Claude Monet

Traços leves e imprecisos, variação de cores e representação da luz natural caracterizam a pintura de Claude Monet.

Claude Monet foi um importante pintor do movimento impressionista que surgiu na França na segunda metade do século XIX. Trazendo a pintura para fora do ateliê, Monet e seus colegas criaram outras formas de representar através das cores, luzes e sombras. Conheça melhor esse artista a seguir!

Biografia


(Fonte: Wikipedia)

Oscar-Claude Monet (Paris, 1840 — Giverny, 1926) foi um pintor francês e ícone do Impressionismo, inclusive, o nome desse movimento nasceu a partir de um de seus primeiros quadros. Monet cresceu na Normandia onde seu pai tinha um pequeno comércio ao qual queria que ele desse continuidade, mas escolheu a carreira artística, apoiado por sua mãe que também era pintora, e iniciou os estudos em artes na escola secundária em 1851.

Nas praias da Normandia, conheceu Eugène Boudin com quem aprendeu técnicas de pintura ao ar livre. Após o falecimento da mãe, foi morar com sua tia aos 16 anos. Em 1859, foi estudar pintura em Paris chegando a cursar a universidade, mas se decepcionou com o tradicionalismo acadêmico. Então, foi estudar com Charles Gleyer e conheceu Camille Pissarro e Gustave Courbet com quem desenvolveu a técnica de pintar as luzes com rápidas pinceladas.

Monet expôs dois quadros no Salão oficial de Paris em 1863. Após, teve outros trabalhos aceitos e recusados pelo salão e enfrentou dificuldades financeiras. Em 1870, casou-se com Camille Monet que faleceu após o nascimento do segundo filho do casal. Em 1883, casou-se com Alice Hoschédé e nos anos seguintes produziu muito. Ao fim da vida, sofreu de catarata chegando à cegueira, mas morreu de câncer no pulmão aos 86 anos.

Características

A obra de Claude Monet retrata a efemeridade do tempo, visto que seus quadros apresentam cenas de momentos específicos do dia.

  • Seus quadros foram pintados ao ar livre captando a atmosfera do ambiente.
  • Os mesmos temas eram pintados em diferentes horas do dia, algumas séries famosas são: A ponte japonesa; Casas do Parlamento; Ponte Waterloo; Lírios; As Ninfas.
  • A experimentação de cores vivas de acordo com a luminosidade do dia é marcante na obra do pintor.
  • A paisagem é presença constante nos quadros, sejam florestas, jardins, gramados, rios, praias ou mesmo espaços urbanos.
  • Para retratar os movimentos de uma cena, Monet usava a técnica de aplicar pinceladas leves e rápidas pela tela.
  • Ausência de traços definidos ou contornos nas figuras que se misturam às outras cores no quadro.
  • Vistas de perto, muitas pinturas parecem ser apenas um conjunto de borrões, mas de longe as figuras se desenham nitidamente.

Agora que você já conhece as características das pinturas de Claude Monet, veja algumas de suas principais obras.

Principais obras

A seguir, apresentamos doze quadros pintados por Monet em diferentes momentos de sua vida. Confira os traços da escola impressionista nestas obras!

Autorretrato

(Fonte: WikiArt)

Este retrato a óleo sobre tela foi pintado em 1886, quando Monet tinha 46 anos. Traços de várias cores representam o tecido enrugado do sobretudo e pinceladas menores compõem a textura da barba. A pintura ainda transmite a impressão de que há uma mão tocando a barba ao lado direito da tela, uma característica de Monet que transmitia percepções sobre um assunto ao invés de pintá-lo com semelhança precisa.

Impressão, nascer do sol

(Fonte: WikiArt)

Pintado em 1872, o quadro ilustra o nascer do sol no porto francês Le Havre, com uma névoa sobre os barcos e chaminés ao fundo. A obra, nomeada “Impressão”, compôs uma fracassada exposição no ateliê do fotógrafo Félix Nadar, em 1874, e o título “nascer do sol” foi adicionado pelo autor do manual dessa exposição. Em uma crítica pejorativa, o termo “impressão” foi usado de forma irônica, pelo pintor Louis Leroy.

