Primeira Lei de Newton

A primeira lei de Newton estipula que um corpo em repouso tende a permanecer em repouso e um corpo em movimento permanece em movimento, desde que não haja outra força atuando sobre ele.

A primeira lei de Newton também é conhecida como a lei da inércia. Essa lei estabelece uma condição para que o corpo permaneça em repouso ou em um movimento retilíneo uniformemente variado. Contudo, ela possui certas limitações, assim como as demais leis de Newton. A seguir, veja o que é, como calcular e exemplos.

Índice do conteúdo:

O que é a 1ª lei de Newton

A primeira lei de Newton estabelece que quando a força resultante sobre um corpo for nula, ele deve estar em repouso ou em movimento retilíneo uniforme. Assim como as demais leis de Newton, ela tem uma limitação, que depende de um referencial.

Isso significa que só é possível afirmar que um corpo está em movimento retilíneo uniforme ou em repouso, em relação a um determinado referencial. Por exemplo, neste momento, você está em repouso em relação à tela que lê esse texto. Contudo, está em movimento em relação ao Sol. Portanto, as leis de Newton valem apenas para referenciais inerciais.

Inércia

A inércia é uma propriedade da matéria que está relacionada com a sua massa. Dessa forma, ela pode ser entendida como a resistência que o corpo tem à aceleração. Ou seja, quanto maior for a inércia de um corpo, maior será a força necessária para colocá-lo em movimento.

Como as leis de Newton possuem limitações teóricas, há uma alternativa para essa interpretação do movimento dos corpos. Ela é a Mecânica Relacional, a qual foi proposta, dentre outras pessoas, pelo físico brasileiro André K. T. Assis.

Como calcular

Das três leis newtonianas, a lei da inércia é a única que não possui uma fórmula. Isso acontece porque ela é um postulado conceitual e qualitativo. Assim, ele pode ser enunciado da seguinte maneira:

“Todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento retilíneo uniforme, desde que as forças que atuam sobre ele sejam nulas”.

Exemplos da 1 ª lei de Newton

Assim como as demais leis da mecânica clássica, é possível observar exemplos desse conceito físico em no cotidiano. Olha só:

  • Ônibus: quando o ônibus freia de maneira brusca, as pessoas que estão sem cinto vão para frente. Afinal, elas estavam em movimento e tendem a permanecer nesse estado;
  • Aceleração: quando um carro tem a aceleração muito forte, os ocupantes sentem que são apertados contra o banco. Isso acontece porque a tendência era de que eles permanecessem em repouso;
  • Naves espaciais: as sondas espaciais, após vencerem a atração gravitacional de um determinado planeta, viajam com os motores desligados, apenas com a sua inércia;
  • Catapulta: esse tipo de equipamento bélico coloca pedras em movimento por meio de um braço longo. Contudo, em um determinado momento, o braço para de se movimentar, enquanto o projétil continua a trajetória. Isso acontece devido à inércia;
  • Estilingue: assim como a catapulta, os elásticos do estilingue colocam o projétil em movimento.

É importante notar que todos os exemplos citados, dependem de um observador externo e em repouso em relação ao movimento. Ou seja, não é possível explicar, a partir das leis de Newton, o que acontece dentro de um carro que acelera a partir do repouso, com base no referencial de qualquer um de seus ocupantes.

Vídeos sobre a primeira lei de Newton

Para aprofundar ainda mais nos estudos da dinâmica newtoniana, é preciso estudar cada vez mais. Confira os vídeos selecionados que vão te auxiliar na hora dos seus estudos:

Lei da inércia

O professor Marcelo Boaro explica o que é a lei da inércia. Além disso, o docente também dá exemplos desse fenômeno e relaciona a força centrípeta com a inércia de um corpo. Vale a pena conferir!

Explicação da primeira lei de Newton

Entender a primeira lei da mecânica newtoniana pode parecer complicado à primeira vista. Contudo, o divulgador científico Pedro Loos explica esse conceito físico de maneira didática e descontraída. Além disso, ao longo do vídeo, saiba mais sobre o desenvolvimento desse fenômeno.

As três leis de Newton

Além da lei da inércia, existem duas outras leis de Newton. Todas elas são usadas para descrever o movimento dos corpos. Assista esse vídeo para conhecer cada uma delas a partir de exemplos do cotidiano.

Estudar a dinâmica clássica é importante para a compreensão básica da Física. Além de ser um tópico é muito cobrado em vestibulares e Enem. Continue seus estudos de física e veja mais força.

Referências

Física I: Mecânica – Hugh D. Young et al. (2016)
Física: Volume 1 – David Halliday et al. (2008)
Curso de Física Básica: Volume 1 – Herch Moysés Nussenzveig (2014)

Hugo Shigueo Tanaka
Por Hugo Shigueo Tanaka

Divulgador Científico e co-fundador do canal do YouTube Ciência em Si. Historiador da Ciência. Professor de Física e Matemática. Licenciado em Física pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestre em Ensino de Ciências e Matemática (PCM-UEM). Doutorando em Ensino de Ciências e Matemática (PCM-UEM).

Como referenciar este conteúdo

Tanaka, Hugo Shigueo. Primeira Lei de Newton. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/fisica/primeira-lei-de-newton. Acesso em: 28 de November de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [Unesp]

As estatísticas indicam que o uso de cinto de segurança deve ser obrigatório para prevenir lesões mais graves em motoristas e passageiros no caso de acidentes. Fisicamente, a função do cinto está relacionada com a:

a) Primeira Lei de Newton;

b) Lei de Snell;

c) Lei de Ampére;

d) Lei de Ohm;

e) Primeira Lei de Kepler.

Alternativa correta: A

Conforme a Primeira Lei de Newton, um corpo tende a permanecer em movimento caso a somatória das forças que atuem sobre ele seja zero. Nesse caso, o cinto de segurança exerce uma força sobre o corpo.

2. [PUC - MG]

A respeito do conceito de inércia, pode-se dizer que:

a) inércia é uma força que mantém os objetos em repouso ou em movimento com velocidade constante

b) inércia é uma força que leva todos os objetos ao repouso

c) um objeto de grande massa tem mais inércia que um de pequena massa

d) objetos que se movem rapidamente têm mais inércia que os que se movem lentamente

Alternativa correta: C

Quanto maior a massa do corpo, maior será sua inércia. Analogamente, quanto menor sua massa, menor sua inércia.

Compartilhe

TOPO