Windsurf

Windsurf é um esporte radical praticado em ambientes aquáticos, usando uma prancha com uma vela acoplada ao centro.

O windsurf é um esporte de aventura na natureza, caracterizado por sua prática em ambientes aquáticos e pela utilização de uma prancha de surf com uma vela acoplada. Nessa matéria, você conhecerá melhor a modalidade, englobando seu surgimento, organização esportiva, equipamentos e benefícios para os praticantes. Acompanhe.

Publicidade

O que é windsurf?

Windsurf é um esporte radical caracterizado pelo deslocamento sobre água utilizando uma prancha com uma vela embutida. Assim, essa é uma modalidade que combina algumas características do surf, como a realização de manobras em ondas, com o velejo. Além de ser um esporte olímpico, a modalidade atrai um grande número de adeptos pelos diferentes locais em que pode ser praticada, como mares, lagos e rios.

Além de ganhar a atenção de entusiastas esportistas, esse esporte conquistou profissionais do surf e do velejo. Isso porque o deslocamento da prancha, por meio da ação do vento potencializada pela vela, possibilita aos surfistas e velejadores surfarem e/ou velejarem em dias de ventos fracos. Além disso, a presença do windsurf nas mídias e em divulgações de competições esportivas estão favorecendo o desenvolvimento da modalidade.

História

O surgimento do windsurf data da década de 1960, na Flórida. Sua criação é comumente atribuída ao casal Newman e Naomi Darby. Motivado pelo desejo da canoísta Naomi de possuir uma vela em sua canoa, Newman criou o primeiro protótipo da modalidade. Contudo, a primeira prancha de windsurf foi patenteada somente alguns anos depois por dois amigos norte-americanos: Jim Drake e Hoyle Schweitzer.

Jim e Hoyle criaram a prancha de windsurf com a intenção de conciliar deslocamento, movimento corporal e ação do vento. Com isso, desenvolveram o primeiro modelo da prancha de windsurf em fibra de vidro, posteriormente, fabricado em polietileno, material mais barato e resistente.

A prancha de windsurf em polietileno foi um acontecimento importante para a difusão e adesão de praticantes da modalidade, pois facilitou a fabricação e aumentou o consumo do equipamento. Um dos desdobramentos dessa visibilidade foi a integração do windsurf ao quadro olímpico em 1984.

Publicidade

Como funciona esse esporte?

No windsurf, o esportista se posiciona em um dos lados da prancha e utiliza a vela para velejar. O objetivo da prática esportiva varia conforme suas categorias, consistindo, de modo geral, em velejar e realizar manobras nas ondas. Entenda melhor conhecendo algumas regras.

Regras

  • Os esportistas e competidores devem sempre cumprir as regras de segurança, sendo proibida qualquer prática de risco.
  • Os competidores podem ser desclassificados caso saiam da prancha durante as competições.
  • Com exceção dos contatos acidentais, durante as competições, todo contato físico entre competidores está sujeito à desclassificação.
  • Caso algum competidor inicie as provas antes da autorização de largada pelo juiz, considera-se uma partida falsa.

Quais as categorias competitivas desse esporte?

Além de compor as modalidades olímpicas de vela, o windsurf é disputado em vários eventos mundiais e nacionais. Nessas competições, algumas categorias são definidas, estabelecendo os formatos das provas. Desse modo, o windsurf apresenta as seguintes categorias competitivas:

  • Freestyle: consiste em uma prova na qual os competidores realizam manobras acrobáticas em estilo livre, sendo que o vencedor é determinado com base na dificuldade, na criatividade e no número de manobras realizadas.
  • Wavesailing: assim como no freestyle, os competidores devem demonstrar manobras acrobáticas. Contudo, as acrobacias devem ser realizadas em cima das ondas e são avaliadas principalmente com base na execução e na técnica.
  • Slalom: os competidores disputam uma corrida de alta velocidade em uma pista com formato em “Z”, composta por obstáculos que devem ser contornados. Para isso, são usadas pranchas pequenas, longas e estreitas, ainda, o vento precisa estar forte.
  • Fórmula: é a categoria mais técnica da modalidade, exigindo performances elevadas em situações de ventos fracos e moderados, utilizando-se de pranchas e velas maiores.
  • Speed Racing: essa categoria consiste em uma prova de velocidade na qual os competidores realizam um percurso de 500 metros para definir o vencedor. Cada competidor realiza duas vezes o percurso ao longo da prova, individualmente, contabilizando o tempo gasto e definindo, assim, os melhores tempos de prova.
  • Super X: uma espécie de junção do slalom com o freestyle, os competidores devem percorrer uma pista com obstáculos e também realizar manobras específicas no decorrer do percurso.

