Cabo de Guerra

O cabo de guerra é uma prática esportiva em que adversários disputam forças, individualmente ou em duplas, por meio de um cabo.

Esta matéria aborda dinâmica, regras e benefícios do cabo de guerra, uma prática esportiva e recreativa mundialmente praticada. Além disso, apresenta algumas curiosidades e vídeos complementares a seu respeito. Acompanhe.

História do cabo de guerra

Cabo de guerra é uma prática antiga e dinâmica, cujo nome significa competição de puxar, em tradução livre (tug-of-war). A prática tem origem com jogos e rituais antigos que simulavam a disputa entre o bem e o mal, figurados em tumbas no Egito e em templos em Camboja, por exemplo. Com o tempo, a disputa de forças ganhou apreço dos Gregos, tornando-se um dos esportes dos Jogos Olímpicos Antigos.

Desse modo, o cabo de guerra, outrora praticado como esporte, passa a integrar os Jogos Olímpicos da Era Moderna já em sua segunda edição, em Atenas 1900. No entanto, sua participação nas Olimpíadas se encerra na edição de Antuérpia 1920. Recentemente, a solicitação para participar na edição Tóquio 2020 foi negada à Tug of War International Federation – TWIF, entidade que regula a prática.

Objetivo e benefícios

Embora pouco visto como esporte e mais como uma prática recreativa, proposta ao público infantil, o cabo de guerra apresenta elementos sistematizados, como trataremos ao longo desta matéria. Nesse sentido, veja seu objetivo e conheça alguns benefícios proporcionados pela prática.

Como jogar?

O esporte é disputado por duas equipes de oito integrantes cada. Ambas as equipes têm por objetivo puxar a equipe adversária de modo que, no deslocamento, a marcação da equipe rival, feita no cabo, cruze a marcação central fixada no solo. Desse modo, ao ser posicionada a linha central com a marca central do cabo, a disputa entre as equipes tem início.

Por que jogar?

O cabo de guerra, por ser uma prática corporal sistematizada, proporciona alguns benefícios a seus adeptos. Entre eles:

  • Contribui para o ganho de força e resistência muscular;
  • Estimula a melhora do condicionamento físico;
  • Ajuda no desenvolvimento de agilidade e coordenação motora;
  • Favorece o desenvolvimento de habilidades socioemocionais, como cooperação, confiança e liderança.

Esses são alguns dos benefícios proporcionados ao praticante do cabo de guerra, bem como alguns dos motivos pelos quais a prática do jogo é indicada e incentivada. Entretanto, para que possa ser praticada, é preciso que os participantes se atentem a algumas regras fundamentais. Desse modo, confira as regras da prática esportiva do cabo de guerra.

Regras

A seguir, estão listadas as regras fundamentais da prática esportiva do cabo de guerra, conforme institui a TWIF. Veja.

  • As competições podem ser realizadas em locais abertos ou fechados, como campos e ginásios, respectivamente.
  • As equipes são compostas de oito integrantes, sendo que a soma do peso de todos os integrantes definem a categoria em que disputarão.
  • Podem ser equipes masculinas, femininas ou mistas (4 homens e 4 mulheres).
  • Ao centro do cabo ao longo do qual os participantes se alinham é feita uma marcação, posicionada paralelamente à marcação no solo.
  • Da marcação no centro do cabo a uma distância de 4 metros para ambas as extremidades são feitas outras duas marcações, pertencentes às equipes.
  • Após o alinhamento das duas marcações centrais, um sinal de início autoriza a disputa.
  • Vence a equipe que conseguir puxar a adversária de modo que a marcação mais próxima a ela, sinalizada em quatro metros a partir da marcação central do cabo, ultrapasse a marcação no solo.

Essas são as regras fundamentais para a disputa esportiva do cabo de guerra, válidas para competições ao nível internacional. Delas, variações podem ser propostas, adequando-se a diversas propostas. Ao final da matéria, você encontra vídeos exemplificando tais variações.

Curiosidades

Vimos acima que o cabo de guerra, embora amplamente conhecido como prática recreativa, não é tão popularmente reconhecido como prática esportiva. Essa é uma das curiosidades que perpassam essa prática corporal. Confira outras a seguir.

