Arte abstrata

Abstracionismo: a fuga da representação figurativa do mundo, das pessoas e das coisas.

Durante grande parte da história da humanidade, as artes visuais – principalmente a pintura e a escultura – foram responsáveis por registrar a realidade, as pessoas, as paisagens e os eventos e festividades. Mas com a chegada e popularização da fotografia, os artistas passaram a criar para além da realidade, como é o caso da arte abstrata. Acompanhe informações sobre esse estilo a seguir:

Origem da arte abstrata

A partir do final do século XIX e início do século XX, os movimento vanguardistas transformaram o conceito de arte e os modos de produzi-la. A arte abstrata surge em meados anos de 1920 a partir do trabalho de Wassily Kandinsky (1866-1944), tendo como principal característica a ausência de relação direta com a realidade dos seres e das coisas.

A estética abstrata se desenvolveu principalmente na pintura. Valoriza a expressão do artista na execução e se preocupa em expressar o que não está visível, mas relacionado ao espírito e às emoções do espectador ao observar a obra. O estilo se abstém da realidade e da construção de uma narrativa histórica ou literária. Desenvolveu-se na Europa e, a partir dos anos de 1940, ganhou destaque nos Estados Unidos.

Principais características

Por mais que as obras abstratas possam parecer uma arte produzida de qualquer forma ou mesmo por acidente, os artistas abstratos desenvolvem, no processo de criação, uma pesquisa e a transpõem para tela. Assim, é possível identificar algumas características na variedade de obras produzidas. Confira:

  • Formas e cores simplificadas;
  • Ausência da representação da realidade e de imagens figurativas;
  • Uso de materiais diversos na produção das pinturas;
  • Formas livres e geométricas;
  • Estabelece uma relação intimista entre o artista, a obra e o espectador: a obra preza pela contemplação.

A subjetividade do artista é transposta pela a tela, de forma que algumas obras são mais agressivas e outras, mais calmas. A arte abstrata é rica, complexa e contempla muitas identidades em seu estilo, que foi influenciado por outros movimentos vanguardistas, como o Cubismo.

Tipos de arte abstrata

A ideia de livre expressão empregada no estilo resultou em diferentes modos de expressão visual. Historiadores da arte costumam classificar o movimento em dois tipos: informal e geométrico. Acompanhe suas características a seguir:

Arte abstrata informal

Amarelo-Vermelho-Azul – 1925 – Kandinsky – Fonte: WikiArt

O abstracionismo informal (ou lírico) apresenta formas e cores criadas de modo livre, que podem sugerir elementos da natureza. Um exemplo desse tipo de arte abstrata são as obras de Kandinsky e de Pollock (1912-1956).

Arte abstrata geométrica

Composição com vermelho puro, amarelo, preto, cinza e azul – 1921 – Piet Mondrian – Fonte: WikiArt

A arte abstrata geométrica se expressa através do uso de cores e formas geométricas, de modo que a obra estabelece uma composição total e harmônica, muitas vezes assimétrica. O quadrado é considerada a forma geométrica perfeita, e um grande artista desse tipo de produção é Piet Mondrian (1872-1974).

É importante ressaltar que a expressão, na arte abstrata, é livre e intimista. A característica das obras está diretamente relacionada ao modo de expressão do artista em relação ao mundo.

Como é feita a arte abstrata

A arte abstrata pode ser feita de diversas maneiras, desde a composição da imagem até o modo como o artista aplica a tinha sobre a tela. A seguir, elencamos formas didáticas para produzir arte abstrata. Confira:

  • Arte abstrata com sequência numérica: nessa forma, uma sequência de números é disposta de modo aleatório pela superfície que será desenhada ou pintada. Os números são ligados por linhas retas em ordem numérica, formando o desenho que é preenchido.
  • Arte abstrata com linhas: para a composição da imagem total, linhas retas ou curvas são dispostas na superfície e a composição é produzida de maneira aleatória ou intencional.
  • Arte abstrata com textura: o uso de texturas, como pontos e traçados, é aliado às formas geométricas ou livres que, dispostas na superfície, compõem a imagem abstrata.

As formas de produção das imagens abstratas são diversas e, com o pensamento conceitual da arte contemporânea, os artistas ficam livres para explorar modos para produzir.

