Tiro esportivo

Tiro esportivo é uma modalidade de esporte de precisão, praticada principalmente com armas de fogo e alvos fixos e móveis.

Os esportes de tiro designam diferentes atividades que testam e aperfeiçoam habilidades de concentração, precisão, exatidão e velocidade de reação. Essas atividades incluem tiros de curto, médio e longo alcance, envolvendo objetos como dardos, facas, machados, flechas, lanças, entre outros. Nesta matéria você conhecerá especificamente o tiro esportivo praticado com armas de fogo.

Publicidade

Breve história do tiro esportivo

Embora comumente associada a práticas bélicas e a treinamentos para guerras, o tiro esportivo tem origem em práticas de caça e sobrevivência. As primeiras disputas de tiro ao alvo com caráter competitivo datam do século XVII. Posteriormente, no início do século XIX, foram realizados os primeiros campeonatos oficiais de tiro, a partir da criação de clubes em países como Suíça, Inglaterra, Saxônia, Estados Unidos.

A segunda metade do século XIX foi marcada pela esportivização do tiro, sendo propostas as primeiras regras oficiais entre os clubes. Essas regras permitiram aos suecos realizarem a primeira competição específica de tiros. Além disso, a esportivização do tiro levou à criação da Federação Internacional de Tiro Esportivo (ISSF) em 1907, responsável por uniformizar as regras existentes e regulamentar a prática internacionalmente, caracterizando-a assim, como um novo esporte moderno.

Modalidades de tiro esportivo

O tiro esportivo é dividido em diferentes modalidades e provas a partir de aspectos, como o tipo de arma e de alvo utilizados, bem como a dinâmica da prática. Sendo assim, veja a seguir quais são as modalidades de tiro esportivo.

Tiro com pistola

Essa modalidade é disputada em quatro categorias: pistola de ar, alvo móvel, tiro rápido e pistola livre. Os alvos podem variar entre distâncias de 10, 25 e 50 metros em relação ao atirador. Como a pistola é uma arma curta, o disparo nas competições é permitido apenas com uma das mãos.

Tiro com carabina

Como essa modalidade é disputada com uma arma de cano longo, o atirador pode utilizar as duas mãos. A distância entre o atirador e o alvo nessa modalidade varia da posição do tiro: em pé ou deitado. Quando o tiro é realizado em pé as distâncias são de 10 ou 50 metros. Quando o tiro é realizado na posição deitada a distância é de 50 metros.

Publicidade

Tiro ao prato

Praticada com uma espingarda, essa modalidade pode ser disputada em diferentes provas, dentre elas: fossa olímpica, fossa double, skeet e trap americano. Em termos sintéticos, todas as provas dessa modalidade incluem lançamentos de pratos (alvos) que devem ser acertados pelos atiradores. Contudo, as condições dos lançamentos e dos tiros variam entre quantidade de tiros e pratos, tempo para o tiro e disposições dos atiradores no campo de disparos.

Alvo móvel

Nessa modalidade o atirador realiza 60 tiros com o intuito de acertar um alvo que se desloca em um espaço de 2 metros. No entanto, os tiros devem ser realizados em duas velocidades, de modo que ao tirador realize 30 tiros em velocidade lenta e 30 tiros em velocidade rápida para atingir o alvo.

Airsoft

Essa modalidade simula situações de combate e de guerra, podendo ser praticada ao ar livre ou em ambientes fechados. Assim, duas ou mais equipes participam da dinâmica com o intuito de atingir objetivos específicos, como capturar objetos, “assassinar” membros rivais ou outros. Nessa modalidade são usadas armas de pressão que disparam bolinhas plásticas. Vence a equipe que cumprir seu objetivo primeiro.

Publicidade

Paintball

Assim com o airsoft, o paintball é uma modalidade que simula situações de combate. No entanto, as bolinhas usadas como munição contém tinta em seu interior. Assim, ao atingir um membro adversário, a tinta se espalha, indicando que o participante deve sair da disputa.

Como demonstrado, há diferentes formas de praticar o tiro esportivo. Portanto, veja a seguir as principais regras do tiro esportivo e também características das armas utilizadas nessa prática.

Regras e armas

Como indicado acima, o tiro esportivo apresenta diferentes modalidades e provas, que são regidas por conjuntos de regras específicas. No entanto, há algumas regras básicas que orientam a prática. Sendo assim, veja a seguir as principais regras desse esporte e também os equipamentos utilizados para praticá-lo.

Regras básicas do esporte

  • O principal objetivo das provas de tiro esportivo é acertar o alvo com precisão na marca mais próxima de seu centro.
  • Os círculos dos alvos eletrônicos possuem dimensões variadas, conforme a distância da prova. Contudo, todos os alvos possuem 10 círculos com pontuação entre 1 a 10 pontos, no sentido do círculo da extremidade para o do centro do alvo.
  • Participam das disputas finais de 6 a 8 atiradores, com base na pontuação obtida nas fases eliminatórias das modalidades. Assim, a soma dos pontos obtidos no decorrer da competição define as colocações e o respectivo campeão da disputa.
  • Os atiradores devem respeitar as regras específicas das provas disputas, as quais incluem aspectos relacionados às distâncias em relação ao alvo, ao tipo de arma, à pegada permitida, à quantidade de tiros, ao tempo de duração, aos locais de realização e às posições do atirador.

