Barroco no Brasil

Arte, religião e demonstração de poder: uma feição do Brasil colônia surge diante dos ciclos econômicos

O Barroco se refere ao período de tração entre o pensamento humanista e a retomada da força religiosa católica sobre a sociedade, imperando sobre a ciência, a filosofia e a arte. O Barroco no Brasil representa a chegada do pensamento colonial e a tendência estética miscigenada que se fortaleceu por todo o território nacional.

Resumo do Barroco no Brasil

O Barroco foi um movimento artístico que se desenvolveu na Europa entre o século XVIII e XIX que retomou princípios de um estilo clássico, dualista, dramático e símbolo de representação da Igreja Católica. A arte foi usada para impressionar, para promover a relação entre o divino e celestial.

No Brasil, o Barroco se desenvolveu com a chegada dos colonizadores, principalmente portugueses. Se desenvolveu em diversos estados, como Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia e Pernambuco. Foi impulsionado de acordo com o fortalecimento econômico de cada região, pautados na produção do ouro, cana e café. Assim como na Europa, a arquitetura foi utilizada para demonstrar poder.

Contudo, o estilo se desenvolveu no país misturando referências Românticas e do movimento Rococó – que também já estava se desenvolvendo na Europa. Relacionado ao movimento econômico, o nível de rebuscamento e decorativismo varia de acordo com a região do país.

O Barroco no Brasil era reflexo dos hábitos portugueses nas mais diversas artes, entretanto na arquitetura e na pintura essa característica ficou evidente. A fé católica está representada pelas igrejas imponentes e pela presença de figuras como santos, anjos e elementos sacros. Para a imponência, as construções apostam na verticalidade e no uso de ouro.

Características do barroco brasileiro

O Barraco brasileiro resgata as principais características do movimento europeu, mas acrescenta referências culturais e visuais de uma população miscigenada e colonizada por mais de uma nação em algumas regiões. O contraste entre feição humana e rebuscamento estético é evidente principalmente nas esculturas. Veja as principais características:

  • Linhas curvas
  • Intensa relação com fé católica
  • Ícones e símbolos religiosos
  • Ornamentação e decoração rica em detalhes
  • Mistura de referências e pluralidade regional

Essa arte de múltiplas manifestações espalhou-se pelo território brasileiro, por isso, além dessas características elencadas, é possível notar as variações e outras influências em outros estados brasileiros.

Principais artistas e obras

A arquitetura, a pintura e a escultura foram as principais formas que se destacaram no estilo. Cada artista, em diferentes regiões do país, trouxe ao estilo uma tendência influenciada pela vida cotidiana brasileira. Os dois grandes nomes que se destacam são o escultor Aleijadinho e o pintor Mestre Ataíde. A seguir, apresentamos algumas obras e outros artistas barrocos brasileiros:

Aleijadinho

Antônio Francisco Lisboa (1738 – 1814), conhecido como Aleijadinho, foi um escultor e arquiteto, considerado um dos maiores artistas do Brasil colônia. Suas obras de grande capacidade técnica e detalhamento produziram obras barrocas com grande influência do movimento Rococó. Sua produção é mescla de referências visuais e de outros estilos, e principalmente da vida cotidiana de onde morava. Veja algumas de suas obras:

A última Ceia – 1795-1796 – Aleijadinho – Fonte: Itaú Cultural

Profeta Abdias – 1800-1805 – Aleijadinho – Fonte: Itaú Cultural

Mestre Ataíde

Manoel da Costa Athaide (1762-1830), conhecido como Mestre Ataíde foi um pintor mineiro que se destacou durante o período Barroco. Suas obras retratam importantes movimento bíblicos e apresentam grande detalhamento decorativo. Seu traço e forma de pintar ressalta a sensação de divino que a Igreja desejava invocar em quem adentrava o interior das capelas e catedrais. Confira a habilidade técnica desse artista:

Ascensão de Cristo -Mestre Ataíde – Fonte: Itaú Cultural

Assunção da Virgem – 1804-1807 – Mestra Ataíde – Fonte: Itaú Cultural

José Joaquim da Rocha

Nascido na Bahia em 1737 e falecido em 1807, foi um pintor e restaurador importante no estado da Bahia. Teve sua formação artística em Portugal e desenvolveu sua técnica nos preceitos barrocos, destacando a pintura de momentos religiosos. Veja algumas de suas obras:

A glorificação do Cordeiro de Deus – 1774 – José Joaquim da Rocha – Fonte: Itaú Cultural

Alegoria do ingresso de São Domingos no céu – 1781 – Joaquim José da Rocha – Fonte: Itaú Cultural

