Aptidão física

Aptidão física refere-se à capacidade de realizar atividades físicas relacionadas ao cotidiano, bem como à habilidade para praticar exercícios físicos., sejam relacionados à saúde ou ao treinamento.

Aptidão física é uma expressão frequentemente utilizada por profissionais de saúde para se referir a importantes componentes do corpo humano. Confira a seguir quais são esses componentes, a que se referem e qual sua importância para a saúde. Além disso, entenda também a distinção entre a aptidão física e o condicionamento físico.

O que é aptidão física?

O Colégio Americano de Medicina Esportiva (ACMS, do inglês American College of Sports Medicine) define aptidão física como um conjunto de atributos que um indivíduo tem ou alcança em relação à sua habilidade na realização de atividades físicas. Esses atributos correspondem, de modo geral, a aspectos funcionais do corpo humano, representando a condição de bem-estar e qualidade de vida de cada pessoa.

Desse modo, para serem melhor entendidos e interpretados por profissionais de cuidados em saúde (pública e clínica) e treinamento físico/atividade física, os atributos da aptidão física são organizados em dois grupos. O primeiro grupo de atributos está relacionado à habilidade para realizar atividades físicas (agilidade, coordenação, equilíbrio, potência, tempo de reação e rapidez) e o outro grupo está relacionado à saúde, os quais serão apresentados ao longo do texto.

Veja seguir algumas características importantes a respeito da aptidão física para compreender melhor como os seus atributos são organizados.

Características

  • A aptidão física é afetada, positiva ou negativamente, pelo nível de atividade física e/ou de exercício físico que cada pessoa realiza;
  • Ela varia ao longo da vida em seus diferentes atributos, seja por condições do próprio organismo (relacionadas ao envelhecimento, por exemplo) ou por estímulos externos (incluindo hábitos corporais da rotina, como a postura exigida para o trabalho diário, por exemplo);
  • Além disso, ela também varia entre níveis satisfatórios de habilidade a limitações severas, podendo ou não ser relacionadas a disfunções e doenças.

A respeito dessas características, é importante diferenciar atividade física de exercício físico. A primeira expressão refere-se a qualquer movimento corporal que aumente substancialmente o gasto energético acima da condição de repouso. Já a segunda, trata de movimentos planejados, estruturados e realizados de modo repetitivo e visando, especificamente, a melhora e/ou a manutenção dos componentes da aptidão física.

Quais são as aptidões físicas relacionadas à saúde

Como comentado acima, há dois grupos de componentes da aptidão física, um relacionado à habilidade e outro à saúde. São cinco os componentes da aptidão física relacionados à saúde: composição corporal, flexibilidade, força muscular, resistência muscular e resistência cardiorrespiratória. Veja o que caracteriza cada um desses componentes e como é possível desenvolvê-los:

Composição corporal

Refere-se às quantidades relativas dos diferentes compostos do organismo, ou seja, à distribuição de músculo, gordura, ossos, água, proteínas e outras partes, tecidos e estruturas corporais. Logo, diferentes ações podem contribuir para o desenvolvimento da composição corporal, destacando-se, dentre elas, a educação alimentar, envolvendo a adoção de hábitos alimentares equilibrados e adequados às necessidades do organismo de cada pessoa.

Flexibilidade

Corresponde à função de mover uma articulação ao longo de sua amplitude de movimento articular completa sem incorrer em danos teciduais (ex: estiramento, câimbra). Contudo, esse componente está relacionado não apenas às articulações, mas a toda a estrutura que as envolve, incluindo a cápsula articular, a viscosidade e a densidade musculares, os ligamentos e os tendões. Em geral, o desenvolvimento desse componente envolve exercícios de alongamento dos grupos musculares.

Força muscular

Representa a força interna produzida por um grupo muscular para alcançar ou superar uma resistência. Além disso, é referida estaticamente (sem movimento articular) e também dinamicamente (com movimentos que geram alteração no comprimento muscular, ou seja, contração e relaxamento). Os principais meios para desenvolver esse componente envolvem exercícios físicos específicos para força muscular, assim como uma dinâmica alimentar acima das necessidades energéticas e regenerativas do organismo.