Armas usadas no esporte

  • Revólver: é uma arma de cano curto definida como arma de defesa pelo manuseio facilitado quando comparada outros modelos. Ela possui, atrás do cano, um tambor giratório com perfurações que servem de câmara para os cartuchos. Essa câmara permite a realização de até 6 disparos sem necessidade de recarregar o revólver. Contudo, alguns modelos têm capacidade ampliada, comportando 9 e 20 cartuchos, por exemplo.
  • Pistola: é outra arma de cano curto, mas referida como arma de combate. Ela possui um carregador de cartuchos acoplado ao cabo e que possibilita a realização média de 19 disparos. Esse tipo de carregador possibilita que os cartuchos sejam recarregados sequencialmente após cada disparo (semiautomática). No entanto, alguns modelos devem ser manualmente recarregados após cada disparo.
  • Carabina: é um modelo de arma de cano longo que dispara balas de fuzil. Além disso, ela é uma arma de alma raiada, ou seja, que possui no interior de seu cano uma hélice responsável por imprimir no projétil um movimento de rotação que ajuda a estabilizá-lo durante a trajetória aérea.
  • Espingarda: diferentemente da carabina, a espingarda é uma arma de cano longo e alma lisa, ou seja, ela não possui o raiamento que auxilia na estabilização do projétil. Além disso, a espingarda dispara balotes e cartuchos. Por essas características, é uma arma com menor alcance em disparos e distância, bem como baixa penetração dos projéteis em comparação à carabina.

Vale ressaltar a respeito das armas utilizadas no tiro esportivo que aquelas de cano longo possibilitam maior alcance e precisão nos disparos, embora sejam menos eficientes na realização de tiros rápidos, em comparação às armas de cano curto. Agora que você conhece as armas utilizadas nesse esporte, saiba como o tiro esportivo começou a ser praticado no Brasil e veja também algumas características do tiro esportivo paralímpico a seguir.

Tiro esportivo no Brasil

O tiro esportivo passou a ser praticado no Brasil com a imigração alemã do século XIX, que fixaram moradia no Sul do país. Hábitos culturais europeus relacionados à caça foram mantidos nas colônias de imigrantes por meio de clubes de caça e pesca que organizaram as primeiras práticas competitivas de tiro no país. O exército brasileiro também teve significativa importância para a prática, sobretudo com os tiros de guerra realizados.

Publicidade

Assim, na transição para o século XX foram criadas associações e clubes que possibilitaram a criação da Confederação do Tiro Brasileiro em 1906. Já em 1947 foi criada no Rio de Janeiro a Confederação Brasileira de Tiro ao Alvo (CBTA), atualmente nomeada de Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE), entidade responsável por regulamentar a prática no país.

Tiro esportivo nas Paralimpíadas

A modalidade paralímpica de tiro esportivo fez sua estreia nos jogos de Toronto 1976. Participam das competições atletas com deficiências físicas em membros superiores ou inferiores, utilizando-se carabinas e pistolas. Nas provas, disputadas por homens e mulheres, os disparos variam entre 20 e 120, realizados nas posições em pé, deitado ou ajoelhado. As provas, que possuem duração entre 1h e 2h 30min, possuem diferentes classificações.

Participam do tiro esportivo paralímpico homens e mulheres. Os atiradores são classificados conforme a mobilidade e a força dos membros, a funcionalidade do tronco e o equilíbrio, o que possibilita a atletas com diferentes tipos de deficiência disputarem uma mesma prova. Além disso, os atletas também podem usar um suporte de arma, a depender da classe em que disputa: SH1 (sem suporte) ou SH2 (com suporte).

Saiba mais sobre o esporte

Veja a seguir alguns vídeos complementares ao conteúdo apresentado nesta matéria. Nos vídeos você encontra detalhes a respeito das regras e provas do tiro esportivo e das armas de fogo utilizadas para a prática, além de imagens do ambiente competitivo. Não deixe de conferir.

Regras do esporte

Confira nesse vídeo as regras do tiro esportivo. O vídeo demonstra alguns elementos comentado na matéria, como as variações do alvo, das provas e das distâncias disputadas. Além disso, apresenta outros elementos, como características das armas usadas, as posições e condições de tiro nas modalidades e outros detalhes. Assista para entender melhor a organização desse esporte.

Campeonato Mundial de Tiro Esportivo Paralímpico

Esse vídeo mostra um pouquinho do Mundial de Tiro Esportivo Paralímpico realizado em Suhi, na Alemanha, em 2014. No vídeo alguns atletas da Seleção Brasileira comentam sobre a experiência de participar do campeonato. Além disso, o vídeo mostra alguns momentos que compõem a competição do esporte. Assista e confira um pouquinho do campeonato que garantiu à atiradora brasileira Débora Campos uma vaga nos Jogos Paralímpicos do Rio 2016.

