Europa

A Europa é definida como o berço da civilização ocidental no mundo.

Com uma área territorial de aproximadamente 10,5 milhões de quilômetros quadrados, a Europa, juntamente com a Ásia, forma um grande bloco de terras contínuas chamado Eurásia.

Nesse bloco de terras contínuas, a Europa é, na realidade, do ponto de vista físico ou geológico, um prolongamento da Ásia. Sua área total é muito recortada, com aproximadamente 20% dela composta por penínsulas, mares, estreitos e ilhas.

Europa
Imagem: Reprodução

A Europa é um pequeno continente localizado predominantemente na zona temperada do hemisfério Norte. Há uma grande fragmentação política, com a ocorrência de inúmeros países 0 alguns com área muito reduzida – e uma grande complexidade étnica, cultural e religiosa.

O continente foi o palco das duas grandes guerras mundiais e de um grande número de conflitos.

Divisão regional da Europa

As profundas diferenças econômicas, políticas e culturais e militares dividem a Europa em 48 nações europeias em duas grandes regiões: Europa Ocidental, que reúne as nações desenvolvidas, nas quais as instituições democráticas estão consolidadas.

E Europa Oriental, formada predominantemente por países que saíram do regime socialista e estão em recuperação r procurando atualmente consolidar suas economias no mercado.

Compõem a Europa Ocidental: Alemanha, Andorra, Áustria, Bélgica, Chipre, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Irlanda, Islândia, Itália, Liechtenstein, Luxemburgo, Malta, Mônaco, Noruega, Portugal, Reino Unido, San Marino, Suécia e Vaticano.

Compõem a Europa Oriental: Albânia, Armênia, Azerbaijão, Belarus, Bósnia-Herzegovina, Bulgária, Croácia, Eslováquia, Eslovênia, Estônia, parte da Rússia, Geórgia, Hungria, Iugoslávia, Letônia, Lituânia, Macedônia, Moldávia, Polônia, República Tcheca, Romênia, Ucrânia e parte europeia da Turquia.

Aspectos físicos

Relevo

O relevo do continente europeu é bastante heterogêneo: ao norte e nordeste encontramos maciços antigos – portanto, muito desgastados pela erosão.

Destacam-se os monte Urais e os Alpes Escandinavos, onde, especialmente na Noruega, em decorrência dos avanços e recuos das geleiras, o litoral apresenta-se muito abrupto e recortado, formando os chamados fiordes.

Ao sul, o continente europeu apresenta cadeias de montanhas mais recentes, e portanto, com maiores altitudes, onde se destacam os Alpes, que se estendem de Nice, na França até Viena, Áustria, sendo o Mont Blanc (4.807 metros) seu ponto culminante.

Por ser uma área de estrutura geológica recente, toda essa região é sujeito a terremotos e apresenta formações vulcânicas, com destaque para os vulcões Etna, Stromboli e Vesúvio (todos na Itália).

O litoral, bastante recortado, apresenta cinco grandes penínsulas: Íbérica, Itálica, Balcânica, Escandinava, e da Jutlândia.

O continente europeu conta ainda com várias ilhas e arquipélagos, destacando-se a Grã-Bretanha, Islândia, Córsega, Sicília e Creta.

Hidrografia

No continente europeu não existem rios extensos ou grande bacias hidrográficas. Por serem, em geral, ruis de planície, são, no entanto, intensamente utilizados para navegação.

Os principais rios da Europa são:

  • Rio Reno: com 1.350 km, dos quais 1.100 km são navegáveis. É o rio europeu mais importante.
  • Rio Danúbio: considerado o “rio da integração internacional”, corta sete países (Alemanha, Áustria, República Tcheca, Hungria, Sérvia e Montenegro, Romênia e Bulgária).
  • Rio Volga: totalmente localizado na Rússia, é o maior rio do continente europeu, com 3.531 quilômetros de extensão.
  • Rio Ruhr: afluente do rio Reno, tem seu curso totalmente na Alemanha. Seu vale é rico em jazidas de carvão, muito importante para a economia alemã.

Clima e paisagens vegetais da Europa

Os principais fatores que determinam os climas da Europa são:

  • Latitude: o continente europeu situa-se totalmente acima do Trópico de Câncer, suas latitudes vão desde 35ºN até 82ºN, o que caracteriza o domínio de climas temperados.
  • Maritimidade: o continente europeu sofre grande influência dos oceanos, em razão dos grandes recortes de seu litoral.
  • Relevo: é representado pela posição das montanhas que formam uma espécie de arco ao sul, favorecendo os deslocamento das massas de ar no restante do continente e impedindo a chegada de grandes massas frias ao mar Mediterrâneo.