Resistência muscular

Também referida como resistência muscular localizada, trata-se da habilidade de um grupo muscular realizar ações repetidas em um período suficiente para causar fadiga ou manter determinado resultado. Assim como no caso da força muscular, o desenvolvimento da resistência muscular envolve, além de dieta e recuperação (descanso) adequados, exercícios específicos que visam atardar a fadiga muscular.

Resistência cardiorrespiratória

Compreende a habilidade do coração, dos pulmões e do sistema vascular de sustentarem o fornecimento de oxigênio e nutrientes ao corpo durante a prática de atividades físicas. O desenvolvimento dessa aptidão está diretamente associado à prática de atividades aeróbicas, ou seja, práticas em que a oxigenação dos músculos é a principal via responsável pelo fornecimento da energia utilizada durante a atividade.

O desenvolvimento dos componentes da aptidão física relacionados à saúde, em geral, está relacionado à prática regular de atividade física, cujos níveis podem variar de leve a intensa. Com isso, busca-se a manutenção e a eventual melhora da eficiência dos sistemas e das funções dos movimentos corporais.

Avaliação da aptidão física

A avaliação da aptidão física é feita por profissionais de diferentes áreas da saúde, incluindo a Educação Física, a Nutrição, a Fisioterapia e a Medicina, por exemplo. Logo, essa avaliação serve para indicar a condição dos componentes descritos acima, possibilitando ao profissional compreender as habilidades de resposta do corpo de cada pessoa a diferentes estímulos, como às atividades e aos exercícios físicos.

Nessa avaliação são aplicadas baterias de testes voltados à identificação da condição dos componentes da aptidão física, o que também ajuda o profissional a identificar níveis e riscos de (in)funcionalidade. Com isso, auxilia, por exemplo, na estruturação de programas de atividade física específicos, bem como na prescrição de exercícios físicos mais adequados ao estado e aos objetivos em saúde de cada pessoa.

A importância da aptidão física para a saúde

Ao indicarem o estado de saúde-adoecimento de cada pessoa, os componentes da aptidão física servem como parâmetros para intervenções profissionais voltadas à prevenção e ao tratamento de fatores de risco, especialmente aqueles relacionados às doenças crônicas. Um exemplo são os fatores associados à síndrome metabólica, que incluem diabetes, hipertensão, acidente vascular cerebral (AVC) e outros, os quais podem ser modulados e tratados por meio de programas de atividade física.

Aptidão física e condicionamento físico

A aptidão física, como mencionado, compreende um conjunto de componentes relacionados à função corporal, referindo-se, principalmente, à prática de atividades e exercícios físicos. Já o condicionamento físico, representa o processo pelo qual busca-se desenvolver a aptidão física, ou seja, é o preparo físico para melhor realizar uma atividade ou um exercício, seja voltado à saúde ou às habilidades.

Saiba mais sobre a aptidão física

A seguir são apresentados algumas sugestões de vídeos com informações complementares às apresentadas nesta matéria. Não deixe de assistir para compreender melhor os aspectos relacionados à aptidão física:

Aptidão física e saúde

Nesse vídeo, o professor Jones Souza comenta a respeito de alguns conceitos importantes relacionados à aptidão física, como os descritos nessa matéria e também o conceito de saúde. Além disso, ele questiona se a prática de atividades físicas e o desenvolvimento da aptidão física podem ser entendidos, por si só, como sinônimos de saúde e de uma vida saudável. Confira e entenda melhor essas questões.

Avaliação da composição corporal

Esse vídeo do professor Moacir Pereira Junior comenta a respeito dos métodos de avaliação da composição corporal. Assista para entender quais são os meios utilizados na medição desse componente da aptidão corporal e também o que eles informam aos profissionais.

