Caixa de Pandora

O mito de onde saiu o dito popular "a esperança é a última que morre". Conheça a caixa de Pandora, artefato que liberou todos os males no mundo.

A origem dos males do mundo, mas também a perseverança humana. Conheça a história e o significado do mito grego da caixa de Pandora, a primeira mulher.

Índice do conteúdo:

O que é a caixa de Pandora

A caixa de Pandora é um objeto da mitologia grega, muito importante no famoso mito de Pandora, que foi a primeira mulher criada por Hefesto e Atena, a pedido de Zeus. Embora o artefato tenha se popularizado como uma “caixa”, nas versões primitivas do mito, encontra-se a palavra “jarro”.

A caixa foi um presente dos deuses, onde colocaram todos os males e as desgraças do mundo, como a guerra, a fome, a discórdia, as doenças. Na caixa havia, no entanto, um único dom, a esperança.

A expressão caixa de Pandora

Assim como todos os outros mitos, esse também tem como objetivo explicar a origem das coisas e dos fenômenos. Os mitos também influenciam nossa vida cotidiana e muitas vezes fazemos referências a eles. É o caso da expressão “caixa de Pandora”, que significa dizer “a origem de todos os males”. Quando se diz que alguém abriu a caixa de Pandora, que dizer que essa pessoa provocou coisas ruins.

O mito de Pandora

O mito é apresentado na obra Os Trabalhos e os Dias, do poeta grego Hesíodo. Aparece também na sua Teogonia, mas não é nomeado. Tudo começa com um plano de Zeus para se vingar do titã Prometeu, que era defensor da humanidade e muito inteligente. Prometeu foi o responsável por roubar o fogo de Zeus e dá-lo aos mortais.

Zeus, deus que mandava em todo o Olimpo e também era senhor dos homens, tinha proibido que o fogo fosse entregue aos homens, porque julgava ser exclusividade dos deuses. Por isso planejou sua vingança.

Zeus mobilizou todos os deuses do Olimpo. Hefesto, deus do fogo e dos metais, e Atena, deusa da justiça e da sabedoria, foram os responsáveis por criar Pandora – a primeira mulher a viver com os homens na Terra. Hefesto e Atena atribuíram à Pandora diversas qualidades como beleza, inteligência, graça, paciência, meiguice e habilidades artísticas e persuasão. Hermes, entretanto, colocou em seu coração a mentira e a astúcia.

Pandora foi enviada ao titã Epimeteu. Prometeu tinha dito ao seu irmão para não aceitar nenhum presente dos deuses, mas quando Epimeteu viu a beleza de Pandora, ele ignorou o conselho do irmão e se casou com ela.

Epimeteu ganhou dos deuses, como um presente de casamento, uma caixa, entregue por Pandora. Os dois foram advertidos, contudo, a nunca abri-la, então, guardou a caixa em sua casa, cercando-a de grades. Pandora, usando de suas qualidades, convenceu o marido a tirar a proteção da caixa. Ela não conseguiu conter sua curiosidade e abriu a caixa. Ao perceber que todos os males do mundo estavam saindo, ela tentou impedi-los e fechou a caixa, porém, todos foram liberados e apenas a esperança ficou presa.

Por fazer parte de uma tradição oral, a história do mito tem muitas versões. Essa é uma das mais conhecidas.

Significado

Esse mito explica a criação da mulher, expondo tanto suas qualidades quanto suas fraquezas. É também explicado a origem de todos os males que existem no mundo.

O mito da caixa de Pandora tem um caráter social bem explícito, porque coloca a mulher como uma figura desobediente, dissimulada, curiosa e que pode causar o mal, prejudicando a humanidade.

Desde sua origem, o mito tem um caráter social. Neste caso, a Caixa de Pandora passou a representar a maldade que pode vir dela, a desobediência e a curiosidade que prejudica o ser humano.

Outro significado é a persistência humana. Pandora, ao tentar fechar a caixa, mesmo com todas as situações negativas, mostra a perseverança da humanidade. Os significados antagônicos corroboram com a etimologia do nome Pandora, do grego, “a que tudo dá”, “a que possui tudo”, “a que tudo tira”.

3 vídeos para refletir sobre o mito

Os três vídeos que se seguem resumem o mito, cada um apresenta detalhes diferentes, uma vez que por ser de tradição oral, não existe uma única e oficial versão dele. Os vídeos também proporcionam alguns pensamentos interessantes sobre o mito: o que faríamos se tivéssemos a caixa?

Resumindo o mito

O vídeo do canal Foca na História conta o mito da caixa de Pandora, explicando a vingança de Zeus e os males que Pandora deixou escapar.

O que você faria se tivesse a caixa de Pandora?

Nesse vídeo do canal Superleituras, o mito também é explicado, além disso, são colocadas algumas questões para pensarmos. E se nós tivéssemos essa caixa? O que faríamos?

Analisando o mito

Guilherme, do canal Guilherme Analisa, explica a origem do mito de forma pormenorizada, explicando os feitos de Prometeu, a ira de Zeus. Nessa versão, Zeus entrega a caixa diretamente para Pandora.

Gostou dessa matéria que vimos sobre o mito de Pandora? Veja também sobre a Mitologia Nórdica.

Referências

Filosofando: introdução à filosofia. ARANHA, M. L. A., MARTINS, M. H. P. (2009).
Convite à Filosofia. CHAUÍ, M. (2000).

Marilia Duka
Por Marilia Duka

Graduada em Filosofia pela Universidade Estadual de Maringá em 2016. Graduanda do 4º ano de Letras Português/Francês na Universidade Estadual de Maringá.

Como referenciar este conteúdo

Duka, Marilia. Caixa de Pandora. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/filosofia/caixa-de-pandora. Acesso em: 23 de September de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [Concurso Itapevi-SP 2020]

O texto “A caixa de Pandora” é considerado um:
a) Conto.
b) Mito.
c) Lenda.
d) Sonho.
e) Notícia.

Alternativa B é a correta. O texto em questão é um mito.

2.

O mito da caixa de pandora representa:
a) a persistência humana e o amor;
b) a persistência humana e o ódio;
c) as mazelas do mundo e o amor;
d) as mazelas do mundo e o ódio;
e) a persistência humana e as mazelas do mundo.

Alternativa E é a correta. O mito representa tanto a persistência e a perseverança de passar por situações difíceis quanto a origem dos males existentes no mundo.

Compartilhe

TOPO