Arremesso de peso

Arremesso de peso é uma modalidade de atletismo em que o atleta arremessa um objeto esférico na maior distância possível, utilizando-se de técnicas especificas de lançamento.

O arremesso de peso é um esporte de marca conhecido por ser uma das provas que compõem o atletismo. Sendo assim, preparamos esta matéria para que você conheça mais sobre a modalidade, conferindo sua história, regras, fases de movimento e características técnicas. Acompanhe:

Índice do conteúdo:

História da modalidade

A prática do arremesso de peso tem origem atribuída aos povos celtas, que possuíam rituais em que arremessavam pedras e troncos de árvores. Posteriormente, sobretudo no século XVII, essa prática viria a compor eventos festivos. Atualmente, o festival conhecido como Highland Games, realizado na Escócia e em outros países de cultura celta, busca preservar tradições desses povos – entre elas o arremesso de peso, praticado com caráter lúdico e esportivo.

Além dos povos celtas, a história do arremesso de peso é marcada por competições de força realizadas entre soldados ingleses. Nessas competições, eram utilizadas balas de canhões de guerra, exercendo grande influência na formação esportiva da modalidade como é conhecida atualmente. Essa influência se traduz, por exemplo, na padronização dos pesos das bolas utilizadas, decorrente de torneios disputados entre universitários ingleses no século XIX.

Sob influência inglesa, portanto, as primeiras regras para o arremesso de peso foram estabelecidas na década de 1860. Com isso, a modalidade assumiu uma estrutura esportiva que a possibilitou integrar os Jogos Olímpicos da Era Moderna já em sua primeira edição, no ano de 1896, em Atenas. Desde então, passou a ser reconhecida como uma das provas que compõem as competições de atletismo.

O recorde mundial da modalidade pertence ao americano Ryan Crouser, que alcançou a marca de 22,82 metros. O novo recorde foi estabelecido em 24 de janeiro de 2021, durante a realização do World Indoor Tour, superando os 22,66 metros do americano Randy Barnes, alcançados em 1989. Entre as mulheres, o recorde mundial pertence à soviética Natalya Lisovskaya, com a marca de 22,63 metros, alcançada em 06 de setembro de 1987.

Arremesso de peso no Brasil

A prática de arremesso de peso no Brasil é regulamentada pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), entidade criada na década de 1970 e responsável nacional pela regulação das modalidades do atletismo. A CBAt contribui tanto para a organização esportiva e competitiva dessas modalidades – entre as quais está o arremesso de peso – no país quanto para a participação de atletas brasileiros em competições internacionais, entre elas as Olimpíadas.

Entre os praticantes da modalidade, a CBAt reconhece a atleta Elisângela Adriano como destaque. Elisângela é medalhista pan-americana e finalista do Campeonato Mundial de Paris, ambos eventos realizados em 2003. Outro atleta destaque é Darlan Romani, recordista em diversas competições nacionais desde 2012 – incluindo a edição das Olimpíadas Rio 2016, em que alcançou a marca de 21,02 metros, o melhor resultado olímpico do país na modalidade.

Agora que você conferiu um pouquinho acerca de como se originou essa modalidade esportiva e também sobre sua presença no Brasil, entenda como o arremesso de peso é praticado.

Como funciona o arremesso de peso?

No arremesso de peso, os/as atletas devem arremessar uma esfera na maior distância possível. Para isso, cada atleta possui um número delimitado de tentativas para estabelecer sua melhor marca. Assim, devem atentar-se às fases do movimento de arremesso, bem como às técnicas utilizadas e às regras das competições. Veja características desses elementos a seguir:

Regras

  • O peso deve ter formato esférico e ser fabricado em ferro fundido, chumbo ou bronze. Além disso, deve possuir medidas de 7,26 kg e de 110 a 130 mm (masculino) ou de 4 kg e de 95 a 110 mm (feminino).
  • Em provas oficiais limitadas a oito participantes, cada um tem direito a realizar seis arremessos. Já em competições com mais de oito atletas participantes, cada um pode realizar apenas três arremessos.
  • O arremesso do peso deve ser feito com a região calosa da mão e dos dedos, portanto sem que haja contato entre o implemento (peso) e a palma da mão do atleta.
  • As movimentações técnicas para a realização do arremesso devem ser feitas no espaço circular delimitado, chamado de área de arremesso, sem ultrapassá-lo. Esse espaço mede 2,135 m de diâmetro.
  • Durante as provas, o atleta não pode pisar ou ultrapassar a marca da área de arremesso. Além disso, não pode deixar o peso cair, sendo que ambas as situações geram a anulação do arremesso (ou da tentativa).
  • Além disso, durante as provas, o atleta deve entrar e sair da área de arremesso por trás do círculo (área específica), estando sujeito a penalização caso descumpra esse protocolo.

