Noam Chomsky

Pai do gerativismo, ativista político, anarcossindicalista. Conheça o pensamento de Noam Chomsky, um dos grandes intelectuais da atualidade.

Conheça o pensamento de Noam Chomsky, um filósofo e linguista norte-americano, conhecido como o pai do Gerativismo. Chomsky é um intelectual contemporâneo de grande importância que atua tanto no campo da linguística quanto no da filosofia política. Veja, a seguir, principais aspectos de sua vida e obra.

Publicidade

Biografia

Noam Chomsky
Noam Chomsky. Fonte: Wikipedia

Avram Noam Chomsky nasceu em 7 de dezembro de 1928 na cidade de Filadélfia, na Pensilvânia. Chomsky estudou Filosofia e Linguística na Universidade da Pensilvânia, onde obteve seu doutorado, em 1955. Em 1959, Chomsky publicou “Uma resenha sobre o ‘Comportamento Verbal’, de B.F. Skinner”, criticando a concepção behaviorista da linguagem, vigente na época, inaugurando a revolução cognitiva e mudando a percepção de linguagem que se tem até hoje.

Após concluir o doutorado, um estudo homérico sobre as estruturas linguísticas, Noam Chomsky começou a lecionar no MIT, onde ficou por mais de 40 anos consecutivos e foi nomeado para a “Cátedra de Línguas Modernas e Linguística Ferrari P. Ward”.

Noam Chomsky não é reconhecido apenas por seu trabalho como linguista, mas também por suas ideias políticas de esquerda. Ele se manifestou fortemente contra a Guerra do Vietnã na década de 1960 e é referência como ativista político nos Estados Unidos e no mundo. Chomsky se identifica politicamente como um socialista libertário.

Principais ideias de Noam Chomsky

Chomsky tem duas grandes linhas de pesquisa: a linguística e a política. Seu pensamento orbita em torno dessas duas grandes áreas. Veja a seguir suas principais ideias:

Gerativismo

A teoria da gramática gerativista é uma teoria linguística elaborada por Noam Chomsky e pelos linguistas do Massachusetts Institute of Technology (MIT) na década de 1950. Essa vertente teórica da linguística busca estudar a linguagem considerando o funcionamento da mente humana. Considera a existência de uma Faculdade da Linguagem e de dois níveis de linguagem: a competência (organização linguística interna do falante) e desempenho (o que é dito e sofre interferências como cansaço, desatenção etc). O Gerativismo tem como foco de estudo da linguagem a competência dos falantes.

Publicidade

Faculdade da linguagem

É a ideia de uma faculdade inata ao ser humano (e somente a ele) que possibilita a aquisição da linguagem de forma involuntária pela criança, mesmo que a amostra que a criança tenha da língua natural em questão (o chamado input) seja, naturalmente, “bagunçada”.

Gramática Universal

Segundo Chomsky, todo ser humano dispõe de uma Gramática Universal, isto é, um sistema inato de regras que regem as línguas naturais. A Gramática Universal é composta de Princípios (fixos para todas as línguas naturais) e Parâmetros (variáveis entre as línguas naturais), que serão ativados ou desativados dependendo das características da língua em questão.

Socialismo libertário

Chomsky se considera um socialista libertário, ou seja, faz parte de uma vertente do socialismo (um posicionamento político de esquerda) que rejeita a ideia do socialismo como um controle centralizado, propondo a criação de uma sociedade de hierarquias coercitivas. Os socialistas libertários afirmam que tanto a igualdade social quanto a liberdade podem ser alcançadas por meio do fim das instituições, autoritárias e controladoras os meios de produção.

Publicidade

Anarcossindicalismo

De acordo com Chomsky, o anarcossindicalismo é um movimento descentralizado e contrário ao Estado, isto é, defende a autogestão da sociedade. O que aconteceria por meio dos sindicatos, agentes sociais para uma sociedade autogerida por trabalhadores. Essa visão de organização social também faz parte de uma concepção de esquerda da política. Chomsky é um crítico muito assertivo ao imperialismo norte-americano.

Chomsky revolucionou a linguística do século XX com sua teoria do gerativismo. Na política, seu ativismo é muito importante para a esquerda norte-americana, pois colabora para descentralizar o domínio político bipartidário (Democratas e Republicanos) presente nos Estados Unidos.

Principais obras de Noam Chomsky

Noam Chomsky tem uma vasta produção dividida em duas grandes áreas: Linguística e Política. Veja, abaixo, a lista de suas principais obras em cada uma dessas áreas:

  • Estruturas sintáticas (1957)
  • Linguagem e mente (1968)
  • Linguagem e pensamento (1971)
  • Mídia: propaganda política e manipulação (2013)
  • Sistemas de poder (2013)
  • Quem manda no mundo? (2017)
  • Que tipo de criaturas somos nós? (2018)

Nessas obras, Chomsky defenderá sua teoria gerativista e sua visão política de mundo. Da parte da linguística, as obras são voltadas para conceituar os elementos do gerativismo, como a faculdade da linguagem e a aquisição da linguagem. Ao passo que na política, o pensador se posiciona criticamente em relação ao Estado americano, extremamente imperialista.

