Regras do xadrez

As regras do xadrez são leis que regulamentam a prática esportiva, tratando do tabuleiro, das peças, de suas movimentações e de situações de jogo.

Nesta matéria você conhecerá as regras do xadrez, um esporte popular de tabuleiro, regido pela Federação Internacional de Xadrez (FIDE). Assim, na matéria são apresentadas suas regras fundamentais, tratando a respeito do tabuleiro, das peças e suas ações, bem como, da partida e de situações específicas. Confira para conhecê-las.

Publicidade

Índice do conteúdo:

Regras e objetivo do jogo de xadrez

O jogo de xadrez compreende uma disputa entre dois jogadores que movem peças alternadamente sobre um tabuleiro quadrado – o “tabuleiro de xadrez”. O jogador com as peças brancas inicia a disputa e, durante a partida, a vez de jogar é alternada sempre que o oponente finalizar uma jogada. Assim, cada jogador tem como objetivo colocar o rei do oponente sob ataque, de modo a deixá-lo sem possibilidades de lance/movimentação legal.

Não é permitido deixar ou colocar o próprio rei sob ataque, tampouco capturar o rei do oponente. Assim, quando um jogador elimina as possibilidades de lance legal do oponente, diz-se que o rei sob ataque sofreu “xeque-mate” e a partida é encerrada, com derrota atribuída ao jogador que sofreu o ataque. Caso nenhum dos dois jogadores tenha possibilidade de dar xeque-mate, a partida é encerrada com um empate. Confira agora suas principais regras!

1. Tabuleiro de xadrez

O tabuleiro de xadrez possui 64 casas iguais, alternadamente claras e escuras (casas brancas e pretas), e deve ser posicionado entre os jogadores de modo que a casa do canto direito de ambos seja branca. Ele constitui uma rede de 8×8 organizada em duas colunas letradas de A a H e duas fileiras enumeradas de 1 a 8. Assim, cada casa corresponde à combinação de uma letra e um número.

2. Movimentações e posições iniciais das peças no tabuleiro de xadrez

iStock

A partida de xadrez é jogada com 32 peças, ao todo, organizadas em dois conjuntos de 16 peças. Cada conjunto de peças é diferenciado pelas cores preta e branca, sendo compostos, cada um, por oito peões, duas torres, dois cavalos, dois bispos, uma dama e um rei. Desse modo, além das funções estratégicas, cada peça apresenta disposições iniciais, modos de movimentação e de captura específicas, como apresentado a seguir.

  • Torre: inicialmente posicionada nas casas A1, H1, A8 e H8, a torre se movimenta por qualquer número de quadrados vazios, seja na vertical ou na horizontal. Caso alguma peça do jogador oponente estiver no caminho, a torre pode capturá-la e ocupar seu lugar. Entretanto, a torre não pode pular peças. Logo, se outra peça do jogador estiver entre a torre e uma peça do oponente, esta não poderá ser capturada.
  • Cavalo: posicionado nas casas B1, G1, B8 e G8 ao início da partida, o cavalo é a única peça que pode pular outras. Ele se desloca em formato de “L”, ou seja, duas casas na horizontal e uma na vertical ou duas na vertical e uma na horizontal. Contudo, a captura de peças pelo cavalo ocorre somente quando esta estiver na casa em que o cavalo aterrissar.
  • Bispo: iniciado nas casas C1, F1, C8 e F8, o bispo pode se mover por qualquer números de quadrados livres nas direções diagonais. Além disso, também pode capturar uma peça que eventualmente esteja no caminho, parando no local ocupado por ela.
  • Dama: posicionadas nas casas D1 (rainha branca) e D8 (rainha preta) ao início da partida, as damas (ou rainhas) são as peças mais poderosas do tabuleiro. Elas podem se mover por qualquer número de quadrados vagos em todas as direções (horizontal, vertical ou diagonal; apenas uma direção por movimentação). Além disso, podem capturar qualquer peça oponente que esteja em seu caminho.
  • Rei: inicialmente disposto em E1 e E8, o rei é a peça mais valiosa do jogo, e também a de movimentações mais limitadas. Ele pode se mover em qualquer direção e capturar peças em seu caminho, como a dama, mas somente uma casa por vez (com exceção a jogadas específicas, como o “roque”). Contudo, um rei não pode ser usado para atacar outro rei.
  • Peões: ocupam das casas A2 a H2 e A7 a H7. Com exceção aos primeiros movimentos, em que cada peão pode andar duas casas, eles se movem apenas uma casa por vez. Além disso, caso haja uma peça oponente na frente do peão ele não pode ser movido ou capturá-la. A captura pelo peão ocorre somente quando a peça do oponente está numa casa à sua diagonal, numa coluna adjacente.
  • 3. Movimentações de ataque

    Não é permitido aos jogadores movimentarem uma peça para uma casa já ocupada por outra peça da mesma cor. Contudo, uma movimentação desse tipo é possível quando a peça é movida para uma casa ocupada por uma peça do oponente. Nesse caso, diz-se que a peça movida está atacando a do oponente, resultando em sua captura e na ocupação da respectiva casa pela peça movida.