Classificação das armas de fogo

Nesse vídeo o instrutor de tiro Marcelo Adriano explica o que são asmas de fogo e suas formas de classificação. Entre as armas de fogo estão as pistolas e as carabinas, de uso comum nas provas de tiro esportivo. No vídeo o instrutor explica aspectos como os mecanismos de funcionamento das armas e o que são almas lisas e raiadas, por exemplo. Assista para entender melhor essas e outras características.

Esta matéria apresentou as principais características e as modalidades de tiro esportivo, uma prática realizada com armas de fogo que vem se aprimorando desde o século XIX. São características dessa prática a exatidão e a precisão para acertar o alvo. Você pode conhecer mais sobre essas características nas práticas esportivas conferindo a matéria sobre esportes de precisão.

Referências

Cartilha de armamento e tiro (On-line) – Disponível em: https://www.gov.br/pf/pt-br/assuntos/armas/cartilha-de-armamento-e-tiro.pdf. Acesso em: 30 de nov. de 2021.
Comitê Olímpico Brasileiro (On-line) – Disponível em: https://www.cob.org.br/pt/cob/time-brasil/esportes/tiro-esportivo/. Acesso em: 30 de nov. de 2021.
Comitê Paralímpico Brasileiro (On-line) – Disponível em: https://www.cpb.org.br/modalidades/67/tiro-esportivo. Acesso em: 07 de dez. de 2021.
Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (On-line) – Disponível em: https://www.cbte.org.br/. Acesso em: 30 de nov. de 2021.
Decreto n° 5.123, de 1° de julho de 2004 (On-line) – Disponível em: https://transparencia.cfp.org.br/wp-content/uploads/sites/22/2017/03/Decreto-5123-de-01.07.2004.pdf. Acesso em: 07 de dez. de 2021.
Women’s Olympic Shooting Events (On-line) – Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/07303084.1984.10629771?journalCode=ujrd20. Acesso em: 18 de nov. de 2021.

João Paulo Marques
Por João Paulo Marques

Professor de Educação Física graduado pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestrando em Práticas Sociais em Educação Física (PEF-UEM/UEL). Pesquisador integrante do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (GPCCL/UEM/CNPq) e do Grupo de Estudos Foucaultianos (GEF/ UEM/CNPq).

Como referenciar este conteúdo

Marques, João Paulo. Tiro esportivo. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/educacao-fisica/tiro-esportivo. Acesso em: 17 de May de 2022.

Exercícios resolvidos

1. [IE/SP-2019]

Conforme o Decreto Federal nº 5.123/2004 Art. 30. As agremiações esportivas e as empresas de instrução de tiro, os colecionadores, atiradores e caçadores serão registrados no Comando do Exército, ao qual caberá estabelecer normas e verificar o cumprimento das condições de segurança dos depósitos das armas de fogo, munições e equipamentos de recarga. Com base nessa informação assinale a alternativa INCORRETA.
Alternativas
A) A prática de tiro desportivo por menores de dezoito anos deverá ser autorizada judicialmente e deve restringir-se aos locais autorizados pelo Comando do Exército, utilizando arma da agremiação ou do responsável quando por este acompanhado.
B) A prática de tiro desportivo por maiores de dezoito anos e menores de vinte e cinco anos pode ser feita utilizando arma de sua propriedade, registrada com amparo na Lei no 9.437, de 20 de fevereiro de 1997, de agremiação ou arma registrada e cedida por outro desportista.
C) As entidades de tiro desportivo e as empresas de instrução de tiro poderão fornecer a seus associados e clientes, desde que obtida autorização específica e obedecidas as condições e requisitos estabelecidos em ato do Comando do Exército, munição recarregada para uso exclusivo nas dependências da instituição em provas, cursos e treinamento.
D) Nenhuma das alternativas.

A resposta correta é a letra D. Nenhuma das alternativas está incorreta, pois todas descrevem integralmente parágrafos que compõem o artigo 30 do referido decreto.

2.

As afirmações a seguir dizem respeito a características da prática de tiro esportivo, exceto:
A) Provas realizadas com alvos em distâncias distintos, variando entre 10, 25 e 50 metros e entre alvos fixos ou móveis.
B) Modalidades realizadas pincipalmente com armas de fogo, como a pistola e a carabina, e também com armas de contato, como tacos e machados.
C) Utilização de armas curtas (revólver, pistola) ou longas (carabina, espingarda), com almas lisas ou raiadas e com a realização de quantos disparos o atirador achar necessário para o prova.
D) Objetivo específico de acertar um alvo, móvel ou fixo, requerendo precisão e exatidão para obter pontos com os acertos.

I) A e B.
II) B e C.
III) C e D.
IV) A e C.

A resposta correta é a alternativa II. A letra B é incorreta porque o tiro esportivo é uma modalidade realizada com armas de fogo e de pressão com cápsulas de tinta, mas não com armas de contato como tacos e machados. A letra C é incorreta porque há a realização de quantos disparos prevê o regulamento de cada prova.

Compartilhe

TOPO