5 frases de Noam Chomsky

Nestas frases você poderá ter noção do pensamento, sobretudo político, de Chomsky:

Publicidade

  1. “Não se pode controlar o próprio povo pela força, mas se pode distraí-lo com consumismo”;
  2. “A propaganda representa para a democracia aquilo que o cassetete significa para o estado totalitário”;
  3. “Um princípio básico do estado capitalista moderno, é que os custos e riscos são socializados ao máximo possível, enquanto o lucro é privatizado”;
  4. “O desprezo pela democracia é o sonho dos neoliberais”;
  5. “Ideias verdes incolores dormem furiosamente”.

Essa última frase foi usada em seu livro “Estruturas sintáticas” para demonstrar ser possível uma frase estar gramaticalmente correta (apresentando todos os requisitos: sujeito, adjuntos, verbo e complemento), sem que tenha sentido semântico algum. Com essa frase, Noam Chomsky conseguiu provar que não existe uma ligação necessária entre a estrutura sintática (gramática) e a semântica (sentido), como propunham os sistemas linguísticos anteriores.

Para não restarem dúvidas!

Nestes quatro vídeos, você conseguirá compreender de modo detalhado e exemplificado o pensamento de Noam Chomsky, tanto sobre a linguagem quanto sobre a política.

Vida e pensamento de Noam Chomsky

Neste vídeo, Jana Viscardi explica detalhes importantes da vida de Chomsky e como foi desenvolvido seu pensamento ao longo dos anos. Ela detalha o olhar de Chomsky sobre a linguagem, explicando quais os problemas levantados por ele e quais foram seus enfrentamentos na comunidade acadêmica.

Chomsky e o gerativismo

Em seu canal, Bruna Martiolli explica a teoria gerativista de Chomsky, a crítica ao estruturalismo e a ideia da existência de um órgão da fala, próprio da linguagem. A youtuber explica de um jeito acessível e animado.

Sobre o livro “Quem manda no mundo?”

O vídeo do canal Leituras obrigaHistória mostra o conteúdo de um dos livros mais conhecidos de Chomsky, “Quem manda no mundo?” O livro é um compilado de artigos escritos por Noam Chomsky, tratando sobre a política da sociedade contemporânea e criticando, por exemplo, a ideia de democracia representativa.

Linguística e política para Chomsky

No vídeo do canal Professor Krauss, ele expõe brevemente a teoria gerativista de Chomsky e, em seguida, explica de modo mais detalhado a importância do pensamento político de Chomsky, sobretudo em relação à crítica ao imperialismo norte-americano e à grande mídia.

Gostou dessa matéria? Varie seus conhecimentos sobre linguística e aprenda sobre o preconceito linguístico.

Referências

Chomsky: a revolução da linguística. Gabriel de Ávila Othero, Eduardo Kenedy (2019)
Sobre natureza e linguagem – Noam Chomsky (2019)
Linguagem e mente – Noam Chomsky (2009)
Quem manda no mundo? – Noam Chomsky (2017)

Marilia Duka
Por Marilia Duka

Graduada em Filosofia pela Universidade Estadual de Maringá em 2016. Graduanda do 4º ano de Letras Português/Francês na Universidade Estadual de Maringá.

Como referenciar este conteúdo

Duka, Marilia. Noam Chomsky. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/filosofia/noam-chomsky. Acesso em: 25 de May de 2022.

Exercícios resolvidos

1. [Só filosofia]

É correto afirmarmos que Noam Chomsky optou pelos caminhos do behaviorismo e ao estruturalismo?
a) Sim, ainda que muito cedo.
b) Sim, ao final dos trabalhos.
c) Não. Sua orientação é outra.

Alternativa C é a correta. Behaviorismo e estruturalismo centralizavam os trabalhos no sistema formal da língua., Chomsky, com a gramática generativa e transformacional, trouxe novamente ao foco das atividades as relações entre pensamento e linguagem.

2. [Só filosofia]

Noam Chomsky trouxe novidades em Estruturas sintáticas?
a) Nenhuma além dos estudos já vigentes então.
b) Sim, renovou o estudo da linguagem.
c) Outra resposta.

Alternativa B é a correta.
Inicialmente, a linguística não pode se restringir a uma mera narração da estrutura formal de uma língua. A linguística deve trazer um modelo que possa mostrar as estruturas linguísticas “profundas”, que ocorrem em diferentes construções sintáticas. Deve também mostrar os processos de transformação.

Compartilhe

TOPO