  • A saída do cabo de guerra do quadro de esportes olímpicos, na edição de Antuérpia 1920, se deu em função da retirada de esportes que tivessem associação com conflitos e guerras das modalidades disputadas nas Olimpíadas.
  • A campeã olímpica da modalidade, quando disputada nos Jogos, foi a Grã-Betanha, com duas medalhas de ouro e de prata e uma de bronze.
  • Com as regras olímpicas do esporte, diversos grupos podiam participar das disputas pelo mesmo país, de modo que, na edição de Londres 1908, por exemplo, três corporações militares foram ao pódio pela Inglaterra.
  • Embora não mais componha o quadro dos esportes olímpicos, o cabo de guerra é um esporte de grande apreço em competições esportivas, como os Highland Games, realizados no verão e outono, na Escócia, ou ainda o quadrienal The Wolrd Games.

Essas curiosidades a respeito do cabo de guerra expressam, também, aspectos de sua história e constituição como esporte e jogo mundialmente praticado. Para saber mais a respeito dessa prática, confira os vídeos apresentados na sequência.

Vídeos sobre cabo de guerra

A seguir, você encontra vídeos informativos a respeito do cabo de guerra, selecionados com o intuito de complementar as informações apresentadas nesta matéria. Acompanhe.

Variações do jogo

Nesse vídeo, você encontra algumas sugestões de como variar o jogo de cabo de guerra, tratando-se especificamente de sua prática recreativa, o que permite a variação e adaptação de regras mais específicas, quando comparado à prática esportiva. Veja e entenda outras propostas.

Contando com o cabo de guerra

Esse vídeo apresenta uma variação pedagógica do jogo, indicando uma possibilidade de realizá-lo como recurso para trabalhar a contagem e o cálculo matemático. Veja e entenda.

Esta matéria abordou a história do cabo de guerra, suas regras e dinâmica, bem como benefícios e curiosidades dessa prática esportiva e recreativa. Continue aprendendo acerca do universo da cultura corporal, confira a matéria sobre Jogos Cooperativos.

Referências

Temporary Rule Amendments (2019) – TWIF.

João Paulo Marques
Por João Paulo Marques

Bacharel em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Pesquisador integrante do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (GPCCL/UEM/CNPq) e do Grupo de Estudos Foucaultianos (GEF/ UEM/CNPq). Pesquisas focalizando Cultura Física, Discurso, Corpo e Subjetividade.

Como referenciar este conteúdo

Marques, João Paulo. Cabo de Guerra. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/educacao-fisica/cabo-de-guerra. Acesso em: 21 de October de 2020.

Exercícios resolvidos

1. [UFRGS - 2018 (Adaptada)]

O cabo de guerra é uma atividade esportiva na qual duas equipes, A e B, puxam uma corda pelas extremidades opostas.

Considere que a corda é puxada pela equipe A com uma força horizontal de módulo 780 N e pela equipe B com uma força horizontal de módulo 720 N. Em dado instante, a corda arrebenta.

Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem.

A força resultante sobre a corda, no instante imediatamente anterior ao rompimento, tem módulo 60 N e aponta para a …….. . Os módulos das acelerações das equipes A e B, no instante imediatamente posterior ao rompimento da corda, são, respectivamente, …….., supondo que cada equipe tem massa de 300 kg.

A) esquerda – 2,5 m/s2 e 2,5 m/s2;
B) esquerda – 2,6 m/s2 e 2,4 m/s2;
C) esquerda – 2,4 m/s2 e 2,6 m/s2;
D) direita – 2,6 m/s2 e 2,4 m/s2;
E) direita – 2,4 m/s2 e 2,6 m/s2.

A resposta correta é a alternativa B.

2. [PUC-MG - 2009]

Duas pessoas jogam “cabo de guerra”, a certa altura do jogo, os participantes estão essencialmente em repouso, cada um deles puxando a corda com a força de 350 N. Nessa situação, a tensão na corda é, em Newtons, igual a

A) 350;

B) 700;

C) 175;

D) 0;

E) 1400.

A resposta correta é a alternativa A.

Compartilhe

TOPO