Sacarose

A sacarose é o constituinte principal do açúcar de mesa, que está presente em nosso cotidiano em diversos alimentos e bebidas.

Sempre que comemos uma bala ou bombom, aquele sabor doce que sentimos é característico do açúcar presente nesses alimentos. O açúcar, conhecido também como sacarose, está presente em diversas plantas, de onde é extraído e convertido para a forma que utilizamos na cozinha. Vamos conhecer um pouco mais sobre a sacarose, que está tão presente em nossas vidas.

Índice do conteúdo:

O que é e para que serve a sacarose?

A sacarose é um tipo de açúcar dissacarídeo encontrado em plantas, constituído de dois monossacarídeos (as moléculas mais simples dos carboidratos) ligadas por uma ligação glicosídica. É produzido comercialmente a partir de cana-de-açúcar – em países tropicais como o Brasil, onde a cana é cultivada com facilidade – ou de beterraba – em países onde o clima é mais ameno, como os da Europa.

Em condições normais, a sacarose é um sólido branco cristalino que se dissolve muito bem em água e possui um sabor muito doce, motivo pelo qual passou a ser utilizado na culinária. As unidades que formam a sacarose são os monossacarídeos glicose e frutose.

Fórmula da sacarose

A fórmula molecular da sacarose é C12H22O11. Ela é formada pela condensação dos seus dois monossacarídeos constituintes, reação que acontece nas plantas. A condensação é um tipo de reação em que duas moléculas se juntam, resultando em uma molécula maior e na eliminação de uma molécula pequena – geralmente a água, como é o caso da condensação da sacarose.

Exemplos

O açúcar é encontrado de diferentes maneiras, cada uma com uma característica diferente que faz com que seja utilizado para diferentes finalidades. Vamos conhecer um pouco mais sobre algumas formas em que encontramos a sacarose.

  • Açúcar mascavo: é o açúcar marrom, obtido em estágios intermediários do processo de produção do açúcar de mesa. Ele se forma quando o açúcar se cristaliza em um pó fino com o melaço presente na etapa, formando um pó marrom e úmido com um sabor característico do melaço e com um alto nível de nutrientes.
  • Açúcar demerara: na etapa de produção, o açúcar demerara passa por um processo de refinamento mais leve que o açúcar refinado, obtendo, assim, uma coloração levemente amarelada e uma quantidade de nutrientes do melaço maior, assim como o mascavo.
  • Açúcar refinado: é o açúcar branco comum, que passa por alguns processos químicos e físicos, como branqueamento e trituração dos cristais, deixando a cor destes branca e uniforme. Além disso, o fato de ser um pó fino facilita a sua dissolução na hora de usar no preparo de alimentos e bebidas.
  • Açúcar cristal: o refinamento desse tipo de açúcar está entre o do demerara e o do refinado. Isso garante que os cristais tenham tamanho levemente maior do que os do açúcar refinado, tenham uma coloração levemente amarelada e sejam mais difíceis de serem dissolvidos em água, mas as demais propriedades são praticamente iguais.

São muitos os tipos de açúcares disponíveis e todos esses podem ser feitos em uma mesma linha de produção, retirando o produto desejável em diferentes estágios. Mas a regra é simples: quanto mais escuro, maior o nível nutricional do açúcar.

A hidrólise da sacarose

Os dissacarídeos, como a sacarose, podem sofrer um processo chamado de hidrólise, quando reagem com ácidos diluídos ou sob influência de uma enzima chamada invertase. Esse processo quebra a ligação glicosídica, separando a sacarose nas suas duas unidades (glicose e frutose), em proporções iguais. Essa reação é chamada de inversão da sacarose e resulta em um líquido muito mais doce do que a sacarose em si.

O açúcar invertido recebe esse nome por conta de suas propriedades óticas. Quando a sacarose é diluída em água – ou seja, quando não ocorre a quebra da ligação glicosídica -, ela tem a capacidade de desviar um tipo de luz polarizada para uma direção. Já uma solução de açúcar invertido tem a capacidade de desviar essa luz para a outra direção.

Vídeos sobre a sacarose

Agora que você já sabe mais sobre a sacarose, vamos complementar nosso conhecimento com alguns vídeos. Confira!

Um pouco mais sobre a sacarose

Nesse vídeo, conhecemos um pouco mais sobre a sacarose, quimicamente e historicamente. Além disso, vamos ver a maneira como ela age na nossa boca, fornecendo a sensação de doce ao ingerirmos.

Experiência com a sacarose

Como vimos, a fórmula molecular da sacarose apresenta uma grande quantidade de átomos de carbono. Com esse experimento, é possível observar a desidratação ácida (perda de água) do açúcar. O resultado é um bloco de carbono puro! Esse experimento é perigoso e deve ser realizado por pessoas qualificadas e devidamente equipadas.

Como vimos, a sacarose está muito presente no nosso cotidiano. Agora que já conhecemos um pouco de suas características e constituintes, que tal resolver alguns exercícios para colocar tudo isso em prática? Para continuar estudando, veja também nosso conteúdo sobre solubilidade.

Referências

ELTRE, Ricardo. Química geral – 1. São Paulo: Moderna, 2004.

NEGRIS, Thiago S. et al. Produção Industrial de Açúcar e Álcool.

SALVADOR, Edgard e USBERCO, João. Química, volume único. 1ª ed. São Paulo: Editora Saraiva, 2006.

Lucas Makoto Tanaka dos Santos
Por Lucas Makoto Tanaka dos Santos

Bacharel em Química pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), mestrando em Química Analítica, com ênfase em desenvolvimento de métodos analíticos, metabolômica e espectrometria de massas no Laboratório de Biomoléculas e Espectrometria de Massas (LaBioMass), na mesma universidade.

Como referenciar este conteúdo

Tanaka dos Santos, Lucas Makoto. Sacarose. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/quimica/sacarose. Acesso em: 04 de August de 2020.

Exercícios resolvidos

1. [IBMEC-RJ]

A sacarose (C12H22O11), também conhecida como açúcar de mesa, é um tipo de glicídio formado por uma molécula de glicose e uma de uma frutose produzida pela planta ao realizar o processo de fotossíntese.

De acordo com a sua fórmula estrutural, indique as funções na molécula de sacarose:
a) álcool e fenol
b) álcool e éter
c) álcool e cetona
d) cetona e álcool
e) éter e cetona

Em verde, três grupos éter (oxigênio entre dois átomos de carbono).
Em vermelho, oito grupos álcool.

Resposta certa: b) álcool e éter.

2.

A hidrólise da sacarose produz:

a) glicose
b) frutose
c) aldeído glicerino
d) glicose e frutose
e) manose

Resposta certa: d) glicose e frutose.

Compartilhe

TOPO