Fases

  • Preparação (empunhadura): a fase de preparação também se refere à empunhadura do implemento, sendo caracterizada pelo contato afastado entre ele e a palma da mão do atleta. Desse modo, o implemento é ligeiramente apoiado na lateral do polegar e nas falanges dos demais dedos da mão.
  • Preparação (postura inicial): essa fase refere-se ao posicionamento do atleta em relação ao setor de lançamento (de costas ou lateralmente), variando conforme seu estilo técnico de arremesso. Refere-se também ao posicionamento do peso, que deve ser “encaixado” na região do pescoço, com a palma da mão voltada para o queixo e o cotovelo formando um ângulo aproximado de 45° em relação ao tronco.
  • Deslocamento: o deslocamento diz respeito à transição da postura inicial da preparação até o momento da posição de força (projeção) do arremesso em si. Vale destacar que há diferentes formas de deslocamento, que pode ser linear, em rotação ou apenas com inclinação de tronco, também variando conforme a técnica de arremesso.
  • Arremesso: desdobrando-se do deslocamento, tem-se início a fase de arremesso. Nessa fase, há a projeção da força do corpo para o implemento a ser arremessado, de modo a lançá-lo. Com isso, a trajetória do implemento é impulsionada pelo movimento técnico, seguindo da extensão total do braço de arremesso e progressiva extensão dos dedos e abrindo-se a mão para a soltura do peso.
  • Recuperação: essa fase refere-se à finalização do arremesso. Nesse momento, o atleta busca reorganizar sua postura, após a soltura do implemento, para recuperar o equilíbrio. O intuito, nessa fase, é que o atleta finalize o lançamento sem que seus pés saiam da área de arremesso. Caso ele exceda o limite do perímetro, o arremesso é invalidado. Do contrário, considera-se finalizado e é mensurada a distância alcançada.

Técnicas

  • Arremesso lateral sem deslocamento: nessa técnica, o atleta inicia posicionado na metade anterior da área de arremesso, com o corpo lateralmente disposto em relação ao setor de lançamento. Assim, realiza uma ligeira inclinação de tronco para trás, acentuando o apoio na perna posterior, que deve estar semiflexionada. Na sequência, desloca o peso para a perna anterior e impulsiona o arremesso, soltando o implemento ao estender o braço de arremesso.
  • Arremesso lateral com deslocamento: o atleta inicia posicionado de costas para o setor de lançamento. Dessa posição, inclina ligeiramente o tronco, acentuando o apoio na perna anterior e deslocando-o para a posterior. Nessa transição, posiciona-se de frente para o setor de lançamento em um giro (180°) e desloca a perna em que se apoiava inicialmente em direção ao anteparo no chão. Assim, apoia-se nela novamente e realiza a extensão de braço para a soltura do implemento.
  • Arremesso O’Brien: inicialmente de costas para o setor de lançamento, o atleta inclina ligeiramente o tronco para frente, aproximando os joelhos e elevando e estendendo para trás a perna contrária à de apoio na sequência. Com isso, realiza um pequeno salto para deslocamento, mantendo a perna de apoio. A partir desse ponto, a execução do movimento segue a mesma descrição do arremesso lateral com deslocamento.
  • Arremesso rotacional: o atleta inicia de costas para o setor de lançamento, realizando um balanceio a partir do qual efetua os giros, deslocando-se para trás. Os giros são realizados no lugar e nas pontas dos pés, possuindo uma fase em que, de frente para o setor de lançamento, o atleta salta para o centro da área de arremesso, apoiando-se na perna contrária à de apoio para o arremesso e transferindo o peso para a perna de apoio para finalizar o movimento.

É importante destacar que, independente da técnica de arremesso utilizada, há constantes nos movimentos. Por exemplo: o atleta deve sempre manter o peso posicionado próximo ao pescoço, respeitando a empunhadura e também o limite da área de arremesso, como descrito anteriormente.

Saiba mais sobre o arremesso de peso

Veja, a seguir, os vídeos que separamos para te ajudar a entender melhor as características do arremesso de peso e complementar seus estudos sobre esse esporte.

Fases e técnicas do arremesso de peso

Nessa aula, o professor Moacir Pereira Junior explica as fases e as técnicas de movimento do arremesso de peso, brevemente apresentadas na matéria. Além disso, ele apresenta ilustrações que podem te ajudar a assimilar as descrições que fizemos a respeito das fases e das técnicas do esporte. Assista para entender melhor!

Demonstrações técnicas

Nesse vídeo, o professor Aldo Garcia Santos demonstra a execução das duas primeiras técnicas descritas nesta matéria. Ele também comenta a respeito de outras características técnicas, como movimento correto de extensão do braço no momento do arremesso, assim como a empunhadura do implemento. Confira e veja esses detalhes!

