Função fática

Neste tópico, você vai aprender sobre função fática da língua, o que é, quais são as suas características, exemplos práticos e exercícios para fixar o aprendizado.

Alguns estudiosos da língua afirmam que a função fática centra-se no contato, no suporte físico, no canal da mensagem. Outros afirmam que a função fática da linguagem se manifesta nos elementos do texto, que envolvem o estabelecimento e a permanência do contato entre os interlocutores. Neste tópico, descobriremos o que é a função fática da língua.

Publicidade

Índice do conteúdo:

O que é a função fática

A função fática é a característica de mensagens que servem quase que exclusivamente para estabelecer, prolongar ou interromper a comunicação. Por exemplo, para comprovar que o canal por meio do qual se transmite a mensagem está funcionando, atrair atenção do interlocutor ou para confirmar que ele ainda está prestando atenção ao que se diz.

Em textos escritos, a função fática se mostra nos recursos gráficos e também no uso de recursos de cunho psicológico, os quais são usados para prender a atenção do leitor (por exemplo, a extensão das palavras, a complexidade das frases, a redundância, entre outros). Por outro lado, certas marcas da fala podem caracterizar-se como fáticos, por exemplo, “certo?”, “entende?”, “não é?”, “tipo assim”. Essas expressões mantêm os interlocutores em contato, sem produzir respostas a essas perguntas e os fixa no canal.

O traço característico da faticidade é a tautologia. Ou seja, a redundância. Em outras palavras, a função fática, como o próprio nome diz, objetiva enfatizar algo do já dito, manter a comunicação, mesmo que os recursos acionados para dar um caráter fático à mensagem não sejam estritamente necessários em relação ao sentido do que se diz.

Exemplos do uso da função fática

A seguir, você poderá conferir alguns exemplos de uso da função fática da língua, primeiramente no contexto de peças publicitárias e, depois, em outros contextos:

Função fática na publicidade

A função fática é muito comum na publicidade, pois embora certo tipo de conteúdo não precise, necessariamente, de adendos, explicações ou advertências, essa função da linguagem aparece nas peças publicitárias com a finalidade de manter o contato com o leitor/público a que a propaganda se dirige.

Publicidade

  • Embalagem de cigarro: “VOCÊ SOFRE – este produto causa câncer de boca, língua e esôfago” / “VOCÊ ADOECE – este produto causa trombose e gangrena”;
  • Nas propagandas de cerveja: “BEBA COM MODERAÇÃO” / “SE DIRIGR, NÃO BEBA”;
  • Nos anúncios nos supermercados, por exemplo, quando você ouve: “ATENÇÃO, senhores clientes…”.

Outros exemplos da função fática

  • Na sala de aula, o professor se volta aos alunos e pergunta, de forma retórica, se todos entenderam. Esse questionamento tem função fática.
  • Quando um palestrante pergunta ao auditório se estão todos acordados ainda. Esse questionamento também tem função fática.
  • As expressões ”bom dia”, “boa tarde” e “boa noite” possuem função fática.
  • Quando, ao final do expediente, você diz ao seu colega de trabalho “nos vemos amanhã”, você aciona a função fática para despedir-se dele.
  • No Grande serão: veredas, o narrador concebido por Guimarães Rosa nesta obra usa a expressão “Mire veja” muitas vezes; esta expressão tem função fática. “O senhor… Mire veja: o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas – mas que elas vão sempre mudando. Afinam ou desafinam”.

Agora que você já sabe tudo sobre a função fática, confira o tópico a respeito de Função Referencial!

Referências

Funções da linguagem (1999). Samira Chalhub.
O USO DO CLICHÊ E DA FUNÇÃO FÁTICA DA LINGUAGEM EM SINAL FECHADO (2010). Isabel Cristiane Jerônimo.

Por Beatriz Yoshida Protazio
Como referenciar este conteúdo

Yoshida Protazio, Beatriz. Função fática. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/portugues/funcao-fatica. Acesso em: 18 de May de 2022.

Exercícios resolvidos

1. [ENEM, 2019]

O Instituto de Arte de Chicago disponibilizou para visualização on-line, compartilhamento ou download (sob licença Creative Commons), 44 mil imagens de obras de arte em altíssima resolução, além de livros, estudos e pesquisas sobre a história da arte.

Para o historiador da arte, Bendor Grosvenor, o sucesso das coleções on-line de acesso aberto, além de democratizar a arte, vem ajudando a formar um novo público museológico. Grosvenor acredita que quanto mais pessoas forem expostas à arte on-line, mais visitas pessoais acontecerão aos museus.

A coleção está disponível em seis categorias: paisagens urbanas, impressionismo, essenciais, arte africana, moda e animais. Também é possível pesquisar pelo nome da obra, estilo, autor ou período. Para navegar pela imagem em alta definição, basta clicar sobre ela e utilizar a ferramenta de zoom. Para fazer o download, disponível para obras de domínio público, é preciso utilizar a seta localizada do lado inferior direito da imagem.

Disponível em: www.revistabula.com. Acesso em: 5 dez. 2018 (adaptado).

A função da linguagem que predomina nesse texto se caracteriza por

a) evidenciar a subjetividade da reportagem com base na fala do historiador de arte.

b) convencer o leitor a fazer o acesso on-line, levando-o a conhecer as obras de arte.

c) informar sobre o acesso às imagens por meio da descrição do modo como acessá-las.

d) estabelecer interlocução com o leitor, orientando-o a fazer o download das obras de arte.

e) enaltecer a arte, buscando popularizá-la por meio da possibilidade de visualização on-line.

A função da linguagem que predomina no texto se caracteriza pela transmissão de uma informação objetiva sobre o acesso às imagens de obras de arte a partir de um veículo on-line. Função referencial.

A alternativa correta é a letra c.

2. [ENEM, 2014]

O telefone tocou.
— Alô? Quem fala?
— Como? Com quem deseja falar?
— Quero falar com o sr. Samuel Cardoso.
— É ele mesmo. Quem fala, por obséquio?
— Não se lembra mais da minha voz, seu Samuel?
Faça um esforço.
— Lamento muito, minha senhora, mas não me lembro. Pode dizer-me de quem se trata?

(ANDRADE, C. D. Contos de aprendiz. Rio de Janeiro: José Olympio, 1958.)

Pela insistência em manter o contato entre o emissor e o receptor, predomina no texto a função

a) metalinguística.
b) fática.
c) referencial.
d) emotiva.
e) conativa.

A alternativa correta é a letra b, pois essa insistência em manter o contato entre os interlocutores é típica da função fática da língua.

Compartilhe

TOPO