Fake News

Fake news são informações faltas geralmente disseminada pela Internet e sem compromisso com a veracidade.

Nos últimos tempos, temos assistido ao aumento de notícias falsas, as famosas fake news, em inglês.

Porém, a pesar do termo ser relativamente novo, notícias falsas sempre existiram principalmente no ramo da política, onde não é novidade um candidato plantar uma informação sobre seu adversário para que ele perca votos ou que boatos sobre a vida privada dessas pessoas sejam espalhados.

Podemos definir as fake news como notícias que aparentam ser verdadeiras, que em algum grau poderiam ser verdade ou que remontam situações para tentar se mostrar confiáveis, porém não são.

Geralmente são notícias sem fonte de informação, ou quando apresentam a fonte, esta se mostra completamente duvidosa.

Assim, fake news não são apenas aquelas extremamente irônicas, que possuem o intuito de ser engraçadas e provocar o leitor. Uma fake news pode possui também um tom altamente alarmista, por exemplo, gerando medo ou revolta no leitor.

Dessa forma, as fake news buscam disseminar boatos e inverdades com informações que não estão completamente corretas sobre pessoas, partidos político, países e até mesmo políticas públicas.

O caso das fake news vem se tornando grave uma vez que milhões de pessoas tem acesso a estas informações faltas diariamente.

Um levantamento feito pelo Grupo em Política Públicas para o acesso à Informação (Gpopai), da USP, mostrou que cerca de 12 milhões de pessoas compartilharam fake news no Brasil apenas em junho de 2017.

E só no primeiro trimestre de 2018, o Facebook deletou mais de 583 milhões de contas falsas que poderiam estar contribuindo para espalhar fake news na rede social.

fake news
Imagem: Reprodução

O combate às fake news

Há diversos fatores envolvidos na criação de uma fake news, no entanto, o maior deles é sem dúvidas a possibilidade de se ganhar alguma vantagem em interesses próprios a partir da disseminação dessas notícia falsas.

Entretanto, o combate as notícias falsas ainda tem se mostrado pouco eficaz. Uma vez que o meio de mensagem mais utilizado para propagá-las é o WhatsApp, que não é necessariamente uma rede social, porém um aplicativo de troca de mensagens instantâneas privadas, e que torna mais difícil seu rastreamento.

Outro fator que atrapalha o combate as fake news diz respeito ao uso de “bots”, isto é, perfis falsos com mensagens pré-programadas.

O estudo “Robôs, Redes Sociais e Política no Brasil” da Fundação Getúlio Vargas (FGV), concluiu que essas contas automatizadas conseguiam gerar até 20% de engajamento parar determinados políticos em debates, por exemplo.

Como verificar e uma notícia é falsa?

  • Considere a fonte da informação: Tente entender sua missão ou propósito olhando outra notícias do site (quando houver);
  • Leia além do título: Títulos sensacionalistas podem enganar o leitor propositalmente, leia a matéria completa;
  • Cheque os autores: Procure por quem escreveu a notícia, se esse autor realmente existe e é confiável;
  • Procure fonte de apoio: Ache outras fonte que confirmem a notícia lida;
  • Cheque a data de publicação da notícia: Veja se a notícia ainda é relevante e se está atualizada;
  • Já existem agências de notícias especializadas em verificar fake news como a Agência Lupa, Aos Fatos e Boatos.org

Referências

O que é fake news – Diogo Rais
Robôs, Redes Sociais e Política no Brasil – Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Luana Bernardes
Prof. Luana Bernardes

Graduada em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e pós-graduada em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela mesma Universidade.

Exercícios resolvidos

1.

“A tecnologia não é apenas um canal para se comunicar, cuja comunicação traz o significado de ação recíproca que ocorre entre emissor e receptor da mensagem, mas sim faz parte do ato comunicativo, estando integrada a ele. É uma nova maneira de aprender e agir, é construir novos alicerces na forma de comunicar e conhecer. Com isso, a lógica da atual sociedade consolida-se para a lógica das redes”.

FORESTI, A. A era digital: apropriação tecnológica e inclusão digital. Oficina da Net, ago. 2013. Disponível em: <http://www.oficinadanet.com.br>. Acesso em: 12 jun. 2015.

A integração da tenologia com a construção das sociedades e do espaço geográfico, no momento atual da história, assinala o conceito de:

a) espaço digital

b) espacialidade em rede

c) territórios virtuais

d) meio técnico-científico informacional

e) espaço físico-virtual

Resposta: D
A integração das transformações tecnológicas nos tempos atuais – contando a partir da Terceira Revolução Industrial – com o espaço geográfico assinala aquilo que Milton Santos denominou de meio técnico-científico informacional, marcado pela evolução das técnicas e dos objetos técnicos.

2. [UNAMA]

Com o advento da Terceira Revolução Industrial, também conhecida como Revolução Técnico-Científica ou Revolução Informacional, o capitalismo atinge sua fase informacional-global. Isso ocorre no pós-Segunda Guerra, sobretudo a partir dos anos 70 do século XX, com a expansão de empresas multinacionais e diversas tecnologias no espaço mundial.

(Adaptado de Moreira, J.C e Sene, E. Geografia do Ensino Médio, p. 174)

Sobre o assunto, é correto afirmar que

a) nessa fase do capitalismo, os países tornam-se cada vez mais vulneráveis aos interesses das grandes corporações internacionais, fato associado à crescente circulação de capitais, mercadorias, informações e pessoas, características importantes do processo de globalização.

b) a característica mais importante e fundamental dessa etapa do desenvolvimento capitalista é a crescente importância do conhecimento, fato que tem gerado maior interdependência entre os países e diminuído a desigualdade econômica e social entre as nações.

c) nessa fase do capitalismo, ocorre uma verdadeira “guerra” nas bolsas de valores e mercados futuros em diversos países do mundo como também em outros setores econômicos. Este período é também caracterizado pela igualdade competitiva entre empresas de países pobres e ricos.

d) no capitalismo globalizado, a intensificação dos fluxos comerciais no espaço mundial é intensa e harmônica. Os produtos são transportados por enormes navios, trens, caminhões e aviões, que circulam por modernas e intricadas redes que cobrem grandes extensões da superfície terrestre.

Resposta: A
No contexto do capitalismo informacional, a expansão das empresas multinacionais ou globais tornou-se marcante, tornando o capital de diversos países – principalmente os subdesenvolvidos e emergentes – altamente dependente de sua atuação no mercado consumidor e na geração de empregos.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO