Barômetro

O barômetro mede a pressão atmosférica. Ele foi inventado por Evangelista Torricelli e é usado até os dias atuais. Neste post você verá como esse aparelho funciona e muito mais.

O barômetro é um instrumento de medida usado para a medição da pressão atmosférica de um sistema. Esse aparelho foi inventado no século XVII e é usado até os dias atuais. A seguir, confira o que é esse aparelho, como ele funciona e como são os barômetros modernos.

O que é o barômetro

O barômetro é um instrumento de medida cuja função é medir a pressão atmosférica. Existem dois tipos principais desse aparato: os que funcionam com base no mercúrio e os aneróides. Os medidores de pressão atmosférica foram inventados por Evangelista Torricelli (1608-1647), no ano de 1643. Além dele, diversos outros cientistas buscavam desenvolver um aparelho que conseguisse medir a interação do ar atmosférico com os corpos na superfície terrestre.

Como funciona o barômetro

O barômetro mais antigo é o de mercúrio. Dessa forma, esse aparelho funciona a partir de um tubo capilar cheio do metal em estado líquido. Ele deve ser colocado dentro de uma cuba com mercúrio com a extremidade aberta voltada para dentro do outro recipiente.

Funcionamento de um barômetro de mercúrio. Fonte: Wikimedia

Ao ser colocado na cuba, devido à pressão atmosférica, o líquido do tubo capilar deverá baixar até que a pressão seja igualada à externa. Assim, no caso do nível do mar, para um tubo de 100 cm, o mercúrio deve escoar até a marca que 76 cm. Ou seja, essa pressão corresponderá a 760 mmHg ou 1 atm.

É importante notar que a unidade de medida mmHg se lê como “milímetros de mercúrio”. Além disso, há outra unidade para pressão atmosférica. A qual é muito usada na construção civil. Essa unidade é a metros de coluna d’água.

Barômetros modernos

Além dos aparelhos que usam mercúrio, há os barômetros aneróides, que são mais modernos e portáteis. Contudo, não possuem tanta precisão quanto a versão com o metal líquido. Os aneróides são usados em diversos locais, como, por exemplo, bombas de encher pneus.

Esse aparelho consiste em uma cápsula hermética dotada de um diafragma metálico flexível. O qual possui uma pequena quantidade de ar em seu interior. Quando a pressão aumenta, a câmara se comprime. Contudo, caso a pressão diminua, a câmara se expande. Esses movimentos são transmitidos para um ponteiro ou para um dispositivo digital.

Vídeos sobre barômetro

O funcionamento de instrumentos de medida nem sempre é simples. Contudo, no caso do barômetro ele pode ser facilmente explicado com conceitos básicos de Física. Em específico, os conceitos de pressão atmosférica e hidrostática. Por isso, veja os vídeos selecionados para compreender mais sobre esse instrumento:

Como funciona o barômetro

O professor Douglas Gomes explica como funciona um barômetro de mercúrio. Esse aparelho foi desenvolvido por Evangelista Torricelli no século XVII. Ele é usado para medir a pressão atmosférica. Além disso, o aparato pode ser explicado teoricamente a partir de um teorema físico chamado teorema de Stevin.

Pressão hidrostática

O professor Marcelo Boaro ensina como calcular a pressão atmosférica. Em específico, a pressão hidrostática. Para isso, o docente define diversos conceitos básicos dessa área da Física. Por exemplo, a densidade e a pressão em um corpo. Ao fim da aula, Boaro resolve um exercício de fixação sobre o tema.

Funcionamento do barômetro de mercúrio

O barômetro de mercúrio não é um instrumento de fácil acesso, por isso a visualização de seu funcionamento pode ser complicada para algumas pessoas. Dessa forma, o professor Claudio Furukawa mostra o funcionamento desse aparelho. Essa ilustração pode servir para a fixação dos conceitos de hidrostática.

Os conceitos de hidrostática são fundamentais para a compreensão de aparelhos e situações cotidianas. Por isso, é importante conhecer os fenômenos relacionados a esse campo da Física. Aproveite e estude sobre lei dos gases.

Referências

Física I: Mecânica (2016) – Hugh D. Young et al.
Física: Volume 1 (2008) – David Halliday et al.
Curso de Física Básica: Volume 1 (2014) – Herch Moysés Nussenzveig.

Hugo Shigueo Tanaka
Por Hugo Shigueo Tanaka

Divulgador Científico e co-fundador do canal do YouTube Ciência em Si. Historiador da Ciência. Professor de Física e Matemática. Licenciado em Física pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestre em Ensino de Ciências e Matemática (PCM-UEM). Doutorando em Ensino de Ciências e Matemática (PCM-UEM).

Como referenciar este conteúdo

Tanaka, Hugo Shigueo. Barômetro. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/fisica/barometro. Acesso em: 18 de January de 2022.

Exercícios resolvidos

1.

Sobre a pressão atmosférica atuando sobre um corpo em diferentes altitudes em relação ao nível do mar, assinale a alternativa correta.

a) a pressão será maior quando o corpo estiver acima do nível do mar.
b) a pressão será menor quando o corpo estiver abaixo do nível do mar.
c) a maior pressão atmosférica possível é 1 atm.
d) quanto maior for a altitude do corpo, menor será a pressão atmosférica agindo sobre ele.

Alternativa correta: D

Da definição de pressão atmosférica, conclui-se que, quanto maior for a altitude de um corpo, menor será a pressão que atua sobre ele.

2. [PUC-RS]

No oceano a pressão hidrostática aumenta aproximadamente uma atmosfera a cada 10 m de profundidade. Um submarino encontra-se a 200 m de profundidade, e a pressão do ar no seu interior é de uma atmosfera. Nesse contexto, pode-se concluir que a diferença de pressão entre o interior e o exterior do submarino é, aproximadamente, de

a) 200 atm
b) 100 atm
c) 21 atm
d) 20 atm
e) 19 atm

Alternativa correta: D

A diferença de pressão é causada pela coluna de água de 200 m é encontrada dividindo a profundidade por 10.
Assim, a pressão é de 20 atm.

Compartilhe

TOPO