Ação Social

A ação social é um conceito relacionado ao sociólogo Max Weber, na qual busca compreender as atividades humanas a partir dos seus significados.

Você já se perguntou por que as pessoas agem de certas formas e não de outras? Essa é uma das perguntas que o conceito de ação social procura responder. Confira a explicação do termo no texto abaixo.

Publicidade

O que é ação social

Em suma, é qualquer ação humana com um significado subjetivo direcionada a um outro ser humano. Essa definição advém do sociólogo Max Weber (1864-1920), que é o principal teórico usado para pensar a ação social.

Relacionadas

Max Weber
Considerado um dos grandes fundadores da Sociologia, Max Weber oferece sua própria forma de entender a sociedade.
Surgimento da Sociologia
A sociologia é uma ciência que se baseia nas mudanças e permanências sociais. Desde o século XIX, ela vem desempenhando um papel importante na sociedade. Abaixo, confira mais sobre o seu surgimento!
Cultura
A capacidade simbólica e a sua transmissão é uma das marcas das culturas humanas.

Assim, para Weber, uma ação possui um significado na medida em que não é simplesmente um comportamento reativo. Por exemplo, se uma mulher pisca o seu olho como resposta biológica, o que ocorreu foi apenas uma reação corporal. Contudo, se a mulher olha para uma outra pessoa e pisca intencionalmente, como um sinal de paquera, aconteceu uma ação social.

Ou seja, para que uma atividade seja considerada ação social, é necessário que pelo menos dois seres humanos estejam envolvidos e haja uma intenção ou um significado nesse comportamento. Conforme o autor, é assim que se compreende as relações sociais entre as pessoas.

Tipos de ação social

Se as ações sociais são definidas a partir de seu significado dirigido a outros, é possível classificar e separar seus tipos conforme tais sentidos. Veja, a seguir, tais classificações feitas por Weber:

Ações racionais

As ações sociais de tipo racional são aquelas que servem a alguma razão instrumental, seja a algum benefício do indivíduo ou algum valor moral/ideológico. Confira suas diferenças:

Publicidade

  • Ação racional em relação a fins: são as ações baseadas em um cálculo instrumental das finalidades. Por exemplo, um indivíduo decide doar cestas básicas com o intuito de impressionar o seu chefe e ganhar uma promoção.
  • Ação racional em relação a valores: são fundamentadas em ideologias ou moralidades. Por exemplo, um indivíduo escolhe doar cestas básicas porque acredita que deve ajudar os mais pobres sem receber nada em troca.

Ações irracionais

Neste caso, as atividades do indivíduo são mais próximas daqueles comportamentos mecânicos, porque são mais automáticos. Entenda mais os dois tipos dessa ação social:

  • Ação irracional tradicional: ocorrem quando um indivíduo age por força da tradição ou do costume. Por exemplo, andar pela rua e, ao encontrar alguém, dizer “bom dia” e dar um sorriso.
  • Ação irracional afetiva: acontecem no impulso de um momento carregado de emoções. Por exemplo, ofender-se por alguma má-condução de um motorista no trânsito e buzinar, além de xingá-lo.

Logo, cada um dos tipos de ação social possui um significado dirigido ao outro. Portanto, quando você age socialmente, a comunicação sempre trás sentido às outras pessoas. Por sua vez, essas pessoas respondem você com outras ações. Assim é que se formam as relações sociais, conforme Weber.

A ação social em Weber

É importante entender que, embora Weber tenha proposto separar as ações sociais em tipos diferentes, essa classificação se trata de um “tipo ideal”. Ou seja, na prática, a realidade é caótica e, assim, ela não ocorre exatamente como se descreve na teoria.

Publicidade

Desse modo, frequentemente uma ação pode ser classificada em vários tipos. Uma pessoa pode agir de modo tradicional e afetivo ao mesmo tempo. Ou ainda, pode visar benefícios próprios ao fazer uma boa ação, mas também desejar ajudar o próximo no mesmo movimento.

Nesse sentido, a própria ação do sociólogo de interpretar as relações sociais poderia ser entendida como de tipo racional em relação a fins. Ou seja, embora ele tenha consciência de que na prática os tipos ideais se misturam, ele sabe que eles são úteis para compreender e analisar a sociedade e, por isso, as utiliza.

A ação social por Durkheim

A teoria de Weber é bastante diferente de outro sociólogo: Émile Durkheim (1858-1917). Para este autor, não se deve analisar as relações sociais a partir das motivações e significados presentes nas ações de cada indivíduo. Ao invés disso, é melhor explicar o fenômeno social a partir do todo, isto é, pensando a própria sociedade.

Assim, Durkheim não utiliza conceitos como de ação social. Este autor trabalha com outros termos, como solidariedade mecânica e orgânica, ou anomia e equilíbrio – são conceitos que dizem respeito ao estado da sociedade e como as pessoas obedecem a essa força social. Em contrapartida, Weber está interessado em como as pessoas, em cada uma de suas ações, formam a sociedade.

A importância da ação social

Este é um dos conceitos mais importantes da sociologia clássica. Junto com Émile Durkheim e Karl Marx, Weber foi um dos sociólogos que deram base para o pensamento sociológico que se tem nos dias de hoje.

Publicidade

Mais próximo da atualidade, autores como Pierre Bourdieu reinventaram os conceitos desses sociólogos clássicos para melhor entender os fenômenos sociais. Assim, termos como prática social, habitus e campo, passam a substituir a ideia de “ação social” mais clássica de Weber. Saiba mais na matéria sobre Bourdieu.

