Badminton

O Badminton é considerado o segundo esporte mais praticado no mundo. É um esporte de raquete de origem inglesa, disputado individualmente ou em duplas.

O badminton é um esporte de raquetes que pode ser praticado individualmente ou em duplas. É similar ao tênis, mas, em vez de uma bolinha amarela, o objeto utilizado é uma peteca. Nesta matéria, abordaremos aspectos históricos, fundamentos, regras e equipamentos desse esporte. Confira:

História do badminton

A história do badminton faz menção a um jogo chamado “Tamborete e Peteca”, praticado na Grécia Antiga. No entanto, sua origem é atribuída ao “poona”, um jogo indiano que foi incorporado à cultura inglesa a partir da colonização da Índia pela Inglaterra, no século XVII.

A prática do jogo na Inglaterra se deu pela primeira vez na Badminton House, propriedade do Duque de Beaufort. Daí resulta a alteração do nome do jogo, que, com o tempo, passou a adquirir outras características que o distinguem do poona, como o uso de raquetes no lugar dos tamboretes.

O jogo se popularizou de tal forma na Inglaterra que, em 1893, foi criada a Badminton Association of England, órgão representante da prática em âmbito nacional. Posteriormente, em 1895, surgiria uma entidade semelhante nos Estados Unidos, dando início à difusão do jogo na Europa.

Com o tempo, a popularidade do badminton culminou em sua esportivização, levando à criação da Federação Internacional de Badminton, em 1934. Esse órgão, que atualmente se chama Federação Mundial de Badminton (Badminton World Federation–BWF), é responsável pela regulamentação do esporte em nível internacional.

As características que passam a qualificar o badminton contribuem para sua popularização ainda hoje. Por exemplo, o fato de ser confundido com o tênis torna mais fácil a distinção e a assimilação da modalidade. A confusão entre as duas práticas é um caso bem comum e curioso, pois a introdução de raquetes se deu justamente pela prática do tênis na Inglaterra. Outras curiosidades permeiam o imaginário social e esportivo. Acompanhe:

  • Apesar de ser apontado como o segundo esporte mais praticado no mundo, o badminton é popular apenas em países asiáticos e europeus;
  • Antes de ser incluído nas Olimpíadas em 1992 (Barcelona), o badminton foi esporte de demonstração em Munique, em 1972;
  • É um dos esportes que mais possuem árbitros. Ao todo, podem atuar em uma disputa de badminton até doze árbitros;
  • Alerta de spoiler! A Badminton House, onde ocorreu o primeiro jogo do esporte, abriu suas portas para a filmagem da série dramática americana Bridgerton, a ser lançada na Netflix ainda em 2020;
  • As dezesseis penas de ganso utilizadas na confecção das petecas são retiradas das asas esquerdas, pois, como os gansos dormem sobre o lado direito de seus corpos, as penas desse lado têm seu formato prejudicado. Por essa razão, somente as penas do lado esquerdo são utilizadas na confecção do objeto.

A história desse esporte aponta para os diversos elementos que o possibilitaram emergir como uma prática esportiva. Por esses e outros aspectos, o badminton se constitui como um esporte bastante peculiar, como demonstram algumas das curiosidades apontadas.

Fundamentos e regras do badminton

Para além dos aspectos históricos do badminton, outros elementos constituem suas particularidades, como seus fundamentos, suas regras e seus materiais. Conheça-os a seguir:

Fundamentos

Os oito fundamentos do badminton se referem às técnicas de empunhadura da raquete e de saques/toques. São elas:

  • Empunhadura: é a pegada na raquete como se estivesse cumprimentando alguém com um aperto de mão;
  • Saque ou serviço: feito em diagonal, em direção à área de serviço da quadra de badminton;
  • Clear: golpe defensivo proferido quando a peteca está acima e à frente da cabeça do jogador;
  • Drop ou Drop-Shot: golpe de ataque que busca lançar a peteca bem próximo à rede;
  • Smash: golpe de ataque similar a uma cortada do vôlei;
  • Drive: golpe de ataque realizado quando a peteca está na altura do ombro do jogador;
  • Lob: golpe de defesa ao Drop, realizado de baixo para cima;
  • Net-Shot: golpe de defesa similar ao Lob e que devolve a peteca também próximo à rede, podendo ser realizado de cima para baixo ou de baixo para cima.

Regras

  • O objetivo do jogo é não deixar a peteca cair, ou fazer com que o adversário a deixe cair;
  • O início da partida é decidido no cara ou coroa, definindo quem realiza o saque inicial;
  • O saque inicial deve ser realizado em diagonal, em direção à área oposta àquela em que o jogador se posiciona para realizá-lo;
  • As competições são divididas em duas categorias simples, a masculina e a feminina (disputadas por dois jogadores adversários), e em três categorias de duplas, a masculina, a feminina e a mista (disputada por duas duplas adversárias);
  • As partidas disputadas se dão em três sets de 21 pontos cada, sendo o vencedor aquele que completar dois sets primeiro;
  • O ponto é contabilizado quando a peteca toca o solo, a rede ou o corpo dos jogadores, ou quando é rebatida para fora dos limites da quadra.

