Tchoukball

Tchoukball é um esporte coletivo disputado por duas equipes de nove jogadores, sem contato corporal ou intercepção de lançamentos de bolas.

Tchoukball é um esporte de inclusão criado como alternativa aos esportes com contato físico intenso e violento. Desse modo, é praticado sem contato físico, prevenindo lesões e desestimulando a agressividade e rivalidade esportiva, sobretudo ao medir o desempenho em uma disputa a partir da colaboração de todos os jogadores. Quer conhecer essa modalidade? Acompanhe na matéria.

História

O tchoukball foi idealizado pelo médico suíço Hermann Brandt no início dos anos 1960. A inquietação que o motivou à criação desse esporte foi quanto ao número elevado de lesões adquiridas por atletas durante a prática esportiva. Brandt percebeu que além do contato físico intenso, essas lesões também estavam relacionadas a movimentos aos quais a fisiologia humana não se adapta adequadamente.

Assim, ao questionar o potencial educativo dos esportes modernos em meio a essas preocupações, Brandt idealizou uma prática esportiva que conciliasse, harmonicamente, os aspectos físico, psicológico e social dos praticantes. Assim foi criado o tchoukball, em Genebra, com o propósito de contribuir com a edificação de uma sociedade harmoniosa.

O esporte recebe esse nome em função do barulho decorrente do toque da bola contra a rede do quadro de rendição (alvo do jogo). Embora se constitua como um esporte singular, suas regras e formato de disputa foram inspiradas em aspectos de esportes como o handebol, o voleibol e o basquetebol. Diante disso, veja a seguir como jogar esse esporte e conheça suas regras fundamentais.

Como se joga tchoukball?

O tchoukball é disputado em espaço de jogo de 40 m x 20 m, devendo conter em cada extremidade um quadro de remissão oficial. Assim, a disputa ocorre durante três tempos de 15 minutos cada, sendo realizada entre duas equipes de sete jogadores. Além disso, para que o esporte seja praticado é importante que os jogadores tenham conhecimento de algumas regras fundamentais. Portanto, veja quais são a seguir.

Regras

  • O objetivo central do esporte é arremessar a bola na tela do quadro de remissão, fazendo com que ela rebata (ou ricocheteie) contra o solo, dentro do espaço de jogo e fora da zona proibida (espaço que circunda frontalmente o quadro de remissão).
  • Ambas as equipes podem pontuar em qualquer um dos dois lados do campo de jogo, sendo que o ponto é contabilizado sempre que a bola bate na rede do quadro de rendição e toca no chão da quadra nos limites do espaço de jogo permitidos.
  • A equipe com posse de bola possui o limite de três passes, após os quais, deve obrigatoriamente lançar a bola ao alvo. Caso contrário, a posse de bola para a equipe adversária.
  • A equipe de defesa, por sua vez, tem como principal função impedir que a bola lançada contra o quadro de remissão toque o chão do espaço de jogo. Para isso, deve se organizar estrategicamente, observando as jogadas da equipe com posse de bola
  • Contabiliza-se um ponto para a equipe adversária sempre que a) o jogador arremessa a bola em direção ao quadro de rendição e não o acerta, b) a bola é arremessada no quadro e cai na zona proibida ou c) cai fora do limite do campo de jogo, e d) quando a bola arremessada pelo jogador se choca contra ele imediatamente após acertar a rede do quadro de rendição.
  • Durante a disputa, os jogadores não podem se constranger ou interceptar jogadas de bola, tanto em situações de ataque quanto de defesa.

Equipamentos

  • Bola: para os jogos de tchoukball a bola utilizada é a mesma do handebol. Portanto, pode variar de tamanho conforme o sexo e a idade dos jogadores, de modo a melhor adequar-se à pegada, devido ao tamanho das mãos.
  • Joelheiras: esse equipamento previne que os jogadores machuquem os joelhos em situações de queda, espacialmente após os saltos realizados para o lançamento da bola ao quadro de remissão.
  • Quadro de remissão: o quadro de remissão oficial segue as medidas estabelecidas pela Federação Internacional de Tchoukball (FITB), que são de 1 x 1 m. Além disso, esse equipamento deve ser confeccionado em aço (estrutura), elásticos resistentes (rede) e deve possuir angulação de 55° relativamente ao solo.

Essas informações apresentadas, sobre as regras e os equipamentos do tchoukball, são fundamentais para quem deseja conhecer e/ou praticar a modalidade. Sendo assim, veja a seguir alguns fatos curiosos como informações complementares sobre esse esporte.

Curiosidades

Veja a seguir algumas curiosidades que separamos para você conhecer um pouco melhor o tchoukball.

