Futevôlei

Futevôlei é um esporte com rede divisória popularmente praticado em praias. É jogado entre duas equipes de dois jogadores cada e proporciona inúmeros benefícios aos praticantes.

Entre as manifestações esportivas, objetos de ensino da Educação Física, encontram-se modalidades praticadas em diferentes espaços, como quadra, gramado e areia. Esta matéria abordará algumas características do futevôlei, um esporte praticado na areia, principalmente em praias. Acompanhe e conheça um pouco mais sobre essa modalidade.

Publicidade

História

O futevôlei é um esportes de rede divisória praticado em locais com areia, comumente referido como uma modalidade de praia. Ele surgiu no Rio de Janeiro, em meados da década de 1960, como alternativa para manter a prática esportiva nas praias à época, devido à proibição da prática de esportes não delimitados e sem rede nas praias cariocas.

Entre as práticas proibidas estava o futebol e, mais precisamente, o jogo “altinha”, que foi adaptado para ser jogado em uma quadra de vôlei próxima à orla e, depois, foi transportado para a areia. Com o tempo, o futevôlei teve adesão popular e, ao final da década de 1990, era oficialmente reconhecido como um esporte popular, especialmente com a fundação da Confederação Brasileira de Futevôlei, em 1998.

Como se joga futevôlei?

O futevôlei é jogado por duas equipes compostas por dois jogadores. Cada equipe ocupa um lado da quadra retangular de vôlei de praia, com delimitações oficiais de 9×18 metros. Ao centro dessa quadra é disposta uma rede com altura de 2,20 metros, por cima da qual a bola deve ser jogada pelos jogadores.

Cada equipe pode tocar a bola no máximo três vezes antes de tentar finalizá-la no lado da quadra em que está a equipe oponente. Para isso, os jogadores precisam revezar entre si, sendo permitido o uso de todas as partes do corpo na execução dos fundamentos, exceto os braços, os antebraços e as mãos. Entenda melhor o funcionamento desse esporte conferindo seus fundamentos, suas regras básicas e seus equipamentos.

Fundamentos

  • Saque;
  • Recepção;
  • Passe/levantada;
  • Ataque;
  • Defesa.

Regras básicas

  • Início: o início da partida é definido por sorteio em que a equipe que ganhar escolhe se inicia sacando ou recepcionando a bola, ou o lado da quadra desejado;
  • Objetivo: lançar a bola por cima da rede ao campo da equipe oponente de modo que a bola toque o chão e/ou que a equipe não consiga devolvê-la ao seu campo;
  • Sets e pontos: uma partida geralmente é disputada em dois sets de 18 pontos cada, com limite de 21 pontos. Assim, vence a equipe que ganhar dois sets primeiro. Em caso de empate, joga-se um terceiro set de 15 pontos, com limite de 18 pontos, para definir a equipe vencedora;
  • Saques: devem ser realizados atrás da linha de fundo da quadra, com os pés e com a bola no solo, suspensa por um monte de areia;
  • Troca de lados: a mudança de lado da quadra entre as equipes ocorre a cada seis pontos alcançados, a menos que uma definição diferente seja proposta pela organização do torneio em questão;
  • Penalidade: uma equipe recebe uma penalidade caso um de seus jogadores toque na bola duas vezes consecutivas ou toque na rede. Além disso, também recebe uma penalidade no caso de dois jogadores toquem na bola ao mesmo tempo. Dessa forma, o ponto da jogada é atribuído à equipe oponente.

Equipamentos

  • Linhas de demarcação da quadra: fitas de poliéster de 9×18 metros, com largura de 6 centímetros e fixadores de ferro. Geralmente nas cores branca, amarela ou azul;
  • Rede: malha feita em polipropileno com tamanho 10×10 centímetros e dimensões de 1 metro (largura) por 9,50 metros (comprimento), faixas de 6 centímetros de largura nas bordas superior e inferior. Geralmente na cor azul e com estrutura de fixação desmontável;
  • Bola: fabricada em tecidos sintéticos de toque macio, com circunferência entre 60 e 70 centímetros e peso entre 396 e 450 gramas.

