Art Déco

Formas geométricas e linhas diretas: simplicidade, elegância e requinte em diferentes suportes da arte.

Entre o final do século XIX e início do século XX, o mundo fortaleceu a sua modernização. O surgimento de indústrias transformou o estilo de vida e a produção artística. A arte passa a ser entendida como fonte de apreciação e discussão crítica, mas também como elemento decorativo e sofisticado. Esse é o caso da Art Déco.

O que é a Art Déco

Art Déco é um estilo artístico, que surgiu entre as décadas de 1920 e 1930 na França, manifestando-se nas artes visuais, na arquitetura e mobiliário, no design gráfico e na moda. A modernização dos meios de produção permitiu explorar a produção de artefatos com outras matérias primas, como ferro, madeira e plástico, muito utilizados no estilo.

O Art Déco nasce na França após a Exposição de Artes Decorativas, Industriais e Modernos, que ocorreu em 1925. Um estilo influenciado pelo pensamento progressista, com tom de sofisticação e luxúria, mas que logo se tornou popular.

O estilo foi influenciado pelos movimentos Art Nouveau, cubismo, a abstração geométrica, o construtivismo e o futurismo. Essas inspirações fomentaram a forma estética do estilo, que, devido a produção industrial, popularizou-se pela Europa, Estados Unidos e teve repercussões no Brasil.

Principais características

Influenciada pelo conceito de artes aplicadas, a Art Déco se manifestou em diversos produtos artísticos e funcionais. Em sua grande maioria, podemos reconhecer as seguintes características:

  • Linhas retas ou circulares estilizadas
  • Valorização das formas geométricas
  • Elegância e sofisticação
  • Design abstrato
  • Motivos como animais e a figuras femininas

A proposição do estilo é ser uma arte essencialmente decorativa. A simplicidade das formas não retira a elegância e sofisticação do que é apresentado, tanto no design de objetos quanto na arquitetura. O pensamento de sofisticação é reflexo da urbanização das cidades, promovida pela industrialização do mundo.

A Art Déco e seus desdobramentos

O estilo se fez presente nos mais diversos suportes, apresentando diferentes aplicações e sentidos. Veja alguns exemplos da sua utilização nas diversas linguagens da arte e do design:

Pinturas

Ilustração para Oscar Wilde “Salome” – John Vassos – Fonte: WikiArt

As pinturas na Art Déco, como sugere o estilo, tinham caráter decorativo. Ilustrações e pinturas são fortemente inspiradas pelas vanguardas modernistas. Ressaltam o uso de figuras geométricas, linhas diretas e bem definidas. A figura feminina é um tema recorrente em muitas obras.

Arquitetura

Novo Mundo – Bernardo Marques – Fonte: WikiArt

A arquitetura é sofisticada, valorizam-se grandes construções. Os arranha-céus são um marco da Art Déco. Grandeza, simplicidade e formas geométricas bem definidas marcam a arquitetura decorativa proposta. Destaca-se o uso de escadarias, janelas com vitrais e o uso de letreiros característicos.

Mobiliário

Armário por Émile-Jacques Ruhlmann – Fonte: Wikipedia

O mobiliário é sofisticado e elegante. Valoriza a geometrização das peças com linhas diretas e simples. Os móveis valorizam o uso da madeira, vezes ornamentada com metais e detalhes preciosos, ou decorados com tecidos lisos e geométricos.

Design

Luminária de mesa – Louis Comfort Tiffany – Fonte: WikiArt

Além do design de mobiliário, o design de objetos e jóias foi valorizado pelo estilo. O uso de metais para a produção, juntamente com peças preciosas, reforça a elegância e sofisticação que se propunha.

A Art Déco ainda se fez presente no design gráfico,com a produção de cartazes e peças gráficas, letreiros e muitas fontes. A moda e o cinema imperam referências visuais clássicas dos anos de 1920.

A Art Déco e a Art Nouveau

A Art Déco é sucessora da Art Nouveau, suas principais diferenças estão nos motivos de criação. Enquanto a Art Nouveau se inspirava na sinuosidade da natureza e produzia inúmeros detalhamentos, a Art Déco optou por linhas diretas e uma geometrização mais simples. Ambas fortalecem o uso de processos industriais, considerados modernos, para a produção de uma arte essencialmente decorativa.

A Art Déco no Brasil

Com berço europeu, a Art Déco logo chegou ao Brasil. Nas terras tupiniquins foi grande inspiração para projetos arquitetônicos, influenciando diversos arquitetos brasileiros e escultores. Como é o caso de Victor Brecheret, famoso escultor brasileiro. Na arquitetura podemos destacar o prédio da Estação Central do Brasil no Rio de Janeiro.

O Cristo Redentor, no centro do Rio de Janeiro, é uma das maravilhas do mundo, sendo considerado um produto do estilo Art Déco. Trabalho colaborativo entre um engenheiro brasileiro, Heitor da Silva Costa, e o escultor francês Paul Landowski, a obra apresenta um processo de produção industrial com concreto armado e pedra-sabão, têm as formas e linhas geométricas clássicas do Art Déco.