Essas regras são pensadas para dar encadeamento às ações de jogo. Além delas, os equipamentos também são essenciais.

Equipamentos

Os principais equipamentos utilizados nas partidas de badminton são a raquete, a peteca e a quadra. A seguir, saiba mais sobre cada um deles:

  • Raquete: inicialmente, a raquete utilizada era de madeira. Atualmente, é feita em fibra de carbono ou titânio. Pesa cerca de 100 gramas e possui medida máxima de 68 cm de comprimento. As cerdas sintéticas da raquete são resistentes a impactos de 7 kg a 11 kg.
  • Peteca: a peteca utilizada no badminton pode ser feita com nylon ou com penas de ganso, sendo a primeira mais utilizada por iniciantes e, a segunda, por profissionais.
  • Quadra: a quadra do badminton possui medidas oficiais de 13,40 metros de comprimento por 6,10 metros de largura para os jogos de duplas, sendo a largura reduzida para 5,18 metros nos jogos individuais. A quadra é dividida ao meio por uma rede, posicionada a 1,55 metro de altura em relação ao solo, e possui áreas demarcadas.

Os fundamentos, as regras e os equipamentos do badminton são os elementos que permitem sua organização enquanto esporte. Apesar de sistematizados e regulados, esses elementos podem ser adaptados em situações não formais, possibilitando a prática do badminton em outros contextos.

O badminton no Brasil

Pouco se sabe sobre as primeiras práticas do badminton no Brasil. Afirma-se que ele era praticado na década de 1970 de forma amadora e que, em 1984, ocorreu a primeira competição no país, com a realização da I Taça São Paulo. Também nesse ano, a Associação Paulista (que seria substituída pela Federação Paulista de Badminton em 1988) foi registrada no livro da então Federação Internacional de Badminton.

Em 1994, a Confederação Brasileira de Badminton – CBBd foi registrada e passou a contribuir para a difusão desse esporte em âmbito nacional, com realização de competições e da preparação da seleção brasileira. Embora a modalidade venha crescendo e ganhando visibilidade, ainda não é muito popular no Brasil: não é um esporte presente nas aulas de educação física, não há transmissão de partidas na TV e raramente encontramos quadras em clubes.

Vídeos com mais informações e curiosidades

A seguir, você encontra vídeos que reforçam e complementam o conteúdo abordado nesta matéria. Acompanhe:

Revisando…

Nesse vídeo didático, são apresentados aspectos fundamentais do badminton, contribuindo para reforçar o conteúdo apresentado nos tópicos acima.

Partida ilustrada

Esse vídeo simula uma partida de badminton, ilustrando a dinâmica e as regras do esporte. Confira e veja na prática!

Aula e atividades de badminton

Para retomar aspectos abordados na matéria, assista ao vídeo. Além disso, são apresentadas atividades para treinar habilidades técnicas do esporte.

Agora, você conhece os aspectos históricos, fundamentos, regras e materiais do badminton, um esporte de origem inglesa praticado mundialmente. Continue estudando e complementando seu conhecimento com nosso conteúdo sobre o Atletismo, o principal esporte olímpico. Não deixe também de realizar os exercícios para fixar a matéria!

Referências

Badminton Mercês: uma análise financeira (2017) – João Gabriel Heyn Campos
O badminton no ensino fundamental: uma possibilidade pedagógica (2014) – Ismar Kath
Iniciação ao Para-Badminton: proposta de atividades baseada no programa de ensino “Shuttle Time” (2016) – Aline Miranda Strapasson et al.

João Paulo Marques
Por João Paulo Marques

Bacharel em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Pesquisador integrante do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (GPCCL/UEM/CNPq) e do Grupo de Estudos Foucaultianos (GEF/ UEM/CNPq). Pesquisas focalizando Cultura Física, Discurso, Corpo e Subjetividade.

Como referenciar este conteúdo

Marques, João Paulo. Badminton. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/educacao-fisica/badminton. Acesso em: 07 de August de 2020.

Exercícios resolvidos

1.

Em que país surgiu o badminton?

a) Grécia.
b) Frana.
c) Inglaterra.
d) Bulgária.

A resposta certa é c) Inglaterra.

2.

Qual o número de jogadores nas modalidades do badminton?

a) Um jogador de cada lado.
b) Dois jogadores de cada lado.
c) As duas alternativas estão corretas.
d) Nenhuma alternativa está correta.

A resposta certa é c) As duas alternativas estão corretas.

3.

Qual a duração de um jogo de badminton?

a) 35 minutos.
b) Não há tempo definido.
c) 50 minutos.
d) 15 minutos.

A resposta certa é b) Não há tempo definido.

Compartilhe

TOPO