Governo Lula

O Governo Lula foi marcado por grandes realizações, como também por imensos escândalos.

O governo Lula compreende a sua posse, em 2003, e o término de seu segundo mandato, em 2010. O chefe de estado foi antecedido por Fernando Henrique Cardoso, e substituído por Dilma Rousseff. Lula instituiu um modelo diferente de comandar o Brasil. Seja em comparação com a oposição que antecedeu, como a situação que sucedeu. Com políticas voltadas ao impulsionamento da economia, Lula conseguiu alavancar o Brasil à sétima economia do mundo. À época, tratava-se o Brasil como país emergente, dado seu crescimento vertiginoso.

No entanto, não só uma boa época vivenciou o Brasil à época de Lula. Com escândalos de corrupção que seguiram se sobressaindo, o país mergulharia em uma imensa crise. Crise esta que não só seria notada no espectro econômico, como também social e judiciário.

governo Lula
(Imagem: Reprodução)

Antecedentes ao governo Lula

Lula venceu as eleições de 2002, depois de concorrer em outras três disputas eleitorais. Em embate de segundo turno, Lula leva a melhor sobre José Serra, do PSDB (Partido Social-Democrático Brasileiro). Com 61% dos votos, o candidato do PT (Partido dos Trabalhos) alcança a primeira vitória nas eleições para presidente do Brasil.

Disputando outras três corridas eleitorais, Lula se candidatou em 1989, 1994 e 1998. Sendo derrotado em todas as vezes no segundo turno, o petista jamais se candidatou a outro cargo político. Sua atuação no campo surge à sua ligação direta aos movimentos sindicalistas que ganhavam força nos anos 1970, no ABC paulista.

A eleição de Lula em 2002 marca um novo capítulo na democracia brasileira. Com o desgaste do governo do PSDB de FHC, o PT alcança o poder máximo no país. Assim, nota-se também uma mudança de discurso do partido. Uma vez que alianças e coligações políticas são necessárias para fortalecer alas das esquerdas brasileiras.

Política econômica implementada pelo Governo

A política econômica foi o principal foco no primeiro mandato do governo. Estabelecendo como prioridades o controle da inflação e a estabilização do real, Lula alcançou resultados positivos no campo. Herdando uma inflação de 12,53% ao ano de FHC, o petista conseguiu a redução para até 3,14% em 2006. Lula conseguiu terminar seu mandato fechando com índices históricos de 5,90%.

Além da inflação, outro índice a ser destacado foi o PIB (Produto Interno Bruto). Com a China como principal parceira econômica, o Brasil decolou de fato. Durante os oito anos de governo, o crescimento do PIB alcançou uma média de 4% ao ano. Com as exportações de commodities, o Brasil se viu crescendo e enriquecendo.

Os escândalos de corrupção envolvendo o governo

Com uma taxa de mais de 80% de aprovação do Governo Lula, o presidente deixa o cargo e um legado. Entretanto, para ambos os lados, tanto ruim, como bom. Uma vez que os escândalos de corrupção começam a emergir e aliados com força no governo são investigados. Uma popularidade construída, assim, começa a ser manchada por escândalos que estampam manchetes e arquivos da Polícia Federal.

Variadas denunciais estouram, sobretudo com o aparecimento do Mensalão, em 2005. A prisão de Roberto Jefferson encaminhou denúncias e mais denúncias ao governo. A delação premiada concedida ao líder do PTB acabou desencadeando e revelando envolvimento petista no caso. José Dirceu – favorito a suceder Lula no cargo de presidente – fora investigado e preso.

Com o passar dos tempos, a imagem do PT começa a se desgastar. Com o aparecimento do nome de Lula em esquemas suspeitos, a imagem do partido é enterrada. Lula se torna, em 2018, o primeiro ex-presidente condenado por crime comum. O governo Lula, antes tido como o melhor da história por grande parcela da sociedade, recebe uma mancha no legado.

Referências

AZEVEDO, Gislane e SERIACOPI, Reinaldo. Editora Ática, São Paulo-SP, 3ª edição. 2016, 699 p.

Por Mateus Bunde
Teste seu conhecimento
01. [PUC] Considere as afirmativas a seguir, sobre fatos relacionados à política interna do Governo Luís Inácio Lula da Silva.
I. Foi criado o programa “Primeiro Emprego”, como forma de combater o trabalho infantil e o escravo, em expansão em várias regiões do país.
II. Ampliaram-se, através do ProUni, as vagas no ensino superior, para acolher alunos provenientes do ensino público e com renda familiar reduzida.
III. O Programa Fome Zero, taxado por vários representantes da sociedade civil de assistencialista, tem sido criticado pelos entraves burocráticos e pela forma de controle adotada para a concessão dos benefícios, que dificultam a expansão do programa.
IV. O Governo Federal reduziu significativamente os impostos visando a diminuir a carga tributária sobre a classe média e a produção industrial. 
Estão corretas as afirmativas:
a) I e II
b) I e III
c) II e III
d) II e IV
e) III e IV

01. [C]

Compartilhe nas redes sociais
Discussão

TOPO