  • Diferente da maioria dos esportes, cujo espaço de jogo é delimitado em ambiente único, o tchoukball pode ser jogado em areia, quadra, água e também gramados. No entanto, o espaço de jogo sofre variação conforme esses ambientes e, consequentemente, há a necessidade de redistribuir o número de jogadores por equipe, variando de nove a seis.
  • Em 2001 o tchoukball foi reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como esporte da paz, por possuir a missão de contribuir para a construção de valores sociais mais humanos e harmoniosos.
  • O tchoukball é reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) como um esporte pedagógico. Isso se deve, sobretudo, a seu caráter inclusivo, uma vez que é estruturado por regras que possibilitam a prática por todos os sujeitos, independentemente de aspectos como habilidades, idade, sexo, gênero e outros.
  • Apesar de utilizada oficialmente a bola de handebol para a prática de tchoukball, essas bolas são distinguidas pela escrita com o nome da modalidade que a bola de tchoukball leva em seu revestimento.
  • Ao contrário da bola oficial de handebol, que deve ser confeccionada em couro, a bola de tchoukball pode sofrer alterações no tipo de revestimento do qual é feito, conforme os países em que é utilizada.

Essas são algumas características do tchoukbal que fazem com que ele chame ainda mais a atenção de espectadores esportivos. Ficou curioso para saber mais? Então confira os vídeos relacionados a seguir.

Saiba mais sobre o tchoukball

Veja a seguir vídeos complementares que separamos para auxiliar seus estudos sobre o tchoukball.

Conhecendo o tchoukball

Nesse vídeo, o professor Luciano Justino apresenta a história e as principais regras do esporte. É uma boa indicação para reforçar as informações apresentadas nesta matéria e também para que você observe jogadas e movimentações relacionadas a esse esporte. Não deixe de assistir.

Regras e fundamentos

Confira nesse vídeo da professora Ana Claudia Marconato as regras e os fundamentos do tchoukball. O vídeo constitui uma breve aula de educação física em que a professora aprofunda as regras desse esporte com auxílio de material didático. Logo, é um vídeo ideal para você entender melhor as regras dessa modalidade.

Tchoukball: o esporte da paz

A Associação Brasileira de Tchoukball, em parceria com a Tribo Tekokatu, produziram esse vídeo para a promoção do esporte no país. Nele são comentadas as características que qualificam essa modalidade e fazem com que ela seja reconhecida como um esporte da paz e pedagógico. Assista para entender esses aspectos.

O tchoukball é um esporte idealizado para promover a inclusão e a colaboração entre os jogadores, contribuindo para a construção de valores humanos e de relações sociais harmônicas. Desse modo, você conferiu nesta matéria a história, características, regras e curiosidades desse esporte. Continue estudando sobre modalidades alternativas para a construção de valores não-competitivos no esporte conferindo a matéria sobre jogos cooperativos.

Referências

Federação Brasileira de Tchoukball [On-line] – http://tchoukball.esp.br/. Acesso em: 19 fev. 2021.

Federação Internacional de Tchpukball [On-line] – Disponível em: http://www.tchoukball.org. Acesso em: 19 fev. 2021.

São Paulo faz escola: caderno do professor (2014) – Secretaria Estadual de Educação de São Paulo.

Tchoukball: uma alternativa nas aulas de educação física (2015) – Leandro Pereira da Silva.

João Paulo Marques
Por João Paulo Marques

Bacharel e mestrando em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá. Pesquisador integrante do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (GPCCL/UEM/CNPq) e do Grupo de Estudos Foucaultianos (GEF/ UEM/CNPq). Temáticas estudadas envolvem corpo, subjetividade, discurso, cultura e saúde.

Como referenciar este conteúdo

Marques, João Paulo. Tchoukball. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/educacao-fisica/tchoukball. Acesso em: 17 de April de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [SEDUC/SP-2014]

Quantos jogadores compõem cada equipe de tchoukball?

Cada equipe de tchoukball (convencional, praticado em quadra), é composta por nove jogadores titulares, podendo ter até três jogadores reservas.

2. [SEDUC/SP-2014]

A finalização no jogo de tchoukball é parecida com a de qual esporte que você conhece?

( ) Handebol
( ) Basquetebol
( ) Voleibol

A finalização do tchoukball é similar à do handebol, visto que consiste em um arremesso à meta sem invasão da zona que a circunda, podendo ou não ser realizado com suspensão (salto). Entretanto, é importante lembrar que, diferentemente do handebol, apenas acertar a bola na meta não garante a pontuação para a equipe. É necessário, portanto, que a bola retorne ao espaço de jogo e toque o chão em região válida para que isso ocorra.

Compartilhe

TOPO