Efeito Tyndall

É um efeito que ocorre quando a luz incide sobre partículas coloidais, sendo espalhada em diferentes direções, isso faz com que seja possível observar o rastro ou feixe luminoso.

O efeito Tyndall acontece quando a luz é dispersada por partículas coloidais presentes em líquidos, gases ou sólidos, fazendo com que seu rastro seja visível. Um exemplo é o feixe de luz produzido quando a luz do sol incide sobre uma atmosfera saturada de gotículas de água. Saiba tudo sobre esse efeito, como ele ocorre e alguns exemplos.

Índice do conteúdo:

O que é efeito Tyndall

O efeito Tyndall é a dispersão e reflexão da luz provocada por partículas coloidais, ou seja, de dimensões de 1 a 1000 nanômetros (nm). Coloides são misturas visualmente homogêneas, mas microscopicamente heterogênea. Devido o tamanho das partículas, quando a luz incide sobre esse sistema coloidal, ela é desviada, sendo possível enxergar o feixe de luz incidente.

Esse efeito foi descrito pela primeira vez por Michael Faraday, químico e físico inglês, mas só foi corretamente explicado pelo físico irlandês John Tyndall, por isso o nome do efeito. Como só ocorre com misturas coloidais, é uma propriedade utilizada para diferenciar soluções verdadeiras, como a água pura ou mistura de água com açúcar, por exemplo, de coloides.

Para identificar esse efeito, basta observar como a luz se comporta em um sistema, seja este a atmosfera, um recipiente preenchido com um líquido ou sólidos. Se a luz que incide sobre esse sistema forma um rastro, as partículas que estão suspensas são coloidais e dispersam a luz, fazendo com que seja possível observá-la. Caso contrario, se não houver o feixe de luz, o efeito não acontece.

Exemplos de efeito Tyndall

É um efeito que pode ser observado no cotidiano em diferentes situações. Veja, a seguir, algumas delas.

Neblina

A neblina é nada mais que gotículas de água na atmosfera, ou seja, um sistema coloidal se forma quando a neblina é muito forte. Isso se comprova quando, na estrada, o farol do carro é aceso em luz alta. O feixe luminoso fica visível pelo espalhamento da luz que incide sobre a neblina, em alguns casos, até atrapalha a direção por impedir de enxergar a estrada em si. A solução é utilizar o farol de luz-baixa, que ilumina diretamente o chão.

Pôr do sol

Conforme o sol se põe, devido à inclinação que os raios solares atingem a atmosfera, maior acaba sendo a camada de ar que os raios percorrem. Sendo assim, a luz é cada vez mais espalhada pelas partículas presentes nessa camada gasosa, resultado do efeito Tyndall. Principalmente a luz azul, que sofre esse espalhamento em maior intensidade. Isso faz com que o comprimento de onda responsável pela luz vermelho-alaranjada seja mais transmitida, deixando o céu com essa coloração tão apreciada nos fins de tarde.

Ambiente empoeirado

Já percebeu que em um ambiente empoeirado, como uma sala que ficou muito tempo fechada, se uma pequena quantidade de luz entra por uma fresta na janela é possível observar o rastro de luz que incide o quarto justamente porque as partículas de poeira espalham a energia luminosa.

Olhos azuis

A diferença entre olhos azuis, castanhos ou pretos é a quantidade de melatonina presente na íris. Olhos azuis possuem menos melatonina, se comparado com os castanhos, por exemplo. Sendo assim, olhos dessa cor tendem a ser translúcidos. Porém, quando a luz incide sobre o órgão, ela é espalhada (efeito Tyndall) e, como a luz azul se espalha com mais intensidade, se comparada com os outros comprimentos de onda, a íris aparenta ser azul, visto que é a cor que foi refletida.

Existem, ainda, diversas situações em que o efeito Tyndall ocorre. Uma aplicação prática desse efeito é em determinações de tamanho de partículas formadas em aerossóis, por equipamentos que fazem essa medida a partir da quantidade de luz espalhada num sistema coloidal gerado sob condições controladas.

Vídeos sobre o efeito Tyndall

Agora que o conteúdo foi apresentado, veja alguns vídeos que exemplificam e ajudam a entender o conteúdo explicado.

O que é o efeito Tyndall e como observá-lo

O efeito Tyndall é uma propriedade de sistemas coloidais, quando partículas espalham a luz que incide sobre elas. Saiba como esse efeito ocorre e veja, na prática, em misturas coloidais de contém nanopartículas de prata e ouro em água. Elas possuem dimensões suficientes para serem caracterizadas como coloides, por isso, o efeito de espalhamento luminoso acontece.