Em maior ou menor influência desses fatores, ocorrem quatro domínios climáticos distintos na Europa: clima frio com presença de tundra e taiga; clima temperado com florestas temperadas, clima temperado moderado com ocorrência de estepes e pradaria e clima mediterrâneo com vegetação mediterrânea.

População

O continente europeu possui aproximadamente 746 milhões de habitantes, incluindo a parte europeia da Rússia. e apresenta a menor taxa de crescimento demográfico do mundo.

Em alguns países, essa taxa é negativa. Isso ocorre em razão das baixas taxas de natalidade registradas em todo o continente.

Os países mais populosos da Europa são: Rússia, Alemanha, Reino Unido, França, Itália e Ucrânia. As maiores densidades demográficas então no centro e no oeste e as menores, no leste e no norte.

As línguas mais faladas são: espanhol, italiano, francês, português, alemão, inglês, eslavo, russo, búlgaro, servo-croata e ucraniano.

A principal religião da Europa é o cristianismo, que se divide em um número significativo de adeptos ao catolicismo, quanto do protestantismo e da Igreja Ortodoxa.

Os imigrantes na Europa

Nas últimas décadas, as nações da Europa Ocidental receberam grande quantidade de imigrantes, incluindo milhares de refugiados e imigrantes ilegais, vindo em sua maioria de países devastados por guerras.

De certa maneira, essas ondas migratórias compensam a baixa taxa demográfica da população europeia. No entanto, a imigração tem gerado descontentamento em parte da população europeia ocidental, que teme a perda de empregos e a queda em seu padrão de vida.

Esse medo, aliado a sentimentos ultranacionalistas e racistas, tem como consequências o aparecimento de grupos neonazistas, o crescimento eleitoral da extrema direita e de atentados terroristas contra minorias.

Economia

A Europa foi o berço da Revolução Industrial, no final do século XVIII, sendo, portanto, o primeiro continente a modernizar sua economia.

Imagem: Reprodução

Ainda hoje, o parque industria europeu é o mais organizado do mundo, e na última década registrou-se uma grande expansão dos serviços.

No entanto, apesar do elevado nível de desenvolvimento econômico e tecnológico, existem contrastes entre as prósperas nações capitalistas na Europa Ocidental e os países do antigo bloco comunista (Europa Oriental ou Leste europeu).

Grande parte desses países apresenta agricultura muito tradicional, com baixa mecanização e fraca industrialização.

Referências

Manual de Geografia Geral – Equipe Rideel

Geografia Geral e do Brasil – João Carlos Moreira, Eustáquio de Sene

Luana Bernardes
Por Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Teste seu conhecimento

01. [CEFET]: A Europa é um continente pequeno em relação ao grande número de países que o compõem. É extremamente fragmentado em termos geopolíticos, tendo um grande número de países minúsculos. Verifique as alternativas a seguir que abordam aspectos físicos e socioeconômicos desse continente e identifique a INCORRETA.

a) É formada por países considerados mais urbanizados, mais industrializados, mais desenvolvidos, como Alemanha, França, Inglaterra, norte da Itália, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Áustria, Suíça, Dinamarca e os países escandinavos ─ Suécia, Noruega e Finlândia. Encontram-se também países menos desenvolvidos, menos industrializados, como Portugal, Grécia e os ex-socialistas.

b) Na região da Renânia, no noroeste da Alemanha, encontra-se a maior concentração industrial desse país, sendo também a principal área industrial da Europa. Os principais complexos urbano-industriais são: Essen, Düsseldorf, Colônia, Dortmund, Aachen, Buisburg, Bonn, etc. Além de uma forte indústria de base ─ siderurgia e metalurgia ─, ali estão instaladas também indústrias químicas, refinarias de petróleo, indústrias têxteis, alimentícias e outras.

c) Na França, a presença do carvão mineral e do minério de ferro, no norte e no nordeste do país, mais a garantia do abastecimento de matérias-primas e do mercado consumidor, representada por um grande império colonial, favoreceram a industrialização sistematizada a partir da segunda metade do século XIX.

d) O Reino Unido é composto por Irlanda do Norte, Escócia, País de Gales e Inglaterra. A ilha da Grã-Bretanha é uma ilha de solo ácido e pouco espaço para agropecuária.

e) Na Itália, enquanto o Sul é uma região desenvolvida e de alta renda per capita, o Norte do país chamado “Mezzogiorno” é uma região pobre, subdesenvolvida, com baixa renda per capita, sobretudo na Sicília. A base social e econômica do norte é o latifúndio, produtos de itens agrícolas, especialmente cítricos e azeitonas.

