Luis XIV

Com o reinado mais longo da história francesa, Luis XIV ficou conhecido como "o rei sol" pelo brilho de sua corte: o palácio de versalhes.

Luis XIV foi um dos reis mais emblemáticos da França. Sua vida foi regada por luxo e ostentações, o que lhe rendeu o apelido de “rei sol”, visto que seu palácio brilhava muito. Em seu reinado, o exército francês tornou-se o maior e mais eficiente da Europa, alistando cerca de 300.000 homens. Além disso, Luís XIV impôs a ortodoxia religiosa, além de incentivar fortemente as artes e a literatura. A seguir, conheça como foi o reinado de Luis.

Índice do conteúdo:

Biografia

Fonte: Wikipédia

Filhos de Luis XIII e Ana da Áustria, Luis XIV nasceu em 1638, no dia 5 de setembro. Perdeu seu pai muito cedo, em 1643. Com a morte de seu pai, sua mãe, Ana da Áustria tornou-se regente do governo e Mazarino, um cardeal, tornou-se primeiro-ministro.

Luis XIV tornou-se rei precocemente, em 1651. Por essa razão, Mazarino, cardeal e primeiro-ministro da França, assumiu o reinado até que Luis completasse a idade adequada para exercer o cargo de rei.

O rei sofria de algumas enfermidades crônicas, contudo, isso não o impedia de mostrar-se sempre enérgico. Em 1660 casou-se com Maria Teresa, uma princesa espanhola, por interesses políticos, o que era típico no relacionamento entre monarcas. Seu casamento representou a paz firmada entre França e Espanha, que tiveram uma série de conflitos até então. Entre as razões políticas que levaram o rei casar-se com a filha do rei espanhol, pode-se citar seu interesse na sucessão do império espanhol.

Seu casamento fora marcado por traições e o sofrimento da esposa. Luis teve uma série de amantes e 18 filhos fora do casamento, optava sempre por mulher jovens e até mesmo menores de idade. Sua amante mais famosa foi Françoise D’Aubigné.

Ficou conhecido pelo luxo de suas moradas reais e por um estilo único que influenciou as cortes europeias de forma geral. No entanto, seu reinado foi um marco na história da França, transformou o exército francês e impulsionou a igreja católica em relação ao protestantismo.

Como foi o reinado de Luis XIV

O reinado de Luis XIV começou após a morte de Mazarino, em 1651. Mazarino teve uma regência cercada por revoltas e resistências a sua figura, chegando a ser comparado com Maquiavel. Além disso, o cardeal fora acusado de influenciar o rei. Por essa razão, o cardeal viu-se obrigado a fugir da França mais de uma vez.

Ao assumir o poder, Luis XIV não alterou por completo a política de seu regente. O rei passou a escolher mais ministros para compor seu governo, e seus critérios para isso eram de que os escolhidos deveriam ser mais flexíveis. A equipe constituída por Hugues de Lionne, Michel Le Tellier e Nicolas Fouquet lidava com questões políticas, despachos, embaixadores e lidavam com as cortes estrangeiras.

Economia

Economicamente, o governo gerou uma série de reformas financeiras. Vale ressaltar que a Coroa possuída muitas dívidas, além de um sistema corrupto. O ministro Colbert foi responsável por tentar reverter a situação. No entanto, as ideias do ministro não eram originais.

Exército

Em relação às questões bélicas, o ministro Le Tellier interviu para que houvesse a formação de um exército francês, visto que anteriormente o exército era uma instituição privada dominada pela nobreza.

Religião

Em termos religiosos, o reinado de Luis XIV foi marcado por ver a religião como uma questão fundamental. O rei cumpria seus rituais e evitava pecar, no entanto, não tinha uma postura humilde e autocrítica. O monarca não tinha o sentimento de compaixão pelos pobres. Em relação ao protestantismo, o rei não demonstrava uma postura positiva em relação a esse desdobramento religioso.

O monarca é considerado uma figura polêmica, seja por suas atitudes ou estilo de vida. Por isso, seu reinado ficou marcado e gera muito interesse em historiadores ou outras pessoas.

Vídeos sobre Luis XIV

A seguir, confira uma seleção de vídeos que contam um pouco mais sobre a vida e o governo de Luis XIV. Então, não deixe de assistir e aprofunde seus conhecimentos!

A rotina de Luis XIV no palácio de Versalhes

Rei Luis foi monarca importante para a França. Nesse vídeo, você confere detalhes de como era a rotina luxuosa do rei e entenda como ele possuía horário para todas as tarefas que desempenhava.

Absolutismo francês

Nesse vídeo, o historiador comenta acerca dos desdobramentos do absolutismo francês com ênfase em Luis XIV. Aperte o play e entenda a relevância de Luis XIV.

A construção da imagem de Luís XIV

A imagem do rei foi construída ao longo dos anos e até hoje é se fala sobre os seus hábitos cheios de sofisticação. Então, veja como foi construída a sua imagem e como o Luis XIV imortalizou-se a partir de seus feitos no mundo estético.

Luis XIV ficou conhecido por impulsionar o exército francês, além propor reformas financeiras e impor a ortodoxia religiosa. Aproveite seus estudos em História e saiba mais sobre o absolutismo.

Referências

La philosophie critique de l’histoire: essay sur une théorie allemande (1969) – R. Aron

Reflexões Sobre a História Universal (1975) – J. Burchardt

The Philosophy of the Enlightment (1979) – E.Cassirer

Mayara Carrobrez
Por Mayara Carrobrez

Historiadora e Mestra em Letras pela Universidade Estadual de Maringá. Professora de língua inglesa, tradutora e redatora.