    Publicidade

    Além dessa condição, também é possível que uma peça ataque uma casa ainda que se encontre impedida de ser movida para essa casa. Essa consideração se aplica a situações em que a movimentação de uma peça do oponente para uma determinada casa teria como consequência a ausência de proteção ou a exposição do próprio rei a um ataque pela peça inicialmente impedida de um ataque direto.

    4. Ato de mover as peças

    Cada lance/movimento deve ser feito com apenas uma das mãos. Caso um jogador queira arrumar uma ou mais peças em suas casas deve manifestar sua intenção verbalmente dizendo “eu arrumo”/“vou arrumar”. Excetuando-se essa condição, o jogador que tem a vez deverá jogar a primeira peça que tocar deliberadamente e que puder ser movida, ou capturar a primeira peça do oponente que tocar e que puder ser capturada.

    5. Captura “en passant”

    No caso das movimentações de ataque dos peões, há uma ressalva à condição de capturar somente peças do oponente diagonalmente posicionadas à sua frente. Essa ressalva refere-se à jogada “en passant” (traduzido do francês como “em passagem”), cuja realização é condicionada à jogada imediatamente após a primeira movimentação de um peão pelo oponente para a segunda casa à frente de sua posição original.

    Publicidade

    Na captura en passant, o peão ataca uma casa em sua diagonal adjacente que foi atravessa pelo peão oponente que acabou de avançar duas casas num único lance, vindo de sua casa original. Assim, a captura pode ocorrer como se o peão tivesse se movido por uma única casa, ocorrendo pela condição “de passagem” da peça do oponente pela casa da diagonal sob ataque.

    6. Promoção do peão

    Ao alcançar uma casa da fileira mais distante em relação à sua posição original, o peão deve ser trocado, como parte de uma mesma jogada, por uma dama, uma torre, um bispo ou um cavalo. A substituição do peão por outra peça deve ser imediata. Além disso, a peça escolhida, que não está condicionada a peças já capturadas na partida, deve manter a cor do peão promovido.

    7. Roque

    O roque é uma jogada efetuada ao longo da primeira fileira do jogador, entre o rei e uma de suas torres. Essa jogada ocorre em uma movimentação única onde o rei é transferido de sua casa original para duas casas em direção à torre, que também deve estar em sua casa original. Em seguida, a torre é transferida para a casa que o rei acabou de atravessar.

    Para que uma rocada possa ser realizada é preciso que nenhuma das duas casas pelas quais o rei passe esteja sob ataque por alguma peça do oponente, bem como, o rei não esteja sob ataque (em xeque). Além disso, é preciso que as casas entre o rei e a torre a ser movida estejam vazias e que nenhuma das duas peças tenha sido movida durante a partida.

    8. Término da partida

    Além das condições indicadas na regra 1 (xeque-mate e empate), uma partida termina quando: a) um jogador declara que abandona a partida; b) o rei é “afogado”, isto é, não está em cheque, mas o jogador não tem outra jogada possível; c) uma posição idêntica aparece ou está por aparecer no tabuleiro três vezes; ou d) as últimas 50 movimentações feitas pelos jogadores não mobilizaram nenhum peão e não resultaram em nenhuma captura (empate).

    Publicidade

    As regras apresentadas acima tratam de aspectos básicos e fundamentais para jogar xadrez. Tais aspectos são regimentados pela FIDE, assim como outros, referentes à arbitragem, a disputas cronometradas e afins. Agora que você já conhece as regras do xadrez, veja alguns vídeos para complementar seus estudos. Confira-os a seguir.

    Saiba mais sobre as regras do xadrez

    A seguir são apresentados alguns vídeos complementares ao conteúdo desta matéria. Neles você encontra comentários e explicações acerca das regras básicas e também de alguns elementos específicos do xadrez, como o movimento roque e a captura en passant, mencionados acima. Assista-os para saber mais!

