Texto Argumentativo

Textos argumentativos são usados para expressar a opinião do autor, devendo conter argumentos válidos que sustentem sua opinião apresentada.

Imagem: Reprodução

Textos argumentativos apresentam como principal objetivo o convencimento do leitor com relação às ideias que são apresentadas em seu conteúdo, devendo, portanto, ser claro e apresentar riqueza lexical. O texto desse tipo pode ser trabalhado com relação a quaisquer opiniões, mas profissionalmente é bastante usado na área do direito, por exemplo. Podem ser escritos a partir da dissertação objetiva, em terceira pessoa do plural, ou ainda da dissertação subjetiva, em primeira pessoa do singular.

Quando construído a partir da dissertação objetiva, o autor não se identifica com o leitor, apresentando argumentos de forma impessoal, conferindo ao texto a sensação de imparcialidade, ainda que expressando a opinião do autor. Quando da dissertação subjetiva, é usado, como mencionado anteriormente, a primeira pessoa do singular, de forma que fica bastante evidente que a opinião é do autor do texto (mesmo que com o uso da dissertação objetiva também seja opinião do autor). É preciso lembrar que, apesar de haver duas formas de construção do texto argumentativo, deve-se escolher uma e segui-la até o final. O texto dissertativo objetivo, quando aplicado à argumentação, ajuda a construir um texto mais forte, dando a impressão de que a opinião é de todos, e não apenas do autor.

Constituição de um texto argumentativo

O texto argumentativo é construído a partir de um parágrafo inicial, curto, que apresenta a ideia, mas sem deixa-la clara. A partir de então, o autor deve passar a desenvolver as suas ideias, fazendo uso de argumentos verdadeiros, fundamentados e convincentes, podendo ainda fazer uso de exemplos claros. É preciso, ainda, que contenha contra-argumentos, para que não seja possível uma interpretação dúbia do conteúdo apresentado. Seu fim se dá por meio de um parágrafo em que expressamos a ideia chave da opinião, apresentando uma conclusão ou ainda uma resposta ao que foi apresentado no primeiro parágrafo introdutório.

Diante disso, definimos a estrutura dos textos argumentativos como a introdução, em que apresentamos a ideia principal, o desenvolvimento, em que fundamentamos e desenvolvemos o que foi apresentado no início, e por fim a conclusão, que apresenta uma possível solução, ou ainda uma proposta ou síntese para o texto.

Os argumentos que compõe um texto argumentativo e são usados na construção e fundamentação dele, podem ser de comparação, dados históricos, dados estatísticos, pesquisas, causas culturais ou socioeconômicas, depoimentos, entre outros, desde que ajudem a fortalecer com fundamento a opinião defendida pelo autor.

Exemplos de textos argumentativos

Para entendermos melhor o que são os textos argumentativos, vamos dar alguns exemplos: ensaios filosóficos que defendem uma ideia com argumentos; ensaios científicos que explicam propostas a partir de dados, estudos e provas; monografias históricas com visões de determinados fatos; artigos de opinião; manifestações de grupos profissionais defendendo seus interesses; entre outros.

Referências

Novíssima Gramática da Língua Portuguesa – Domingos Paschoal Cegalla

Por Natália Petrin
Como referenciar este conteúdo

Petrin, Natália. Texto Argumentativo. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/portugues/texto-argumentativo. Acesso em: 22 de September de 2020.

Compartilhe

TOPO