São várias categorias! Entretanto, para curtir o esporte com segurança, alguns equipamentos são indispensáveis. A seguir, saiba mais:

Publicidade

Equipamentos

  • Vela;
  • Prancha;
  • Extensão;
  • Retranca;
  • Mastro;
  • Pé de mastro;
  • Colete ou flutuador;
  • Puxão (cabo para puxar vela);
  • Trapézio de cintura;
  • Gancho;
  • Luva;
  • Capacete;
  • Roupa neoprene (para dias frios);
  • Leash.

Apesar de ser considerado um esporte de aventura, a configuração das categorias e competições, os equipamentos, bem como as regras para a prática esportiva do windsurf contribuem para a segurança da modalidade. Assim, diferentes públicos podem desfrutar dos benefícios que o esporte promove.

Benefícios do windsurf

Conheça alguns benefícios promovidos pela prática do windsurf:

  • Coordenação motora: a instabilidade que envolve o windsurf estimula ações complexas que requerem o desenvolvimento da coordenação motora, isto é, a capacidade de integrar cérebro, músculos e articulações na coordenação dos movimentos em respostas às situações em que se encontram.
  • Equilíbrio: o praticante precisa lidar diretamente com a instabilidade: do meio ambiente, da sustentação do próprio corpo sobre a prancha e da prancha na água. Assim, o windsurf requer o rearranjo corporal para manter a estabilização. Isso promove a manutenção do equilíbrio corporal, favorecendo o desenvolvimento das funções relacionadas à manutenção e estabilização postural.
  • Bem-estar: a realização de movimentos relacionados à prática, sejam eles básicos ou avançados (manobras acrobáticas), e o contato com a natureza promovem a sensação de bem-estar.
  • Emagrecimento: o windsurf é uma prática com alta demanda energética e queima calórica, que pode ser de 500 a 1.000 calorias por hora, contribuindo para o emagrecimento.

Por esses e outros benefícios, o windsurf é uma ótima indicação para quem deseja praticar esportes aquáticos, seja para lazer ou especialização esportiva e profissionalização.

Saiba mais sobre o windsurf

A seguir, confira alguns vídeos complementares. Com eles, você aprenderá mais sobre o windsurf, incluindo os equipamentos, as categorias e os campeonatos.

Classes e categorias do esporte

Publicidade

Nesse vídeo, o professor José Carlos comenta sobre a história do windsurf, as características das classes e as categorias esportivas. Além disso, o vídeo apresenta manobras realizadas dentro de algumas categorias. Assista para saber mais.

Montagem de equipamentos

O instrutor Alexandre Neves mostra a montagem dos equipamentos de windsurf. No vídeo, você poderá observar os equipamentos citados na matéria e entenderá a função de cada um. Não deixe de conferir!

Campeonato Brasileiro

Confira os registros do Campeonato Brasileiro de Windsurf, realizado em 2021, no Rio de Janeiro. Assista para entender como é organizada a competição de slalom, uma das categorias apresentadas na matéria, e conhecer melhor esse esporte.

Você já conhece as características do windsurf, um esporte de aventura, praticado em ambiente aquático, com uso de uma prancha e uma vela. Continue seus estudos sobre os esportes de aventura na natureza conferindo a matéria sobre o kitesurf.

Referências

Associação Brasileira de Windsurf (On-line) – Disponível em: http://abws.org.br/. Acesso em: 15 de abr. de 2022 .
História do windsurf nos Jogos Olímpicos e a atuação brasileira (On-line) – Disponível em: http://abws.org.br/2019/01/15/historia-do-windsurf-brasilerio-nos-jogos-olimpicos/. Acesso em: 15 de abr. de 2022.

João Paulo Marques
Por João Paulo Marques

Professor de Educação Física graduado pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestrando em Práticas Sociais em Educação Física (PEF-UEM/UEL). Pesquisador integrante do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (GPCCL/UEM/CNPq) e do Grupo de Estudos Foucaultianos (GEF/ UEM/CNPq).

Como referenciar este conteúdo

Marques, João Paulo. Windsurf. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/educacao-fisica/windsurf. Acesso em: 18 de May de 2022.

Exercícios resolvidos

1.

Sobre o windsurf, é incorreto afirmar que:

A) é um esporte radical, porque é realizado em contato direto com a natureza.
B) é um esporte, porque não possui regras específicas.
C) pode ser praticado com finalidade competitiva e de lazer.
D) é comumente praticado em mares, mas pode ser praticado em outros ambientes aquáticos.

A alternativa correta é a letra B.

Justificativa: como apresentado na matéria, o windsurf possui diferentes categorias competitivas, sendo que cada uma conta com regras específicas para que as provas sejam disputadas pelos competidores.

2.

A respeito das categorias competitivas do windsurf, é possível destacar dois grandes grupos: as categorias de velocidade (I) e as categorias de manobras acrobáticas (II). Sendo assim, indique a qual desses grupos pertencem as seguintes categorias:

( ) Fórmula
( ) Slalom
( ) Wavesailing
( ) Speed Racing
( ) Freestyle

A sequência correspondente à resposta correta é: I, I, II, I, II.

Compartilhe

TOPO