Principais artistas e obras

O movimento da arte abstrata tem origens europeias, principalmente russas e francesas, mas outros artistas de diferentes países adotaram o pensamento abstrato em suas obras. A seguir, conheça nomes de grande relevância para o movimento:

Wassily Kandinsky (1866-1944)

Pintor russo considerado um precursor da arte abstrata. Suas obras se caracterizam pelo abstracionismo informal ou lírico. Veja:

Composição 8 – 1923 – Kandinsky – Fonte: WikiArt

Relacionamento Preto – 1924 – Kandinsky – Fonte: WikiArt

Piet Mondrian (1872-1944)

Pintor neerlandês que classificou sua produção como Neoplasticismo. Suas obras são compostas de maneira harmônica com obras geométricas. Observe as imagens a seguir:

New York City I – 1942 – Piet Mondrian – Fonte: WikiArt

Composição com oval em cores planas II – 1914 – Piet Mondrian – Fonte: WikiArt

Paul Klee (1879-1940)

Nacionalizado como alemão, o pintor passou por diferentes estilos modernistas. No abstracionismo, produziu algumas obras e acreditava que a arte não deveria reproduzir o visível, mas tornar visível. É possível compreender as intenções do artista nas obras a seguir:

Uma vez emergido do cinza noturno – 1918 – Paul Klee – Fonte: WikiArt

Arquitetura do avião – 1923 – Paul Klee – Fonte: WikiArt

Manabu Mabe (1924-1997)

Manabu era japonês, mas sua família imigrou para o Brasil durante a sua infância. O artista é considerado um dos maiores nomes da arte abstrata no país e tinha a natureza como inspiração. Observe:

Vozes – 1976 – Manabu Mabe – Fonte: WikiArt

Vento Vermelho – Manabu Mabe – Fonte: WikiArt

Tomie Ohtake (1913-2015)

De origem japonesa, a artista fixou-se no Brasil e aqui desenvolveu sua carreira, tornando-se um nome de grande importância para a arte moderna e contemporânea no país. Suas obras são de grande expressividade, com tendências abstratas. Podemos perceber essas características nos seguintes exemplares:

Gravura sem título – 1972 – Tomie Ohtake – Fonte: Itaú Cultural

Gravura sem título – 1970 – Tomie Ohtake – Fonte: Itaú Cultural

Os cinco artistas apresentados são apenas uma parcela dos que se aventuraram pelo estilo abstrato. Nomes brasileiros e estrangeiros são de grande relevância para o estilo e podem ser facilmente pesquisados, agregando mais informações para seus estudos.

Vídeos sobre a arte que vai além da realidade

Para complementar sua leitura e estudo sobre a arte abstrata, separamos vídeos que vão te auxiliar a fixar as informações e as principais características desse estilo de arte tão complexo e subjetivo. Assista:

Uma linha do tempo até a arte abstrata

Esse vídeo do Art Talks apresenta uma linha do tempo da história da arte, permitindo compreender como a arte abstrata se desenvolveu e se estabeleceu no campo da estética. É um comparativo entre a representação e o figurativo nas pinturas.

Pontos importantes

Nesse vídeo, são retomadas as informações apresentadas na matéria. Além disso, contextualiza-se historicamente o desenvolvimento da arte abstrata e são nomeados os principais artistas do abstracionismo.

Expressionismo abstrato

O vídeo do Artikin dá continuidade e aprofunda o assunto da arte abstrata, retratando artistas posteriores aos anos de 1940. O expressionismo abstrato é considerado a porta de entrada para o que hoje denominamos arte contemporânea. Pollock é um artista fundamental para compreender essa transformação.

Os estilos e tendências modernos produzidos na primeira metade do século XX são fruto das experimentações dos artistas com inspiração em outros colegas de profissão. A arte abstrata, por exemplo, tem grande influência do Cubismo: aprenda sobre esse outro importante movimento na história da arte!

Referências

História da Arte (2012) – Graça Proença

Por Vanderlei Bachega Junior
Como referenciar este conteúdo

Bachega Junior, Vanderlei. Arte abstrata. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/artes/arte-abstrata. Acesso em: 28 de November de 2020.

Exercícios resolvidos

1. [UEM]

Sobre a pintura não figurativa ou abstrata, assinale o que for correto.

01) O pintor norte-americano Jackson Pollock tornou-se famoso pelas representações de elementos geométricos.
02) A pintura não figurativa pressupõe a existência de um título claro o suficiente para que o seu tema seja perfeitamente compreendido.
04) Com a pintura não figurativa, a questão da prática da representação em perspectiva deixa de ter importância.
08) A pintura de Cézanne, que era, inicialmente, figurativa, tendeu, paulatinamente, ao abstracionismo.
16) Picasso, um dos artistas mais representativos, influentes e conhecidos do século passado, não praticou a pintura não figurativa.

Somatória: 12 (04+08)

2. [UEPA]

Com relação à arte abstrata, assinale a opção correta.

A. A ausência de relação imediata entre formas e cores de um ser é uma das principais características dessa arte.

B. Uma pintura abstrata narra figurativamente cenas históricas e mitológicas.

C. Pablo Picasso pode ser considerado como o precursor da moderna pintura abstrata.

D. As obras abstracionistas mantêm forte ligação com a literatura do início do século XX.

Resposta: A

Compartilhe

TOPO