Prática de atividade física

Assista esse vídeo para compreender como a prática de atividades físicas auxiliam na manutenção da saúde mental. Além disso, entenda a importância de se conhecer a aptidão e o condicionamento físico na hora de praticar alguma atividade. Não deixe de conferir!

A aptidão física é um importante parâmetro em saúde e treinamento corporal. Portanto, conhecer seus componentes e saber quais as possibilidades para desenvolvê-los é um primeiro passo na busca por entender os limites e as possibilidades do seu corpo. No entanto, você pode dar o próximo passo e incluir algumas atividades básicas no seu dia-a-dia, como as sugeridas na matéria de ginástica laboral.

Referências

Componente resistência aeróbica, da aptidão física, em alunos de uma escola de educação básica de Concórdia, SC (2015) – Aline Balbinot, Ivana Lima Martins Schneider e Alexandre Trevisan Schneider.

Diretrizes da OMS para atividade física e comportamento sedentário (On-line) – Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/337001/9789240014886-por.pdf?sequence=102&isAllowed=y#:~:text=Para%20sa%C3%BAde%20e%20bem%2Destar,dia%20para%20crian%C3%A7as%20e%20adolescentes. Acesso em: 14 de set. de 2021.

João Paulo Marques
Por João Paulo Marques

Professor mestrando em Educação Física formado pela Universidade Estadual de Maringá. Pesquisador integrante do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (GPCCL/UEM/CNPq) e do Grupo de Estudos Foucaultianos (GEF/ UEM/CNPq). Temáticas estudadas envolvem corpo, subjetividade, discurso, cultura e saúde.

Como referenciar este conteúdo

Marques, João Paulo. Aptidão física. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/educacao-fisica/aptidao-fisica. Acesso em: 08 de October de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [ENEM-2009]

Saúde, no modelo atual de qualidade de vida, é o resultado das condições de alimentação, habitação, educação, renda, trabalho, transporte, lazer, serviços médicos e acesso à atividade física regular.

Quanto ao acesso à atividade física, um dos elementos essenciais é a aptidão física, entendida como a capacidade de a pessoa utilizar seu corpo — incluindo músculos, esqueleto, coração, enfim, todas as partes —, de forma eficiente em suas atividades cotidianas; logo, quando se avalia a saúde de uma pessoa, a aptidão física deve ser levada em conta. A partir desse contexto, considera-se que uma pessoa tem boa aptidão física quando

A) apresenta uma postura regular.
B) pode se exercitar por períodos curtos de tempo.
C) pode desenvolver as atividades físicas do dia-a-dia, independentemente de sua idade.
D) pode executar suas atividades do dia a dia com vigor, atenção e uma fadiga de moderada a intensa.
E) pode exercer atividades físicas no final do dia, mas suas reservas de energia são insuficientes para atividades intelectuais.

A resposta correta é a alternativa C. Considera-se que uma pessoa tem uma boa aptidão física quando ela se mostra apta a desenvolver as atividades físicas do seu dia-a-dia sem dificuldades ou limitações, independentemente de sua idade.

2. [IF/PB-2013]

Na aptidão física relacionada à saúde, existe uma forte relação entre adaptações positivas e a
realização regular de atividades física. Desta forma, os componentes relacionados às dimensões, Morfológicas, Funcional-motora, Fisiológica e Comportamental são tratados ordenadamente como:
a) Composição corporal, flexibilidade, pressão sanguínea e tolerância ao estresse.
b) Estresse, glicose, força e gordura corporal.
c) Consumo máximo de oxigênio, lipídios, percentual de gordura e resistência.
d) Glicose, composição corporal, percentual de gordura e estresse.
e) Composição corporal, resistência muscular, estresse e pressão arterial.

A alternativa correta é a letra A, em que constam, na ordem correspondente, os componentes relacionados às dimensões, morfológicas (composição corporal), funcional-motora (flexibilidade), fisiológica (pressão sanguínea) e comportamental (tolerância ao estresse), os quais apresentam correlações com a prática regular de atividades físicas voltadas à melhora do condicionamento físico relacionado à saúde.

Compartilhe

TOPO