Exemplos de ações sociais

Começar a pensar na aplicação de um conceito é uma forma de entendê-lo melhor. Assim, veja alguns exemplos práticos de ações sociais a seguir para aprofundar a sua compreensão do assunto:

  • Cozinhar: esta é uma ação muito simples que pode ter vários significados: pode ser realizada visando conquistar alguém (tipo racional em relação a fins), ou por obrigação, por exemplo, quando se é mulher (tipo irracional tradicional);
  • Abraçar: quando você abraça alguém, fortes emoções que envolvem afeto, amor, paixão (tipo irracional afetivo), ou, no caso de movimentos como “free hugs”, abraçar desconhecidos na rua motivado por valores coletivos (tipo racional em relação a valores) entram em ação;
  • Não comer fast foods: as ações sociais podem ser também passivas, ou seja, ocorrem na forma de não fazer algo. Por exemplo, alguém pode não comer nunca fast foods porque tem o objetivo de perder peso (tipo racional em relação a fins), ou porque deseja seguir uma ideologia slow food, relacionando-se com a comida de outra forma (tipo racional em relação a valores);
  • Usar vestido branco no casamento: esta ação é mais tipicamente aquela irracional-tradicional, pois é esperado em sociedades ocidentais que mulheres se casem dessa forma. Contudo, uma noiva pode não ter nenhuma influência da tradição, mas se casar com vestido branco para agradar os seus pais, que estão financiando o casamento (tipo racional em relação a fins).

Assim, é possível observar as ações do dia a dia e tentar pensá-las a partir dos conceitos de Weber. Este é um exercício interessante para refletir o quanto o conceito de ação social nos ajuda a compreender as relações sociais, ou até mesmo ver os seus limites.

Vídeos para fixar o conteúdo

Para não esquecer das ideias que envolvem a ação social, fazer uso de materiais audiovisuais em seus estudos pode ajudar. Assim, confira a seleção de vídeos abaixo que abordarão o assunto desta matéria.

Quem foi Max Weber

Quando se discute este conceito na sociologia, não é possível não falar de Max Weber. Assim, saiba mais sobre esse autor no vídeo acima.

Revisando a definição do conceito

No vídeo acima, este conceito é explicado de modo resumido e didático. Aproveite para retomar o assunto tratado nesta matéria.

Para aprofundar nos tipos de ação social

Para uma explicação mais demorada sobre esse assunto, confira o material acima. Nele, é possível ainda encontrar exemplos que poderão facilitar a compreensão do tema.

Weber e o capitalismo

O sociólogo Max Weber não apenas propôs conceitos como o de ação social, mas também deu sua própria interpretação de fenômenos como o do capitalismo. Saiba mais neste vídeo.

Sabendo que a ação social é um conceito que pode ser aplicado a muitos contextos, conheça mais termos da sociologia que explicam as relações sociais! Veja, por exemplo, o conceito de classe social em Marx.

Referências

A formação das idéias e representações e o sentido da ação social, segundo a sociologia clássica e contemporânea (On-line) – Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/ccsaemperspectiva/article/view/2570. Acesso em 9 de abr. de 2022.
Conceitos-chave em sociologia da infância (On-line) – Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=RsdUEAAAQBAJ&printsec=frontcover&hl=pt-BR#v=onepage&q&f=false. Acesso em 9 de abr. de 2022.
Verbete – Explicação e compreensão (On-line) – Disponível em: https://blogdolabemus.com/wp-content/uploads/2019/02/verbete-explicac3a7c3a3o-e-compreensc3a3o-parte-3-1.pdf. Acesso em 9 de abr. de 2022.

Mateus Oka
Por Mateus Oka

Mestre em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Cientista social pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Realiza pesquisas na área da antropologia da ciência.

Como referenciar este conteúdo

Oka, Mateus. Ação Social. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/historia/acao-social. Acesso em: 01 de July de 2022.

Exercícios resolvidos

1. [UNICENTRO]

“A ação social (incluindo tolerância ou omissão) orienta-se pela ação de outros, que podem ser passadas, presentes ou esperadas como futuras (vingança por ataques anteriores, réplica a ataques presentes, medidas de defesa diante de ataques futuros). Os ´outros` podem ser individualizados e conhecidos ou uma pluralidade de indivíduos indeterminados e completamente desconhecidos”
(Max Weber. Ação social e relação social. In M.M. Foracchi e J.S Martins. Sociologia e Sociedade. Rio de Janeiro, LTC, 1977, p.139).
Max Weber, um dos clássicos da sociologia, autor dessa definição de ação social, que para ele constitui o objeto de estudo da sociologia, apontou a existência de quatro tipos de ação social. Quais são elas?
a) Ação tradicional, ação afetiva, ação política com relação a valores e ação racional com relação a fins.
b) Ação tradicional, ação afetiva, ação racional e ação carismática.
c) Ação tradicional, ação afetiva, ação política com relação a valores, ação política com relação a fins.
d) Ação tradicional, ação afetiva, ação racional com relação a fins, ação racional com relação a valores.
e) Ação tradicional, ação emotiva, ação racional com relação a fins e ação política não esperada.

Resposta: d
Justificativa: os tipos ideais de ação social em Weber representam significados específicos que as ações podem tomar. Assim, apenas a alternativa d representa as respostas corretas.

2. [UNICENTRO]

Max Weber, um dos fundadores da Sociologia, tinha amplo conhecimento em muitas áreas afins a essa ciência, tais como economia, direito e filosofia. Assim, ao analisar o desenvolvimento do capitalismo moderno, buscou entender a natureza e as causas da mudança social. Em sua obra, existem dois conceitos fundamentais, ou seja,
a) cultura e tipo Ideal.
b) classe e proletariado.
c) anomia e solidariedade.
d) fato social e burocracia.
e) ação social e racionalidade

Resposta: e
Justificativa: a ação social, bem como a explicação da racionalidade capitalista, são dois conceitos fundamentais na obra de Max Weber.

Compartilhe

TOPO