Experimento para visualização do efeito de dispersão da luz

É possível observar esse efeito em objetos do cotidiano. O álcool em gel, muito utilizado na assepsia das mãos, constitui uma mistura coloidal dos agentes gelificantes utilizados para fazer o produto. Portanto, ao incidir um feixe de laser em um frasco de álcool em gel, ele brilha como se tivesse luz própria, resultado do efeito de espalhamento luminoso.

Revisão de colóides e o efeito Tyndall

Para você relembrar de todos os conceitos, nada melhor que uma revisão de sistemas coloidais. Nesse vídeo, saiba tudo sobre esse tipo de mistura muito peculiar, além de entender definitivamente o que é o efeito Tyndall, conteúdo cobrado em diversos exames e vestibulares do país.

Em síntese, o efeito Tyndall ocorre quando partículas coloidais refletem e espalham os raios de luz que incidem sobre seus sistemas, sejam eles constituídos de misturas líquidas, gasosas ou sólidas. Não pare de estudar por aqui, veja mais sobre as emulsões, um tipo de sistema coloidal.

Referências

Princípios de Química: Questionando a Vida Moderna e o Meio Ambiente (2005) – Peter Atkins e Loretta Jones
Química: a ciência central (1999) – Theodore L. Brown, Eugene H. LeMay, Bruce E. Bursten e Julia R. Burdge
Fundamentos de Físico-Química (1986) – Gilbert Castellan

Lucas Makoto Tanaka dos Santos
Por Lucas Makoto Tanaka dos Santos

Bacharel em Química pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), mestrando em Química Analítica, com ênfase em desenvolvimento de métodos analíticos, metabolômica e espectrometria de massas no Laboratório de Biomoléculas e Espectrometria de Massas (LaBioMass), na mesma universidade.

Como referenciar este conteúdo

Tanaka dos Santos, Lucas Makoto. Efeito Tyndall. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/quimica/efeito-tyndall. Acesso em: 27 de July de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [ENEM 2010]

O efeito Tyndall é um efeito óptico de turbidez provocado pelas partículas de uma dispersão coloidal. Foi observado pela primeira vez por Michael Faraday em 1857 e, posteriormente, investigado pelo físico inglês John Tyndall. Este efeito é o que torna possível, por exemplo, observar as partículas de poeira suspensas no ar por meio de uma réstia de luz, observar gotículas de água que formam a neblina por meio do farol do carro ou, ainda, observar o feixe luminoso de uma lanterna por meio de um recipiente contendo gelatina.
REIS, M. Completamente Química: Físico-Química. São Paulo: FTD, 2001(adaptado).

Ao passar por um meio contendo partículas dispersas, um feixe de luz sofre o efeito Tyndall devido:

a) à absorção do feixe de luz por este meio.
b) à interferência do feixe de luz neste meio.
c) à transmissão do feixe de luz neste meio.
d) à polarização do feixe de luz por este meio.
e) ao espalhamento do feixe de luz neste meio.

O efeito Tyndall corresponde ao espalhamento de luz provocado por partículas coloidais presentes em solução, seja essa líquida, gasosa ou sólida. Portanto, a alternativa correta é a letra e) ao espalhamento do feixe de luz neste meio.

2. [UnB-DF]

Julgue os itens a seguir.
(01) Se a luz do farol de uma embarcação que navega pelo oceano no período noturno atravessa um aerossol marinho, haverá a possibilidade de se observar o efeito óptico de dispersão da luz pelas partículas que compõem o referido aerossol, denominado efeito Tyndall.
(02) Os coloides do solo, materiais constituídos por uma fase sólida, podem ser classificados, quando vistos a olho nu, como materiais homogêneos e são capazes de provocar o efeito Tyndall.
(03) Do ponto de vista químico, o sangue pode ser corretamente classificado como uma solução.

(01) Essa afirmação é correta, pois, ao atravessar um aerossol marinho, a luz estará atravessando um coloide, que tem como propriedade o efeito Tyndall. O efeito Tyndall é justamente o que está descrito na questão: as partículas desviam a luz e é possível, então, observar a luz atravessando uma dispersão coloidal.
(02) Essa também é correta, porque está citando propriedades de todos os colóides (não só dos constituídos por uma fase sólida): o efeito Tyndall e a aparência de mistura homogênea, já que o tamanho das partículas é muito pequeno para ser visto em solução.
(03) Essa afirmação é errada. O sangue contém diversas macromoléculas que são classificadas como partículas coloidais devido a seus tamanhos. Sendo assim, o sangue é classificado como um coloide, e não como uma solução.

Compartilhe

TOPO