Principais artistas e obras

A Art Déco interessou muitos artistas ao redor da Europa, se espalhando pelos Estados Unido e inspirando o Brasil. Dessa forma, selecionamos os principais nomes e obras para elucidar as característica do movimento. Conheça alguns a seguir:

Tamara de Lempicka

Tamara de Lempicka (1898-1980) foi uma artista polonesa dedicada ao estilo. Uma de suas inspirações foi o Cubismo. Veja algumas de suas obras:

Sem título – Tamara de Lempicka – Fonte: WikiArt

Dupla 47 (1924) – Tamara de Lempicka – Fonte: WikiArt

Erte

Erte é o pseudônimo de Romain de Tirtoff (1892-1990), artista e desginer russo relacionado ao estilo. Suas obras exaltam a figura feminina, observe a seguir:

Mistério – Erte – Fonte: WikiArt

Prisioneira do Amor (1983) – Fonte: WikiArt

Clarice Cliff

Clarice Cliff (1899-1972) foi uma ceramista britânica relacionada à criação de utensílios decorativos. Em suas criações é possível visualizar as principais características do estilo, veja:

Jarro – Clari Cliff – Fonte: WikiArt

Conjunto de Chá Relâmpago – Clarice Cliff – Fonte: WikiArt

Victor Brecheret

Brecheret (1894-1955) foi um escultor ítalo-brasileiro, cujo as esculturas apresentam as marcas estilísticas da Art Déco.Veja suas principais obras:

Monumento das bandeiras (1954) – Victor Brecheret – Fonte: WikiArt

Três Graças (1930) – Victor Brecheret – Fonte: WikiArt

Vicente do Rego

Vicente do Rego (1899-1970) foi um pintor e desenhista pernambucano inspirado pela cultura indígena e pela simplificação das formas. Teve um grande interesse pela marca estilística da Art Déco. Acompanhe suas obras:

As Religiosas (1969) – Vicente do Rego – Fonte: Itaú Cultural

Meinino (1920) – Vicente do Rego – Fonte: Itaú Cultural

O Art Déco teve artistas adeptos em distintos países pelo mundo. Alguns dedicaram-se à moda e ao cinema, inclusive. Estes foram alguns dos principais nomes relacionados. Para complementar seus estudos, pesquise mais sobre o assunto.

Vídeos sobre as artes decorativas dos anos 20

Com toda sua elegância e ao mesmo tempo simplicidade, o Art Déco encantou o mundo. Para auxiliar seus estudos em história da arte, separamos alguns vídeos que complementam as informações apresentadas na matéria. Assista a seguir:

Um panorama

O Zeck, do canal Arte e Educação, apresenta neste vídeo um apanhado histórico do que foi o Art Déco pelo mundo. No vídeo, ele retomada fatos históricos importantes que influenciaram o desenvolvimento do estilo em diversas linguagens artísticas. Um ótima referência para você pontuar as características já comentadas na nossa matéria.

Da França para o mundo

Neste vídeo, a Aline Pascholati pontua as principais características do Art Déco e apresenta diversos artistas, principalmente franceses, juntamente com suas contribuições para o desenvolvimento do estilo.

Nos interiores…

O Art Déco teve um grande desenvolvimento na arquitetura, mobiliário e na decoração de interiores. Neste vídeo, a AnaLu relaciona as principais características do estilo com referências brasileira, construídas pelo país.

A Art Déco e a Art Nouveau são dois estilos marcados pelo conceito de artes aplicadas. Para que fossem desenvolvidas, contaram com a influência dos movimentos modernistas do início do século. Neste sentido, complemente seus estudos lendo sobre o Cubismo.

Referências

ART Déco. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021.
VICTOR Brecheret. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021.
VICENTE do Rego Monteiro. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2021.

Por Vanderlei Bachega Junior
Como referenciar este conteúdo

Bachega Junior, Vanderlei. Art Déco. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/artes/art-deco. Acesso em: 17 de April de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [FMP]

O Art Deco é um estilo que emergiu nas metrópoles européias, em especial Paris, nas primeiras décadas do século XX.

Analisando as figuras acima, é correto afirmar que

A)a figura 1 apresenta elementos aerodinâmicos característicos do Art Deco.
B) a figura 2 apresenta elementos geométricos do Art Deco.
C) as figuras 1 e 3 mostram cartazes que utilizam elementos com influência Art Deco.
D) as figuras 1, 2 e 3 apresentam elementos Art Deco em sua composição.
E) nenhuma das figuras acima apresenta elementos do Art Deco.

Resposta: B
As figuras 1 e 3 apresentam características da Art Nouveau: linhas sinuosas e inspiração na natureza.

2. [UEM]

Sobre o Ecletismo na arquitetura, é correto afirmar:

01) Tinha uma finalidade principalmente decorativa, reunindo aspectos de estilos do passado nos edifícios.
02) As ornamentações davam-se com relevos em estuque prémoldados, platibandas, grandes vidraças, por exemplo.
04) Há edifícios emblemáticos desta arquitetura construídos no Brasil. Por exemplo, em cidades do norte do país enriquecidas com o ciclo da borracha.
08) Um dos estilos que o Ecletismo incorporava era o Art Déco cujos elementos decorativos na arquitetura eram semelhantes entre si.
16) Os elementos greco-romanos e os góticos, por exemplo, poderiam ser incluídos num mesmo edifício.

Somatória: 23 (16+04+02+01)

Compartilhe

TOPO