Segunda Lei de Ohm

A Segunda Lei de Ohm é usada para calcular a resistência elétrica ou a resistividade de um material. Ela pode ser aplicada em vários equipamentos modernos, como o chuveiro elétrico.

A Segunda Lei de Ohm relaciona as propriedades físicas que interferem na resistência elétrica de um determinado condutor homogêneo. Essa relação matemática considera o comprimento, a resistividade e a área do condutor. A seguir, confira a definição, como calcular, exemplos e muito mais.

Índice do conteúdo:

O que é a Segunda Lei de Ohm

A Segunda Lei de Ohm é uma relação matemática obtida por meio das propriedades de um material condutor. Além disso, há outra grandeza importante para a determinação da resistência elétrica: a resistividade.

Essa relação física é usada para calcular a resistência elétrica de materiais condutores, que não são atravessados por uma corrente elétrica ou não sofrem uma tensão elétrica. Além disso, o cálculo pode ser usado para materiais condutores específicos, isto é, não resistores elétricos.

Como calcular a Segunda Lei de Ohm

O cálculo da Segunda Lei de Ohm depende do comprimento do corpo, da resistividade elétrica e da área da seção transversal do material condutor. Veja como é essa fórmula de maneira quantitativa:

Em que:

  • ρ: resistividade elétrica (Ωm)
  • R: resistência elétrica (Ω)
  • L: comprimento do corpo (m)
  • A: área da seção transversal do corpo (m²)

Essa equação é uma das formas para encontrar a resistência elétrica de um determinado material condutor. Contudo, para um circuito elétrico, sob uma diferença de potencial, pode-se aplicar a Primeira Lei de Ohm.

Exemplos

Por medir e quantificar um fenômeno elétrico, essa lei física está muito presente no cotidiano do ser humano moderno. A seguir, veja dois exemplos de aplicação:

  • Chuveiro elétrico: quanto maior for a temperatura do chuveiro, menor será o comprimento da resistência;
  • Secador de cabelo: o funcionamento é parecido com o chuveiro elétrico, por isso, quanto menor for a temperatura, maior será o comprimento da resistência.

Note que a resistência elétrica de um determinado material depende da temperatura do resistor no momento. Além disso, a área da seção transversal deve ser considera na hora de calcular a resistência por meio da Segunda Lei de Ohm.

Vídeos sobre a Segunda Lei de Ohm

Os conteúdos sobre eletricidade podem ser muito abstratos. Entretanto, é importante conhecê-los para compreender melhor o mundo. Por isso, revise a matéria com uma seleção de vídeos que aprofunda o tema estudado.

Materiais bons e maus condutores

Os professores Claudio Furukawa e Gil Marques realizam um experimento ilustrativo da condutividade elétrica em diferentes materiais. Na prática, você verá como os materiais utilizados têm resistências distintas. Além disso, é uma ótima representação da Segunda Lei de Ohm.

Segunda Lei de Ohm

O professor Marcelo Boaro explica o que é a Segunda Lei de Ohm. Para isso, o docente aborda, em detalhes, as grandezas envolvidas. Além disso, Boaro ensina como a resistividade varia conforme a temperatura. Ao fim da aula, ele resolve um exercício de aplicação.

Resistividade elétrica de um condutor

A professora Erica explica como calcular a resistividade elétrica de um determinado material. Além de retomar os conceitos envolvidos na Segunda Lei de Ohm, a professora revisa os conteúdos de resistência elétrica, elementos de um cilindro e relações de proporcionalidade. Ao fim da aula, a docente resolve um exercício de aplicação.

Compreender os conceitos da eletricidade faz parte do cotidiano do ser humano moderno. Cada vez mais, é preciso conhecer o funcionamento dos aparelhos domésticos. Por isso, outro conceito de extrema importância e que deve ser estudado é a diferença de potencial.

Referências

Física III: Eletricidade e magnetismo (2016) – Hugh D. Young et al.
Física: Volume 3 (2008) – David Halliday et al.
Curso de Física Básica: Volume 3 (2014) – Herch Moysés Nussenzveig.

Hugo Shigueo Tanaka
Por Hugo Shigueo Tanaka

Divulgador Científico e co-fundador do canal do YouTube Ciência em Si. Historiador da Ciência. Professor de Física e Matemática. Licenciado em Física pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestre em Ensino de Ciências e Matemática (PCM-UEM). Doutorando em Ensino de Ciências e Matemática (PCM-UEM).

Como referenciar este conteúdo

Tanaka, Hugo Shigueo. Segunda Lei de Ohm. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/fisica/segunda-lei-de-ohm. Acesso em: 13 de May de 2022.

Exercícios resolvidos

1. [Uerj]

Em um experimento, quatro condutores, I, II, III e IV, constituídos por metais diferentes e com o mesmo comprimento e espessura, estão submetidos à tensão elétrica. O gráfico abaixo apresenta a variação da tensão U em cada resistor e função da corrente elétrica I.

O condutor que apresenta a maior resistividade elétrica é:
a) I
b) II
c) III
d) IV

Alternativa correta: A

Justificativa: de acordo com a Segunda Lei de Ohm, a resistividade é diretamente proporcional à resistência elétrica. A inclinação de cada curva do gráfico fornece a resistência elétrica. Dessa forma, a curva mais inclinada tem a maior resistência elétrica e a maior resistividade.

2. [Unifesp]

Você constrói três resistências elétricas, A, B e C, com fios de mesmo comprimento e com as seguintes características:

I. O fio de A tem resistividade 1,0 x 10–6 Ω·m e diâmetro de 0,50 mm.

II. O fio de B tem resistividade 1,2 x 10–6 Ω·m e diâmetro de 0,50 mm.

III. O fio de C tem resistividade 1,5 x 10–6 Ω·m e diâmetro de 0,40 mm.

Pode-se afirmar que:

a) A > B > C.

b) B > A > C.

c) B > C > A.

d) C > A > B.

e) C > B > A.

Alternativa correta: E
De acordo com a equação da Segunda Lei de Ohm, que determina a resistência dos materiais a partir de suas dimensões, a resistência é inversamente proporcional à área de secção transversal do fio e diretamente proporcional à resistividade e ao comprimento do fio. Sabendo que os comprimentos são os mesmos para os três fios:

O fio que possuir maior diâmetro, necessariamente, possuirá maior área de secção transversal, portanto, terá a menor resistência. Nesse aspecto, os fios A e B possuirão menor resistência e o fio C, por ter menor diâmetro, será o de maior resistência.

Como a resistividade é diretamente proporcional à resistência, entre os fios A e B, aquele que possuir maior resistividade terá maior resistência. Nesse aspecto, o fio B possui maior resistência do que o A.

Compartilhe

TOPO