Metanol

Também chamado de álcool metílico, o metanol é um líquido incolor, inflamável, de chama invisível e ponto de fusão de -98ºC. É usado como combustível de foguetes e é extremamente tóxico.

O metanol, também chamado de álcool metílico, é o álcool mais simples de todos, se tratando de estrutura molecular, conforme análise de sua fórmula, CH3OH, que possui apenas um átomo de carbono. É um líquido incolor e volátil, que queima em uma chama invisível, usado como solvente ou biocombustível. Vamos aprender sobre essa substância.

O que é o metanol

estrutura molecular do metanol CH3OH
Fórmula molecular do metanol

O álcool metílico é um composto da classe dos álcoois, constituído de um grupo metila (CH3) ligado à uma hidroxila (OH). Por possuir moléculas pequenas, é facilmente solúvel em água, como resultado da formação de ligações de hidrogênio com as moléculas de H2O.

É um composto tóxico e corrosivo, oferecendo riscos à saúde e ao meio ambiente. Antigamente, era obtido pela destilação de madeiras, porém hoje em dia é produzido de maneira industrial pela hidrogenação de monóxido de carbono.

Além disso, o metanol possui as seguintes propriedades:

  • Altamente inflamável;
  • Ponto de ebulição de 65 °C;
  • Ponto de fusão de -98 °C;
  • É um solvente polar;
  • Massa molar de 32 g/mol;
  • Densidade de 0.792 g/cm3.

Com relação a suas propriedades, o metanol é muito semelhante ao etanol, mas sua toxicidade é muito maior, então oferece sérios riscos à saúde.

Como se obtém o álcool metílico

Como já comentado, o metanol é obtido pela hidrogenação de monóxido de carbono, ou seja, a reação do CO com gás hidrogênio. A reação é levada em condições de pressão e temperatura controladas e na presença de catalisador, uma mistura de óxido de zinco e óxido de cromo (ZnO + Cr2O3). O resultado dessa reação é o próprio metanol, como produto único.

CO + H2 = metanol
Reação de obtenção do metanol

O metanol é perigoso?

A substância é extremamente tóxica. Se ingerido pode causar sérios problemas no fígado, cegueira permanente e até a morte. Isso acontece porque, no organismo, ele é metabolizado, formando uma substância conhecida como ácido fórmico, que causa diferentes formas de distúrbios metabólicos.

Um risco do metanol é sua presença em bebidas alcoólicas, já que muitas vezes pode ser utilizado como desnaturante no processo de fabricação de algumas bebidas. Caso não seja purificado da maneira correta, o produto final pode conter quantidades letais de metanol.

Aplicações do metanol

As principais aplicações do metanol são correlacionadas a processos industriais, como solventes de reações, precursor para fabricação de outros produtos como formaldeído, ou seja, o formol. Ainda, é utilizado como combustível de carros de corrida ou foguetes e jatos. Acompanhe mais algumas dessas aplicações:

  • Solvente;
  • Produção de biodiesel, pela transesterificação de gordura;
  • Aditivo de gasolina, aumentando a octanagem do combustível;
  • Matéria-prima da produção de formaldeído e ácido acético;
  • Fabricação de soluções anti-congelamento do encanamento de países com inverno rigoroso.

Além dessas, ele ainda é utilizado na produção de diferentes categorias de plásticos. Sendo assim, as aplicações do metanol são inúmeras. Em todos os casos, o cuidado com o manuseio é importante, por conta dos perigos oferecidos pela substância.

Metanol e etanol

São os principais álcoois existentes e diferenciam pela quantidade de carbonos na estrutura molecular. Apesar de ambos terem a capacidade e eficácia necessária para utilização como combustível de carros, o álcool metílico é corrosivo, portanto, seu uso não é viável.

Com relação à ingestão das substâncias, ambas são tóxicas para o organismo, mas a toxicidade do metanol é muito maior, causando graves problemas, podendo ser fatal. Mesmo que sejam semelhantes, o álcool metílico não pode ser usado como substituto do etanol 70° GLP para eliminação de vírus e bactérias na assepsia das mãos.

Vídeos sobre a química do metanol

Confira a seguir alguns vídeos que vão te ajudar a assimilar o conteúdo estudado.