Outras obras

Os elementos da natureza e o movimento compõem muitas telas de Monet, observe:

Uma fazenda na Normandia (1863)

(Fonte: WikiArt)

Transportando um barco em terra, Honfleur (1864)

(Fonte: WikiArt)

Almoço na grama (1865)

(Fonte: WikiArt)

Carrinho na estrada coberta de neve com a fazenda Saint-Simeon (1865)

(Fonte: WikiArt)

Mulheres no jardim (1866)

(Fonte: WikiArt)

A mulher de vestido verde (1866)

(Fonte: WikiArt)

Barcos à vela em Honfleur (1866)

(Fonte: WikiArt)

Camille Monet e uma criança no jardim (1873)

(Fonte: WikiArt)

Antibes in the Morning (1888)

(Fonte: WikiArt)

Casas do Parlamento (1904)

(Fonte: WikiMedia)

Diversas obras de Claude Monet foram pintadas no jardim de sua casa. Um exemplo é a série “Les Nimphéas”, em português ”As Ninfeias”, com mais de 250 telas retratando essas plantas aquáticas que ficavam no lago do jardim.

Vídeos sobre as impressões de Monet

Para ampliar os seus conhecimentos, separamos três vídeos que exploram a importância de Claude Monet para o impressionismo e para o mundo da arte. Assista!

Resumão: vida e obra de Monet

Confira neste vídeo um resumo sobre a biografia de Monet, os lugares onde viveu, seus colegas impressionistas e importantes feitos do pintor no cenário da arte francesa.

Obras essenciais de Monet

Neste vídeo, a Patrícia Camargo apresenta várias curiosidades sobre Claude Monet, o contexto histórico de surgimento do impressionismo e analisa cinco quadros do pintor. Acompanhe!

Obras essenciais de Monet – Parte 2

Veja mais cinco obras de Monet comentadas pela Patrícia Camargo. Ela explica as técnicas utilizadas pelo pintor para expressar a sensação de movimento e faz relações entre os quadros e os acontecimentos marcantes na vida do artista.

Nesta matéria você aprendeu que Claude Monet foi um importante pintor do movimento impressionista que se interessava pela representação das cores de acordo com a variação da luz solar. Continue estudando as vanguardas europeias lendo nossa matéria sobre o Dadaísmo.

Referências

Claude Monet (2012) – Nina Kalitina

Érica Paiva Rosa
Por Érica Paiva Rosa

Professora, redatora e produtora cultural. Mestre em Letras pela UEM.

Como referenciar este conteúdo

Paiva Rosa, Érica. Claude Monet. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/artes/claude-monet. Acesso em: 28 de July de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [UFMS]

Sobre o Impressionismo, assinale a alternativa correta:

a) O movimento Impressionista foi representado por Litchtenstein, Edward Hopper e Andy Warhol, artistas franceses do início do século XX.
b) O movimento Impressionista, chamado de “arte de sensação rápida”, foi assim identificado por suas obras de construções de móbiles.
c) Com o advento da fotografia, o movimento Impressionista teve que reinventar os modelos de pintura da época, tendo como grandes nomes: Monet, Manet, Renoir, Sisley e Degas.
d) No movimento Impressionista, a utilização do recurso da impressão serigráfica foi o mais empregado pelos artistas do período.
e) A pintura Impressionista tinha como característica a cor chapada e sem luminosidade direcional, composta por formas geométricas e orgânicas.

Resposta: C
Justificativa: Com o advento da fotografia, a pintura de retratos realistas perdeu espaço, assim o movimento impressionista surgiu com novas propostas.

2. [UEL]

Monet – Le train dans la neige, 1875.

Com base na figura e nos conhecimentos sobre o Impressionismo, considere as afirmativas a seguir:

I. Monet foi um artista que, embora utilizando a fotografia, pouco proveito tirou da representação naturalista.
II. Na pintura impressionista o tema deve ser coerente e completo sob o ponto de vista da unidade compositiva.
III. Para Monet, pintar as ferrovias significava representar a atmosfera luminosa que as caracterizava.
IV. Enquanto a arte acadêmica valorizava os grandes temas históricos e mitológicos, os pintores impressionistas adotavam fatos da vida cotidiana.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

Resposta: C
Justificativa: Monet criava representações para a luminosidade dos ambientes, por isso pintar as ferrovias lhe interessava. Nesse sentido, os pintores impressionistas gostavam de retratar a vida cotidiana.

Compartilhe

TOPO