Como referenciar este conteúdo

Carrobrez, Mayara. Luis XIV. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/historia/luis-xiv. Acesso em: 18 de October de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [PUC PR - 2017]

“Acontece que Luís XIV provavelmente tinha excelente faro para os negócios — sem falar que o monarca devia achar muito sem graça ver todo mundo vestido de preto constantemente —, pois ele convocou seu Ministro das Finanças, Jean-Baptiste Colbert, para uma conversinha sobre indumentárias. Aconselhado pelo político, o rei proibiu a importação de tecidos estrangeiros e estabeleceu uma gigantesca indústria têxtil no país para suprir as necessidades da população mais abastada. Além disso, Luís XIV e Colbert determinaram que novos modelos de roupas fossem criados duas vezes ao ano com teci-dos inéditos. Assim, os costureiros que atendiam à nobreza passaram a apresentar uma coleção de roupas no inverno e outra no verão — sem se esquecer de incluir acessórios como leques, capas, sombrinhas, casacos etc. entre os itens. O rei decretou ainda que os nobres que desejassem visitá-lo no Palácio de Versalhes deveriam se vestir apenas com modelos da última moda, e teve a ideia de financiar a produção de catálogos que apresentavam as novas coleções. Dessa forma, a aristocracia francesa e do resto da Europa podia selecionar os itens que desejava comprar.”

Você sabia que Rei Luís XIV da França foi o inventor da alta costura? Por Maria Luciana Rincon

Disponível em: https://www.megacurioso.com.br/personalidades/75642-voce-sabia-que-rei-luis-xiv-da-franca-foi-o-inventor-da-altacostura.htm. Acesso em: 12 fev 2017.

O Mercantilismo foi uma série de práticas de enriquecimento dos Estados Nacionais entre os séculos XV e XVIII, como exemplo, na França o Rei Luís XIV e seu ministro Colbert tentaram ampliar os ganhos da coroa com o aumento de taxas e também do comércio de artigos de luxo, o chamado Colbertismo.

Acerca das práticas mercantilistas dos Estados Nacionais, marque a afirmativa CORRETA:

A) O protecionismo era aumentar as taxas dos produtos exportados e diminuir dos importados, assim ganharia mais com a venda e facilitaria a compra.

B) Uma das práticas do Mercantilismo, usada ainda hoje para equilibrar as finanças dos países, é a balança comercial favorável que consiste em exportar mais do que importar para evitar o endividamento e aumentar os ganhos.

C) Espanha e Portugal foram as primeiras a conquistar colônias e extrair metais para enriquecer, assim conseguiram um excedente que propiciou serem pioneiras no investimento industrial.

D) O metalismo foi uma prática portuguesa que consistia em acumular metais através da extração de ouro e prata das colônias ultramar, primeiramente descobertos no Brasil.

E) A Inglaterra e a França se destacaram no comércio de artigos luxuosos, enquanto os ingleses produziam os ricos tecidos, os franceses os compravam para usar em suas roupas, uma espécie de colaboracionismo que perdurou durante todo o período.

B) Uma das práticas do Mercantilismo, usada ainda hoje para equilibrar as finanças dos países, é a balança comercial favorável que consiste em exportar mais do que importar para evitar o endividamento e aumentar os ganhos.

2. [UFSC]

Leia o texto abaixo:

“E somente na minha pessoa reside o poder soberano… é somente de mim que os meus tribunais recebem a sua existência e a sua autoridade; a plenitude desta autoridade, que eles não exercem senão em meu nome, permanece sempre em mim, e o seu uso nunca pode ser contra mim voltado; é unicamente a mim que pertence o poder legislativo, sem dependência e sem partilha; é somente por minha autoridade que os funcionários dos meus tribunais procedem (…); toda a ordem pública emana de mim, e os direitos e interesses da nação, de que se pretende ousar fazer um corpo separado do Monarca, estão necessariamente unidos com os meus e repousam inteiramente nas minhas mãos.”

LUIS XIV. Resposta do Rei ao Parlamento de Paris. IN:. MARQUES, A. et ali. História Moderna através de textos. São Paulo: Contexto, 2003. P. 58.

O texto acima é parte de um discurso atribuído a Luis XIV, expoente máximo do absolutismo francês. Sobre o Absolutismo Monárquico, assinale a soma da(s) proposição(ões) CORRETA(S).

01) O texto citado faz referência ao poder legislativo pois, nas monarquias absolutistas, os poderes estavam separados em Legislativo, Judiciário e Executivo, todos independentes e autônomos entre si.

02) Um dos teóricos que discorreram sobre o modelo ideal de poder, Nicolau Maquiavel, em sua obra “O Príncipe”, apresenta as características que seriam mais adequadas a um governante.

04) Em alguns países, a Reforma Religiosa contribuiu para o fortalecimento do poder do rei, como ocorreu na Inglaterra, com a introdução do anglicanismo.

08) O absolutismo monárquico foi o modelo de poder executivo implantado por meio da Revolução Francesa.

16) Nos países absolutistas, a vontade do soberano justificava as medidas tomadas pelos agentes do Estado.

As alternativas corretas são:

02) Um dos teóricos que discorreram sobre o modelo ideal de poder, Nicolau Maquiavel, em sua obra “O Príncipe”, apresenta as características que seriam mais adequadas a um governante.

04) Em alguns países, a Reforma Religiosa contribuiu para o fortalecimento do poder do rei, como ocorreu na Inglaterra, com a introdução do anglicanismo.

16) Nos países absolutistas, a vontade do soberano justificava as medidas tomadas pelos agentes do Estado.

Compartilhe

TOPO