Agora que você já sabe como praticar o futevôlei, quais são seus fundamentos, equipamentos e suas regras básicas, veja alguns dos benefícios que a prática dessa modalidade pode proporcionar.

Publicidade

5 benefícios do futevôlei

Enquanto prática corporal, o futevôlei tem potencialidade para proporcionar inúmeros benefícios para o bem-estar e a qualidade de vida dos praticantes. Sendo assim, saiba abaixo os benefícios que essa prática pode proporcionar:

  • Músculos: as movimentações requeridas para a prática dessa modalidade favorece a tonificação muscular, especialmente do abdômen, do quadril e das pernas. Isso significa que há o fortalecimento da musculatura corporal, tornando-a mais forte e resistente;
  • Condicionamento: a movimentação corporal realizada durante a prática do futevôlei melhora o condicionamento físico, uma variável que está relacionada ao funcionamento do aparelho músculo esquelético. Desse modo, contribui para o desempenho adequado das funções de manutenção postural e execução de movimentos desempenhadas;
  • Metabolismo: por demandar um aumento significativo de energia, essa prática provoca alterações no funcionamento do organismo. Com isso, estimula-se o aprimoramento dos sistemas metabólicos, responsáveis por funções fisiológicas como a síntese e a degradação de nutrientes e a frequência cardiorrespiratória, por exemplo. Esse estímulo favorece a readaptação dessas funções, contribuindo para o bom desempenho do organismo em situações similares e também em situações de baixa demanda energética;
  • Coordenação: os movimentos técnicos e as estratégias de deslocamento e ações de jogo contribuem para desenvolver a coordenação motora dos praticantes de futevôlei. Isso inclui aspectos como, por exemplo, a percepção corporal-espacial, a eficiência de movimentos esportivos, ou mesmo de gestos e ações cotidianas, como andar, escovar os dentes, escrever;
  • Cognição: a prática de modalidades esportivas, como o futevôlei, demanda constante aprendizado e aprimoramento. Com isso, processos cognitivos, como linguagem, comunicação, pensamento lógico, reflexividade, concentração e memória, são estimulados e exercitados a partir das experiências sensoriais decorrentes.

Esses são alguns dos principais benefícios que a prática do futevôlei pode proporcionar ao praticante. No entanto, há muitos outros fatores associados à prática dessa modalidade.

5 curiosidades sobre o futevôlei

Confira a seguir algumas curiosidades sobre o futevôlei e aprenda mais sobre a modalidade:

Publicidade

  1. De modo recreativo, essa modalidade pode ser praticado por equipes de dois a quatro jogadores cada, assim como em superfícies que não sejam de areia (grama, cimento, terra batida);
  2. Para as competições da Liga Mundial de Futevôlei, o esporte tem suas regras adaptadas com finalidade comercial. Desse modo, aspectos como dimensões da quadra, altura da rede e quantidade de pontos por sets são alterados, a fim de tornar a prática mais atrativa;
  3. Assim como no vôlei, no futevôlei é permitido aos jogadores passarem a bola ao campo da equipe oponente de primeiro ou segundo toque;
  4. Jogadas usando o peito é geralmente usada por homens, enquanto mulheres tendem a usar mais jogadas usando os ombros, especialmente na recepção de bola;
  5. As principais jogadas de ataque do futevôlei são a cabeçada (ou cabeceio), o shark attack (ataque com força na bola usando a região plantar do pé) e o chute de bicicleta (realizado com inclinação do corpo para trás, em movimento aéreo rotatório, chutando a bola na região acima da cabeça).

Essas são as curiosidades a respeito da prática desse esporte. Para saber mais sobre essa modalidade, confira os vídeos apresentados a seguir.

Saiba mais sobre o futevôlei

A seguir são apresentados alguns vídeos complementares ao conteúdo desta matéria a respeito do futevôlei. Assista-os para saber mais sobre os fundamentos dessa modalidade, seu funcionamento e estratégias de jogo:

Saque do futevôlei

Confira nesse vídeo do professor Marinho um passo a passo para iniciantes no futevôlei aprenderem e exercitarem o saque, um dos fundamentos da modalidade. No vídeo, o professor comenta a respeito de erros comuns no aprendizado desse fundamento, além de dar algumas dicas para facilitar esse processo. Assista e entenda melhor.

