Função referencial

A função referencial é usada quando o foco da mensagem está em seu conteúdo. É a função da linguagem mais utilizada no jornalismo.

A função referencial ou denotativa é uma das funções da linguagem estudadas pelo linguista russo Roman Jakobson.

O linguista russo tornou-se famoso pelas seis funções que apontou para a linguagem. São elas: referencial, emotiva, conativa (ou apelativa) poética, fática e metalinguística.

Essas funções, segundo ele, não esgotariam o papel da língua, pois tais funções dizem respeito ao papel maior, que é o da comunicação.

As funções da linguagem, apontadas por Jakobson, dizem respeito, na verdade, aos usos particulares da língua que podem estar total ou parcialmente presentes em uma situação comunicativa.

Função referencial ou denotativa – ênfase no contexto

Quando o objetivo da mensagem é a transmissão de informação sobre a realidade ou sobre um elemento a ser designado, diz-se que a função predominante no texto é a referencial ou denotativa.

Por possuir essas características, é a linguagem principalmente usada no jornalismo. Pois, verifica as informações, evita as ambiguidades e foca na notícia sem deixar espaços para subjetividades.

A função referencial, portanto, prioriza a informação de forma clara e objetiva.

O trecho abaixo, com um conteúdo essencialmente informativo, exemplifica essa função

Áreas preservadas são as melhores fontes de água limpa

função referencial
Imagem: Reprodução

“Regiões onde a Mata Atlântica está preservada são as melhores produtoras de água, em abundância e com boa qualidade. É o que mostra o monitoramento de rios e outras fontes coordenado há quase três décadas pela Fundação SOS Mata Atlântica.

O acompanhamento já alcança 230 córregos, rios e lagos em mais de cem municípios de todos os estados com Mata Atlântica, além do Distrito Federal. “As amostras com água de melhor qualidade vieram justamente de regiões onde a vegetação nativa está preservada. Onde ela foi desprotegida e desmatada, a qualidade da água despencou, em menos de um ano”, relatou Malu Ribeiro, especialista em Água da Fundação SOS Mata Atlântica.

Todavia, nenhum ponto analisado entre março de 2017 e fevereiro de 2018 foi avaliado como tendo água de ótima qualidade. No balanço, 96% das amostras coletadas mostraram que o recurso não estava apropriado para consumo humano.

Os dados sobre a situação dos rios urbanos do bioma foram apresentados no 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília (DF). Estes dados são gerados por coletas mensais realizadas por 3,5 mil voluntários capacitados pelo Observando os Rios. O projeto tem patrocínio da Ypê e Coca-Cola
Brasil.”

Nesse texto, puramente informativo sobre áreas de preservação e fontes de água limpa, podemos concluir que predomina a função referencial da linguagem.

Referências

Roman Jakobson – Adriano Steffler

Gramática: texto e construção de sentido – Maria Luiza M. Abaurre, Marcela Pontara

Áreas preservadas são as melhores fontes de água limpa – SOS Mata Atlântica

Luana Bernardes
Prof. Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Teste seu conhecimento

01. [UNIFAL]: São características da função referencial:

a) Mensagem centrada no contexto, cuja principal intenção é informar o leitor. Presença de uma linguagem direta e denotativa, com frases estruturadas na ordem direta e discurso escrito em terceira pessoa.

b) Mensagem centrada no destinatário e encontrada nos discursos políticos e anúncios publicitários. Nessa função, a linguagem é organizada a fim de influenciar ou persuadir o destinatário e faz uso de verbos no imperativo, pronomes na segunda pessoa e vocativos.

c) Mensagem centrada no emissor. Presença de verbos e pronomes em primeira pessoa, interjeições que revelam o estado emocional do falante, adjetivos valorativos e sinais de pontuação como reticências e pontos de exclamação.

d) Mensagem centrada no código. Nela, o código é utilizado para falar sobre o próprio código, explicando-o e analisando-o.

 

02. [UNIVALE]: Identifique a função de linguagem que predomina no texto a seguir:

Uma nova estrada para o turismo de natureza

“Existe um paraíso escondido no interior do país com potencial para tornar-se uma segunda Transpantaneira – a rodovia MT-060. A nova rota é conhecida como Estrada Turística e fica próxima da fronteira entre o Brasil e a Bolívia, em Cáceres, no Mato Grosso. O desafio dessa região é similar ao de muitas áreas naturais do Brasil: implementar o turismo de natureza para gerar desenvolvimento socioeconômico e o empoderamento das comunidades locais. Seria possível trilhar esse sonho em uma região tão distante dos grandes centros urbanos?

O Brasil tem em seu território alguns dos ecossistemas mais ricos em biodiversidade do mundo.  O Pantanal, com seus 250 mil quilômetros quadrados de extensão, é um desses exemplos.  Segundo o Fórum Econômico Mundial, o Brasil é o líder em um ranking  de 140 países em belezas naturais. (…)”.

Revista Época. Acesso no dia 11/09/14. Disponível em http://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/blog-do-planeta/noticia/2014/09/uma-nova-estrada-bpara-o-turismo-de-naturezab.html

a) função conativa.

b) função metalinguística.

c) função emotiva.

d) função referencial.

e) função fática.

01. [UNIFAL]

Resposta: A

São características da função referencial a  mensagem centrada no contexto, cuja principal intenção é informar o leitor. Presença de uma linguagem direta e denotativa, com frases estruturadas na ordem direta e discurso escrito em terceira pessoa tal qual descrito na alternativa “A” da questão.

 

02. [UNIVALE]

Resposta: D

Os textos jornalísticos são exemplos da função referencial da linguagem. Neles, predominam elementos como a denotação — o uso objetivo e direto da linguagem —, pois sua principal intenção é transmitir informação para os leitores.

 

Compartilhe nas redes sociais

TOPO