URSS

A URSS, também conhecida como União Soviética, foi formada oficialmente em 1922, tendo como ideologia o comunismo.

A união de alguns países localizados entre o leste da Europa e parte da Ásia Central e Setentrional ficou conhecida como URSS, que significa União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, foi concretizada no ano de 1922, mais precisamente no dia 30 de dezembro. Formada por 15 repúblicas, a URSS ocupava um terço do norte da Ásia e metade da Europa Oriental, sendo o segundo maior país do mundo, em seu período de existência, além de ocupar a segunda colocação dentre as potências mundiais.

Imagem: Reprodução

A URSS e o socialismo

No ano de 1917 era Lênin quem figurava como o grande artífice da Revolução Russa, tendo seu poder apoiado nos sovietes, no partido Bolchevique, na polícia política e no exército vermelho, que foi criado por Trotsky para defender a revolução. A integração da população na política russa ocorreu por meio dos sindicatos e do Partido Comunista, que era composto por uma minoria ativa. O novo regime foi confrontado por uma guerra civil contra os russos brancos, que eram adeptos do antigo regime, mas no ano de 1922, a nova COnstituição criou a URSS.

Lênin faleceu no ano de 1924, quando houve uma luta entre Trotsky e Stalin pelo poder. Trotsky era marxista intransigente, e acreditava que a revolução comunista deveria ser propagada de imediato pelos exércitos russos, enquanto Stalin queria que o movimento se firmasse primeiramente na Rússia, para, então, seguir para os outros países. Trotsky foi derrotado e expulso do país, quando Stalin assumiu o poder, instaurando no país uma ditadura que perdurou por 25 anos.

Contexto histórico

No início do século XX, a Rússia era um país bastante atrasado no que se refere aos outros do mundo, tendo um modo de produção ainda feudal e sendo governado por um czar, sendo um país absolutista. A Rússia, ainda que houvesse sido criada ao final do século XIX, uma estrada que permitia a rápida industrialização de algumas regiões, não possuía estrutura para que houvessem mudanças mais significativas e drásticas, o que trouxe os camponeses para uma situação de miséria.

No ano de 1905, houve uma revolução de contestação ao sistema em decorrência da insatisfação da população Russa e, ainda que não tivessem propósitos claros ou uma liderança definida, ficou bastante conhecida na história do país. Este evento é considerado, na história, um ensaio para o que foi a grande revolução no ano de 1917 (que teve condução pelo Partido Bolchevique), quando o czar Nicolau II, que já havia perdido a admiração dos súditos, foi condenado à morte.

Criada oficialmente no dia 30 de dezembro de 1922, a União Soviética se desenvolveu durante a Revolução de 1917 e na Guerra Civil Russa, que aconteceu entre os anos de 1918 e 1921. Era integrada, inicialmente, pela Rússia, Transcaucásia (composta pela Armênia, Geórgia e Azerbaijão), Bielo-Rússia e Ucrânia. Estas, por sua vez, surgiram a partir da Revolução de Outubro de 1917 e do colapso do Império Russo.

Entre os anos de 1956 e 1991, eram 15 as repúblicas que compunham a União Soviética, sendo elas a Rússia, a Estônia, a Ucrânia, o Turcomenistão, a Bielo-Rússia, a Armênia, o Uzbequistão, o Tajiquistão, o Cazaquistão, o Quirguistão, a Geórgia, a Letônia, o Azebaijão, a Moldávia e a Lituânia. Estas, juntas, representavam a união de, pelo menos, cem etnias da Ásia e da Europa, e contribuiu para os esforços concentrados destinados à reconstrução depois da Primeira Guerra Mundial, que diminuiu, ainda, a produção agrícola em 30% e a industrial em 18% na Rússia. Foram 9 milhões de mortos, envolvendo civis e soldados.

A URSS, com esta união, passou ilesa pela Crise de 1929 e, na Segunda Guerra Mundial, a União Soviética foi uma das grandes vencedoras, junto aos Estados Unidos que defendia uma ideologia completamente distinta da União Soviética: o capitalismo. Foi justamente essa discrepância de ideais que dividiu o mundo, a partir de 1945, no confronto que ficou conhecido como Guerra Fria.

A Guerra fria

Os líderes do comunismo eram a União Soviética, enquanto do capitalismo eram os Estados Unidos da América, sendo este um confronto ideológico bastante intenso. Ambos países tinham acesso à armamento que poderia gerar uma destruição muito grande e mútua, e por isso o confronto direto entre os dois não chegou a ocorrer. O que aconteceu neste período, foi a existência de vários conflitos com apoio militar e econômico da URSS e dos Estados Unidos. O Muro de Berlim, inclusive, ficou conhecido como um grande símbolo desse confronto, uma vez que cortou a cidade de Berlim, alemã, em dois lados, o ocidental, capitalista, e o oriental, comunista.

Apesar de a batalha durar por algumas décadas, no começo dos anos 1980, a URSS se mostrava incapaz de se sustentar em sua ideologia e bastante desgastados, uma vez que não só seus produtos, como sua estrutura, já estavam desgastados. Não havia mais satisfação da população com relação as promessas comunistas, enquanto, concomitantemente, surgia uma insatisfação geral com relação às regras, bastante rígidas, impostas pela União Soviética. No ano de 1989, o Muro de Berlim foi derrubado, e muitos consideraram este como um marco para o fim do socialismo no mundo. A União Soviética, entretanto, só teve seu fim no ano de 1991, quando foi desmembrada em diversos outros países.

CEI

Com o fim da URSS, foi formalizada a Comunidade dos Estados Independentes, conhecida como CEI, no dia 8 de dezembro de 1991. Contava com a presença dos presidentes da Rússia, da Bielo-Rússia e da Ucrânia, como uma forma de manter a parceria econômica e a defesa de seus membros, em substituição ao que foi a União Soviética um dia. Atualmente, são membros do CEI os países Uzbequistão, Ucrânia, Turcomenistão, Tajiquistão, Moldávia, Cazaquistão, Bielo-Rússia, Azerbaijão, Armênia e Rússia.

Referências

História Geral: a Construção de um Mundo Globalizado – Joana Neves

Por Natália Petrin
Teste seu conhecimento

01. [ENEM] Com o esfacelamento da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) em decorrência do colapso do modelo político-econômico comunista, que vigorou nesses países durante décadas, uma nova associação de apoio mútuo foi estabelecida entre a Rússia e outros países da ex-URSS. O nome dado a essa associação foi:

a) Organização do Tratado do Atlântico Norte

b) Associação Progressista do Leste Europeu

c) Pacto de Varsóvia

d) Comunidade dos Estados Independentes

e) Fundo Monetário Internacional

 

 

02. [UFPR] Analise as afirmativas sobre as características da CEI e marque a alternativa com as afirmativas verdadeiras:

I – A CEI é um bloco formado em consequência da desagregação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), visto que os novos países tinham vários laços econômicos e militares uns com os outros.

II – Os Países Bálticos (Estônia, Letônia e Lituânia), apesar de terem sido anexados à União Soviética em 1940, nunca fizeram parte da Comunidade dos Estados Independentes (CEI) após obterem a independência.

III – Com a fragmentação da União Soviética, vários problemas persistiram nos novos países, além do surgimento de outros. Os principais são os conflitos étnicos e os movimentos separatistas.

Portanto, as afirmativas corretas são:

a) Todas as alternativas

b) Alternativas I e II

c) Alternativas I e III

d) Alternativas II e III

e) Somente a alternativa I

01. [D]

02. [A]

Compartilhe nas redes sociais

TOPO