Revisando

Aqui, você pode fazer uma revisão geral do conteúdo apresentado. O vídeo comenta acerca das características dos implementos, apresentando filmagens de execuções das técnicas apresentadas. Também explica sobre as regras da modalidade e ensina a confeccionar um material alternativo para praticar o esporte. Não deixe de conferir para revisar e reforçar o conteúdo apresentado na matéria.

Como mencionado, o arremesso de peso é uma das modalidades de lançamento/arremesso que compõem as provas de atletismo. Desse modo, confira também sobre o atletismo para conhecer as características e as outras modalidades que constituem as provas disputadas nesse esporte!

Referências

A história do arremesso de peso como subsídio para o seu ensino em aulas de educação física (2012) – Paulo Ricardo Mendes da Costa
Associação Internacional de Federações de Atletismo [online] – Disponível em: https://www.worldathletics.org/. Acesso em: 04 mar. 2021
Confederação Brasileira de Atletismo [online] – Disponível em: http://www.cbat.org.br/novo/. Acesso em: 03 mar. 2021
Federação Pernambucana de Atletismo [online] – Disponível em: https://www.atletismope.com.br/. Acesso em: 03 mar. 2021
Scottish Highland Games Association [online] – Disponível em: http://www.shga.co.uk/index.php. Acesso em 04 mar. 2021

João Paulo Marques
Por João Paulo Marques

Professor mestrando em Educação Física formado pela Universidade Estadual de Maringá. Pesquisador integrante do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (GPCCL/UEM/CNPq) e do Grupo de Estudos Foucaultianos (GEF/ UEM/CNPq). Temáticas estudadas envolvem corpo, subjetividade, discurso, cultura e saúde.

Como referenciar este conteúdo

Marques, João Paulo. Arremesso de peso. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/educacao-fisica/arremesso-de-peso. Acesso em: 19 de June de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [FUNDEP-2019]

O arremesso de peso é uma das modalidades do atletismo. Arremessar o peso é transformar a velocidade horizontal, adquirida durante o deslocamento, em velocidade de arremesso, perspectivando o alcance da maior distância possível. Em outras palavras, é empurrar um objeto, qualquer, acima da linha dos ombros para frente.
Com relação à regulamentação da prova do arremesso de peso, assinale a alternativa incorreta.

A) O peso deve ser arremessado partindo do ombro com uma ou com as duas mãos, a critério do praticante. O peso não deve ser arremessado de trás da linha dos ombros.
B) No momento em que o competidor assumir uma posição no círculo e começar um arremesso, o peso deverá tocar ou estar bem próximo do queixo, e a mão não deverá ser arriada abaixo dessa posição durante a ação do arremesso.
C) Para que uma tentativa seja válida, o peso deve cair completamente dentro dos limites internos do setor de queda. A medição deve ser feita imediatamente após cada arremesso.
D) A mediação ocorre a partir da marca mais próxima feita pela queda do peso até à parte interna do aro de arremesso, por meio de uma reta que passa pela marca e pelo centro do círculo.

A resposta correta é a alternativa A.

Essa alternativa está incorreta, pois, como visto a partir das descrições das fases do movimento de arremesso, o peso deve ser segurado com uma mão, obrigatoriamente, devendo atender à técnica da empunhadura e complementar as demais condições para efetivação técnica do movimento em sua integralidade.

2. [FAFIPA-2009]

Os povos antigos praticavam o arremesso com pesadas pedras, que foram substituídas por bolas de ferro. Com a mudança do implemento, vieram as evoluções técnicas. No arremesso de peso,

A) após o peso ser arremessado, o atleta pode sair do círculo de arremesso por qualquer lugar.
B) as fases do arremesso do peso são: empunhadura, posição inicial, deslocamento, posição final, arremesso propriamente dito, reversão.
C) o peso deve ser apoiado sobre a palma da mão e deve ficar longe do pescoço.
D) durante todo o arremesso, as pernas do atleta devem permanecer estendidas.
E) se o peso cair sobre a linha demarcatória do setor de queda, a tentativa será válida.

A resposta correta é a alternativa B.

Essa questão apresenta uma variação da compreensão acerca das fases gerais do movimento de arremesso. Nela, aparece a posição final, que diz respeito à última ação de deslocamento e organização motora antes do arremesso em si, ou seja, da soltura do implemento.
As outras alternativas são consideradas incorretas. A alternativa A porque, como vimos a respeito das regras, os atletas devem entrar e sair da área de arremesso pelo local indicado.
A alternativa C porque, como abordado nas técnicas, o implemento não deve tocar a palma da mão do atleta e deve ficar próxima à região entre pescoço e queixo.
A alternativa D porque a extensão e/ou flexão das pernas varia conforme a técnica de arremesso utilizada e as fases do movimento.
A alternativa E porque o arremesso é invalidado caso o implemento caia fora da linha demarcada do setor de lançamento, estabelecida em um ângulo de 40° em relação à área de arremesso.

Compartilhe

TOPO