corretamente, as matérias-primas e as substâncias produzidas no processo em consideração, nesta ordem:

a) H2O, CO2, glicose e O2.

b) CO2, O2, glicose e proteína.

c) H2O, O2, glicose e proteína.

d) O2, CO2, proteína e H2O.

e) Proteína, CO2, H2O, O2.

 

2. [FUVEST] Células de certos organismos possuem organelas que produzem energia e os utilizam na síntese de substância orgânica a partir de dióxido de carbono. Essas organelas são:

a) os lisossomos.

b) as mitocôndrias.

c) os cloroplastos.

d) o sistema de Golgi.

e) os nucléolos.

01. [A] Durante o processo fotossintetizante, a planta utiliza da água (H2O) e gás carbônico (CO2) combinados para a produção de glicose e oxigênio (O2).

02. [C] O processo exemplificado no exercício remete à fotossíntese, realizada nos cloroplastos.

Compartilhe nas redes sociais
Discussão

TOPO