 

02. [CEFET]: As alternativas a seguir referem-se aos países de destaque da economia Europeia. Identifique a que está INCORRETA.

a) O território inglês encontra-se em situação privilegiada dentro da Europa: tem fronteira com o Atlântico, o Mediterrâneo e o Mar do Norte – três portas de entrada e saída, fator importante e estratégico para o desenvolvimento econômico.

b) Na Alemanha, as reservas de ferro são pequenas, e apresentam baixo teor metálico. As jazidas estão apenas no nordeste e sudeste da antiga RFA. Por isso a Alemanha é grande importadora de ferro da Suécia e do Brasil.

c) Na Alemanha, o relevo sofre uma inclinação do Sul para o Norte. No sul, observamos a região dos Alpes Bávaros – área originalmente coberta pela Floresta Negra resultante do clima temperado, com atividades de extrativismo vegetal e reflorestamentos.

d) O relevo da França apresenta as seguintes características: no norte, dominam as planícies sedimentares – é o relevo de Paris; no sul, os Montes Pirineus – separando a Península Ibérica. No sudeste, os Alpes – com seu ponto culminante, o Monte Branco. Entre as duas cadeias montanhosas, um grande maciço – o Maciço Central Francês.

e) A Península Itálica é pouco maior que os estados do Rio de Janeiro e São Paulo juntos. Suas cidades são antigas e históricas, guardando ricos monumentos, o que torna o país uma das maiores atrações turísticas de todo o mundo.

01. [CEFET]

Resposta: E

a)CORRETO – Os países citados (Alemanha, França, Inglaterra, etc.) são os que possuem os mais elevados índices de urbanização, além de desenvolvimento socioeconômico. Tal resultado se deve à industrialização desses países, que passaram por esse processo primeiro. Países como Grécia, Portugal e países ex-socialistas tiveram um industrialização tardia.

b)CORRETO – A Alemanha é o país mais industrializado e forte economicamente da Europa. A região citada, no passado, pertencia à França e ao Reino Unido. Além de possuir maior concentração industrial, é a região que mais produz arroz na Europa.

c)CORRETO – O principal motor da I Revolução Industrial foram o carvão mineral e o minério de ferro. Com essas matérias-primas em abundância, a França, ao lado da Inglaterra, foram os grandes expoentes da Europa no passado. Esse processo deixou marcas que favoreceram substancialmente para que o país continuasse a se industrializar, tornando um dos mais importantes países do globo terrestre.

d) CORRETO – O Reino Unido sempre investiu tecnologia na correção de seus solos ácidos. Apesar disso, o setor agropecuário representa pouco na economia do país. Por isso mesmo, sempre investiu pesado na indústria de transformação. Isso pode ser constatado pelo fato de a Inglaterra ter sido o palco da Primeira Revolução Industrial.

e ) INCORRETO –Na verdade, as características citadas do sul correspondem ao norte, e vice-versa. Aliás, a região da Sicília fica na porção sul do país. Há uma enorme disputa preconceituosa entre as populações do sul e do norte da Itália.

 

 

02. [CEFET]

Resposta: A

a) INCORRETO– As fronteiras do território inglês são Oceano Atlântico, em toda costa oeste, Mar do Norte, ao norte, e Canal da Mancha, ao sul. O território inglês não faz fronteira, portanto, com o Mar Mediterrâneo.

b) CORRETO – A riqueza mineral da Alemanha consiste na produção de carvão e sais de potássio. Em relação ao Brasil, possui um convênio sobre pesquisas no DNPM ─ Departamento Nacional de Produção Mineral, chamado de Convênio Geofísica Brasil-Alemanha.

c) CORRETO – O relevo alemão é formado por grandes planícies no norte e montanhas do centro até o sul do país. O Zugspitze é o ponto mais alto, com quase 3000 metros acima do nível do mar, na fronteira com a Áustria. Essa região abriga a maior parte das reservas florestais do país.

d) CORRETO – A parte montanhosa corresponde aos Alpes, grande cadeia montanhosa que atravessa boa parte da Europa. Ao Oeste e ao Sul, na fronteira com a Espanha, encontram-se também altitudes elevadas nos Montes Pirineus. Essa diversidade de relevos deve-se à sua própria evolução, que foi condicionada por inúmeras mudanças climáticas, processos de erosão variados e fases de intensos movimentos tectônicos.

e) CORRETO – As cidades de Roma (por sua riqueza religiosa, histórica e cultural) e Veneza (pelo romantismo das águas que a cercam e riqueza cultural) são os lugares mais visitados no planeta.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO