Anticorpos

Os anticorpos, ou imunoglobinas, são moléculas que têm como função o reconhecimento e a neutralização dos antígenos no corpo.

Anticorpos são proteínas encontradas no corpo, bastante específicas, que atuam somente contra o corpo estranho contra o qual foram produzidos. Por exemplo, quando levamos uma picada de inseto, o corpo passará a produzir os anticorpos necessários para combater os antígenos do inseto, agindo a partir da aderência à superfície do corpo estranho, impedindo que continuem se multiplicando e inibindo a ação das toxinas.

Imagem: Reprodução

Chamamos essa reação do anticorpo contra o corpo estranho de reação antígeno-anticorpo, que atrai macrófagos que fagocitam o anticorpo e o corpo estranho, se autodestruindo em seguida, processo que recebe o nome de autólise. Ainda na fase intra-uterina já observamos a ação dos anticorpos, que começam a trabalhar com a cópia e armazenamento das sequências de aminoácidos que existem no corpo do feto.

Como é a atuação dos anticorpos no organismo humano?

Quando o bebê nasce, os anticorpos começam a atuar na defesa do organismo por meio da ação vigia do linfócito C que, após ser atraído para os locais onde houver morte celular, passará a realizar o reconhecimento de todas as proteínas. Quando há traumas físicos, entretanto, os linfócitos não encontram proteínas desconhecidas, mas acabam por atrair os neutrófilos, que são células responsáveis pela reparação tecidual.

No caso de proteínas desconhecidas serem encontradas por eles, os linfócitos irão liberar a histamina, fazendo com que outros linfócitos sejam atraídos à região, processo denominado quimiotaxia.

Referências

Bio – Sônia Lopes, Sérgio Rosso

Por Natália Petrin
Teste seu conhecimento

01. [Cesmac] Na imunização ativa, o antígeno é introduzido em um organismo e provoca a fabricação de anticorpos. Na imunização passiva, o anticorpo é fabricado fora do organismo a ser imunizado e introduzido pronto. É exemplo de imunização ativa:

a) aplicação de vacina, como a vacina tríplice.

b) aplicação de um soro, como o antiofídico.

c) imunização do bebê por meio do aleitamento materno.

d) imunização do feto com a passagem de anticorpos pela placenta.

02. [Fuvest] Um coelho recebeu, pela primeira vez, a injeção de uma toxina bacteriana e manifestou a resposta imunitária produzindo a antitoxina (anticorpo). Se após certo tempo for aplicada uma segunda injeção da toxina no animal, espera-se que ele:

a) não resista a essa segunda dose.

b) demore mais tempo para produzir a antitoxina.

c) produza a antitoxina mais rapidamente.

d) não produza mais a antitoxina por estar imunizado.

e) produza menor quantidade de antitoxina.

01. [A]

02. [C]

Compartilhe nas redes sociais
Discussão

TOPO