    Roque

    Nesse vídeo, o professor Adriano Valle explica como fazer a jogada roque, comentada na matéria. No vídeo ele explica a respeito de detalhes importantes da jogada em seus dois formatos: curto e longo. Além disso, ele comenta sobre erros comuns que invalidam e/ou impossibilitam realizar a jogada. Assista e entenda melhor.

    En Passant

    Veja nesse vídeo, você aprenderá como é realizada a jogada en passant, comentada na matéria. Trata-se de uma regra de movimentação e captura pouco conhecida, mesmo entre jogadores experientes. Essa regra é explicada no vídeo pelo Mathias, que também apresenta exemplos de situações de jogo em que pode ou não ser aplicada a jogada. Assista e entenda melhor essa regra.

    Guia com as principais regras do xadrez

    Esse vídeo consiste em um guia para iniciantes no xadrez. Nele são apresentadas e ilustradas as regras fundamentais do xadrez, assim como algumas jogadas. Além disso, o vídeo demonstra a disposição do tabuleiro de xadrez e a respectiva adequação das peças e suas movimentações, como explicado na matéria. Não deixe de conferir para entender melhor as regras do jogo.

    Esta matéria apresentou as regras fundamentais do xadrez, abordando regras que tratam desde a constituição do tabuleiro às possibilidades de movimentação das peças e situações, e jogadas específicas. Que tal conferir mais sobre outros esportes individuais?

    Referências

    Confederação Brasileira de Xadrez (On-line) – Disponível em: http://www.cbx.org.br/home. Acesso em: 03 de fev. de 2022.

    Fédération Internationale des Échecs (On-line) – Disponível em: https://www.fide.com/. Acesso em: 03 de fev de 2022.

    João Paulo Marques
    Por João Paulo Marques

    Professor de Educação Física graduado pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestrando em Práticas Sociais em Educação Física (PEF-UEM/UEL). Pesquisador integrante do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (GPCCL/UEM/CNPq) e do Grupo de Estudos Foucaultianos (GEF/ UEM/CNPq).

    Como referenciar este conteúdo

    Marques, João Paulo. Regras do xadrez. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/educacao-fisica/regras-do-xadrez. Acesso em: 17 de May de 2022.

    Exercícios resolvidos

    1. [Chapecó-2019]

    Sobre noções básicas e fases da partida de xadrez, analisar os itens abaixo:
    I. O jogo é iniciado pelo jogador que estiver com as peças pretas.
    II. O objetivo de cada jogador é colocar o rei do oponente sob ataque, de tal forma que o oponente não tenha lance legal, sendo que o jogador que alcançar esse objetivo deu xeque-mate no rei do adversário e venceu a partida.
    III. O tabuleiro é formado por um quadrado de 8×8 com 64 casas iguais, alternadamente claras e escuras, devendo esse tabuleiro ser colocado entre os jogadores de modo que seja preta a casa do canto à direita de cada jogador.
    IV. Cada jogador inicia a partida com 16 peças, sendo elas: um rei, uma dama, duas torres, dois cavalos, dois bispos e oito peões.
    Estão CORRETOS:
    a) Somente os itens I e II.
    b) Somente os itens I, III e IV.
    c) Somente os itens II e IV.
    d) Somente os Itens II, III e IV.

    A resposta correta é a alternativa c. A afirmação I está incorreta, pois o jogo é iniciado pelo jogador com as peças brancas. A afirmação III está incorreta, pois a casa do canto direito de cada jogador deve ser branca para que o tabuleiro se encontre na posição adequada para o jogo.

    2. [Chapecó-2019]

    Sobre as possibilidades de movimento de algumas peças do jogo de xadrez, numerar a 2ª coluna de acordo com a 1ª e, após, assinalar a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
    (1) Cavalo.
    (2) Bispo.
    (3) Torre.
    (4) Dama.
    ( ) Pode mover-se para qualquer casa ao longo da diagonal em que se encontra.
    ( ) Pode mover-se para qualquer casa ao longo da coluna ou fileira em que se encontra.
    ( ) Pode mover-se para qualquer casa ao longo da coluna, fileira ou diagonal em que se encontra.
    ( ) Movem-se duas casas na coluna ou na fileira em que se encontra e então anda uma casa para a sua esquerda ou a sua direita, de maneira que seu movimento forma sempre a letra L.
    a) 4 – 3 – 2 – 1.
    b) 2 – 4 – 3 – 1.
    c) 2 – 3 – 4 – 1.
    d) 3 – 4 – 1 – 2.

    A resposta correta, conforme as descrições dos movimentos de cada peça do tabuleiro de xadrez que compõem a questão, corresponde à alternativa c.

    Compartilhe

    TOPO