Fundamento básicos da altinha

Publicidade

Aqui, o atleta Jonathan Miranda explica cinco movimentos fundamentais básicos da altinha usados na prática do futevôlei. O vídeo contém explicações descritivas e demonstrações da execução dos movimentos: chapa, coxa, ombro, peitada e cabeçada. Além disso, também são feitos comentários a respeito dos erros mais comuns na execução desses movimentos. Assista para conhecê-los e entendê-los.

Estratégias de ataque do futevôlei

O atleta Vinícius Souza explica os pontos e as estratégias de ataque do futevôlei. Nesse vídeo, ele comenta a respeito das características e da eficiência de cada tipo de ataque conforme a posição dos jogadores de futevôlei na quadra, tanto da equipe atacante quanto da equipe oponente. Assista e compreenda as formas de organização das jogadas nesse esporte.

Essa matéria apresentou fundamentos, regras básicas e equipamentos do futevôlei, assim como sua história, seus benefícios para os praticantes e algumas curiosidades para complementar seu conhecimento a respeito dessa modalidade. E para continuar seus estudos sobre os esportes de rede divisória, confira a matéria a respeito do vôlei de praia. Aproveite para entender as diferenças entre essa modalidade e o futevôlei.

Referências

Federação Nacional de Futevôlei–Portugal (On-line) – Disponível em: https://futevolei.pt/pt. Acesso em: 20 de jan. de 2022.
Federação Paulista de Futevôlei (On-line) – Disponível em: https://futevoleisp.com.br/. Acesso em: 20 de jan. de 2022.
World Footvolley (On-line) – Disponível em: https://worldfootvolley.com/. Acesso em: 20 de jan. de 2022.

João Paulo Marques
Por João Paulo Marques

Professor de Educação Física graduado pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestrando em Práticas Sociais em Educação Física (PEF-UEM/UEL). Pesquisador integrante do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (GPCCL/UEM/CNPq) e do Grupo de Estudos Foucaultianos (GEF/ UEM/CNPq).

Como referenciar este conteúdo

Marques, João Paulo. Futevôlei. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/educacao-fisica/futevolei. Acesso em: 17 de May de 2022.

Exercícios resolvidos

1.

A respeito do futevôlei é incorreto afirmar que

A) teve origem no Rio de Janeiro, na década de 1960.
B) é uma adaptação do futebol, baseada no voleibol, para ser praticado nas praias.
C) não pode ser jogado em espaços que não sejam de areia, especialmente se não for praia.
D) pode ser jogado somente por duas equipes de dois jogadores cada.

Embora o futevôlei tenha sido pensado para ser praticado em praias/quadras de areia, quando praticado de modo recreativo, esse esporte pode ser adaptado para outros espaços, em que não haja areia. Do mesmo modo, as equipes que se enfrentam podem ser constituídas por dois, três ou até quatro jogadores cada. Portanto, as alternativas C e D correspondem a afirmações incorretas sobre essa modalidade.

2.

A respeito do funcionamento do futevôlei é incorreto afirmar que

A) seus fundamentos são compostos pelo saque, pela recepção, pelo passe, pelo ataque e pela defesa.
B) o início do jogo é definido por meio de sorteio entre representantes das duas equipes oponentes e ocorre a partir do saque de uma das equipes, que deve ser realizado com as mãos.
C) os jogadores são penalizados caso toquem na rede, caso toquem na bola duas vezes consecutivas ou caso toquem na mola ao mesmo tempo.
D) para ser jogado são necessários equipamentos como uma rede, uma bola e fitas para demarcação da quadra.

Para iniciar o jogo um representante de cada equipe deve fazer o sorteio para as escolhas do campo e da posse de bola. Assim, a equipe a iniciar o jogo deve fazer um montinho de areia atrás da linha de fundo da quadra, em que será apoiado a bola para, com o pé, realizar o saque. Sendo assim, a alternativa B corresponde à afirmação incorreta, pois diz que o saque deve ser realizado com as mãos, sendo que, no futevôlei, o uso das mãos é proibido.

Compartilhe

TOPO