Os perigos do álcool metílico

Conforme o que estudamos, o álcool metílico é um composto químico muito tóxico e perigoso, tanto para o meio ambiente quanto para nossa saúde. Uma característica dessa substância é que sua inflamabilidade, mas com uma chama invisível. Nesse vídeo temos exemplos de tragédias que já aconteceram envolvendo incêndio de metanol e outros perigos.

As diferenças entre etanol e metanol

Os álcoois etílico e metílico se diferenciam, entre outros aspectos, por conta de sua fórmula molecular e forma de obtenção. O processo mais comum de obtenção do álcool metílico é pela reação de monóxido de carbono com hidrogênio em condições controladas. Veja em detalhe essa reação e a diferença que existe com a obtenção do etanol.

Exercício resolvido de estequiometria do metanol

Agora que já temos conhecimento da reação de formação do álcool metílico, vamos estudar a estequiometria da reação nesse exercício proposto e resolvido.

Em síntese, o metanol é um composto tóxico e inflamável, muito utilizado em diversos ramos industriais e em laboratórios. A sua chama é invisível, então a atenção e cuidado no seu manuseio é essencial. Continue seus estudos em química e aprenda sobre as funções oxigenadas, grupo no qual os álcoois estão inclusos.

Referências

Princípios de Química: Questionando a Vida Moderna e o Meio Ambiente (2005) – Peter Atkins e Loretta Jones
Química: a ciência central (1999) – Theodore L. Brown, Eugene H. LeMay, Bruce E. Bursten e Julia R. Burdge
Química Orgânica (1976) – T. W. Graham Solomons
Química Orgânica – Volume 1 (1987) – Paula Yurkanis Bruice

Lucas Makoto Tanaka dos Santos
Por Lucas Makoto Tanaka dos Santos

Bacharel em Química pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), mestrando em Química Analítica, com ênfase em desenvolvimento de métodos analíticos, metabolômica e espectrometria de massas no Laboratório de Biomoléculas e Espectrometria de Massas (LaBioMass), na mesma universidade.

Como referenciar este conteúdo

Tanaka dos Santos, Lucas Makoto. Metanol. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/quimica/metanol. Acesso em: 19 de June de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [FATEC - 2003]

Com relação ao etanol e ao metanol são feitas as afirmações:

I – Ambos os álcoois podem ser utilizados como combustível para automóveis.
II – Além da utilização em bebidas, o metanol pode ser utilizado como solvente em perfumes, loções, desodorantes e medicamentos.
III – Atualmente o metanol é produzido do petróleo e do carvão mineral por meio de transformações químicas feitas na indústria.
IV – O metanol é um combustível relativamente “limpo”. Sua combustão completa tem alto rendimento, produzindo CO2 e H2O.
V – Ambos os álcoois podem ser produzidos a partir da cana-de-açúcar.

Escolha a alternativa que apresenta somente afirmação(ões) verdadeira(s).

a) I, II e V
b) I, III e V
c) III e IV
d) I, III e IV
e) Todas estão corretas.

I – VERDADEIRA. Ambos os combustíveis podem ser usados para automóveis.
II – FALSO. Metanol é tóxico, não podendo ser usado como bebida, porém, pode ser usado em artigos de perfumaria.
III – VERDADEIRA. Metanol é uma substância da delegação do petróleo.
IV – VERDADEIRA, pois o metanol pode ser obtido a partir de madeira
CH3OH + 3/2 O2 → CO2 + 2 H2O
V – FALSO. Somente o etanol vem da cana.

Alternativa correta: letra D – I, III e IV

2.

Sobre o metanol, cuja fórmula estrutural é CH3OH, identifique a alternativa incorreta:

a) Apresenta cadeia carbônica saturada.
b) É um monoálcool.
c) É uma base inorgânica.
d) Apresenta cadeia carbônica homogênea.
e) Pertence à função orgânica dos álcoois.

A cadeia carbonica é saturada.
É um monoálcool (apenas um grupo OH)
Não é uma base inorgânica.
A cadeia é homogênea.
É da família dos álcoois.

Alternativa incorreta: Letra c

Compartilhe

TOPO