José Teófilo de Jesus

Conhecido como Teófilo de Jesus (1758-1847), foi discípulo de José Joaquim da Rocha, também se destacando na pintura. Com parte de sua formação em Portugal, realiza algumas de suas obras em painéis dentro de igrejas, destacando-se pela encarnação das figuras com feição humana, além de ser um grande entalhador. Observe seus trabalhos com influências do rococó e alguns elementos clássicos:

Nossa Senhora do Carmo e Santos Carmelitas – Teófilo de Jesus – Fonte: Itaú Cultural

Ásia – Teófilo de Jesus – Fonte: Itaú Cultural

Valentim Fonseca e Silva

Também conhecido como Mestre Valentim (1745-1813), foi um escultor e arquiteto mineiro que se destacou pelo trabalho detalhista de estátuas religiosas e na decoração interna de igrejas. Seu traço estilístico tem influências do movimento Rococó e Barroco europeu, além de uma sobriedade neoclássica. Confira algumas de suas obras:

São Mateus – Mestre Valentim – Fonte: Itaú Cultural

Figura da Virtude – Mestre Valentim – Fonte: Itaú Cultural

Esses artistas são alguns nomes envolvidos no período Barroco no Brasil, mas existem outros nomes que precisam ser valorizados. Muitos com influências europeias, que agregaram traços genuinamente brasileiros em suas produções. Vale uma pesquisa aprofundada sobre o assunto.

Vídeos sobre o Barroco com cara de Brasil

A riqueza de detalhes e a mistura de influências externas e internas deram ao Barroco brasileiro uma constituição estética bem própria. Assim, para reforçar os principais aspectos deste período histórico plural, selecionamos alguns vídeos para te ajudar nos estudos.

As principais característica desse movimento brasileiro

A Regia Rodrigues produziu esse vídeo que sintetiza as principais informações sobre como o Barroco se desenvolveu no Brasil. Desde a colonização até as diferenças estéticas espalhadas pelo país.

Mais sobre os artistas do Barroco pelo Brasil

Para ressaltar que existiram outros nomes e diferenças do movimento espalhado pelo país, o canal Arte de Segunda fez um compilado de informações sobre 5 artistas brasileiros além de Aleijadinho.

Fatos sobre Aleijadinho

Aleijadinho é o principal representante do movimento no país, assim a Vivi selecionou 50 fatos sobre a sua história e compartilhou nesse vídeo para que você entenda a importância desse artista para a arte nacional.

A colonização brasileira é marcada por seus ciclos econômicos e eles estão fortemente registrados na arte das principais cidades. A arte também registrou a força católica na cultura brasileira e indicou os movimentos de urbanização das cidades brasileiras. Para continuar seus estudos, leia sobre a Semana de Arte Moderna de 1922 e se atente a modernização do pensamento artístico nacional

Referências

ALEIJADINHO . In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021. Disponível em: . Acesso em: 25 de Jan. 2021. Verbete da Enciclopédia.
MANOEL da Costa Athaide. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021. Disponível em: . Acesso em: 31 de Jan. 2021. Verbete da Enciclopédia.
JOSÉ Joaquim da Rocha. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021. Disponível em: . Acesso em: 31 de Jan. 2021. Verbete da Enciclopédia.
TEÓFILO de Jesus. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021. Disponível em: . Acesso em: 31 de Jan. 2021. Verbete da Enciclopédia.
MESTRE Valentim. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021. Disponível em: . Acesso em: 31 de Jan. 2021. Verbete da Enciclopédia.
História da Arte (2012) – Graça Proença

Por Vanderlei Bachega Junior
Como referenciar este conteúdo

Bachega Junior, Vanderlei. Barroco no Brasil. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/artes/barroco-no-brasil. Acesso em: 07 de May de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [G1]

Nos centro urbanos do Brasil colonial, a arquitetura e as artes caracterizaram-se pelo estilo:

a) Rococó
b) Renascentista
c) Art Nouveau
d) Modernista
e) Barroco

Resposta: E

O desenvolvimento colonial foi marcado pela chegada das tendências europeias do período. Neste caso, o Barroco.

2. [UFRN]

As igrejas e os conventos, no Brasil colonial, foram construídos seguindo o estilo barroco da arte europeia da época.
Na arquitetura colonial, o movimento barroco se constituiu em:

a) oposição à suntuosidade nos ornamentos e na iluminação dos ambientes religiosos.
b) expressão e instrumento da Contra-Reforma, associando poder, religião e riqueza.
c) afirmação dos ideais da Reforma Religiosa, a qual pregava as liberdades individuais e justificava o enriquecimento.
d) valorização do equilíbrio nas formas e da austeridade na decoração, inspirando-se na arquitetura grega clássica.

Resposta: B

A igreja utilizou dar arte como forma de expressão de poder e controle sobre os diferentes meios sociais.

Compartilhe

TOPO