Natação

Natação é a capacidade dos seres vivos de utilizarem seus corpos para se deslocarem em meios líquidos, sendo transformada pelo ser humano em práticas de lazer, educação e competição.

A natação possui características e estilos variados de prática e nados, regulamentados em modalidades esportivas disputadas em todo o mundo. Portanto, confira nesta matéria quais são esses estilos e os tipos de nado que os compõem. Veja também os benefícios da prática regular da natação para o organismo, além de curiosidades a seu respeito. Acompanhe!

História da natação

Formas primitivas da natação foram praticadas pelos humanos ao longo de todo processo evolutivo, a partir da interação com o meio aquático. Inicialmente, essa interação se relacionava com a necessidade de sobrevivência, com a pesca e a superação de obstáculos como lagos, rios e mares para encontrar locais férteis, no caso dos povos caçadores-coletores e nômades. Posteriormente, na Grécia Antiga, a natação estabeleceu laços com saúde e condicionamento físico.

No Império Romano, a natação passa a compor o sistema educacional e surgem as primeiras piscinas. Embora perca força durante a Idade Média, com as críticas cristãs voltadas ao corpo, o Renascimento revigora a prática com a virada antropocêntrica. Assim, emergem os primeiros eventos de natação, organizados em Londres de 1837, e o primeiro livro de regras de natação, em 1874.

Natação no Brasil

Oficialmente, o esporte surge no Brasil com o Clube de Natação da União de Regatas Fluminense. Em 1898, esse clube organizou o primeiro campeonato brasileiro de natação, no Rio de Janeiro, disputado na modalidade 1.500 metros livres. A prova consistiu na travessia entre a Fortaleza de Villegagnon e a praia de Santa Luzia, tendo Abrahão Saliture como campeão, e o Brasil passou a disputar a natação olímpica em 1920.

Natação olímpica

Assumido seu caráter esportivo, a natação compõe os Jogos Olímpicos da Era Moderna desde sua primeira edição, em Atenas 1896. No entanto, até 1930 e 1940, aproximadamente, as disputas aconteciam em mar aberto. Só então a natação passou a ser disputada em piscinas e ambientes fechados. Com isso, o esporte passa a se reconfigurar, resultando nas provas que hoje compõem a natação olímpica. São elas:

  • 50 metros crawl (nado livre);
  • 100 metros crawl (nado livre);
  • 200 metros crawl (nado livre);
  • 400 metros crawl (nado livre);
  • 800 metros crawl (nado livre) feminino;
  • 1500 metros crawl (nado livre) masculino;
  • 100 metros costas;
  • 200 metros costas;
  • 100 metros peito;
  • 200 metros peito;
  • 100 metros borboleta;
  • 200 metros borboleta;
  • 200 metros medley;
  • 400 metros medley;
  • Revezamentos 4 x 100 metros livres;
  • Revezamentos 4 x 200 metros livres;
  • Revezamentos 4 x 100 metros estilo;
  • Maratona 10km.

Como é possível observar, as provas são organizadas conforme distância e tipos de nado. Desse modo, conheça as modalidades da natação e entenda os tipos de nado utilizados.

Modalidades

Alguns estilos da natação constituem modalidades distintas, regidas pela Federação Internacional de Natação (FINA). Esse é o caso da natação pura, do polo aquático, do mergulho, da natação de águas abertas, do nado sincronizado e dos saltos ornamentais. Conheça mais a respeito dessas modalidades a seguir:

Natação pura

Esse esporte é praticado em piscinas, com intuito de determinar o nadador mais rápido entre os competidores. As piscinas podem ser de 25 ou 50 metros de extensão, com 8 pistas de 2,5 metros de largura. Atualmente, envolve as 34 provas (17 masculinas e 17 femininas), reconhecidas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), que compõem a natação olímpica, disputadas conforme os seguintes tipos de nado:

Tipos de nado

  • Crawl: também chamado de nado livre, esse estilo é considerado o mais eficiente para alcançar velocidade na água. Nele, as pernas impulsionam o corpo com um movimento de “tesoura”, e as movimentações de braços são alternadas e aceleradas. Outra característica desse estilo é a respiração lateral, que pode ter seu ritmo variado, conforme a técnica de respiração utilizada.
  • Peito: esse estilo é mais lento em relação aos demais, devido à recuperação (movimentação de braço) que ocorre em imersão. Em contrapartida, é o estilo de nado com maior potencial de força. Nele, os braços realizam um movimento de “remada”, caracterizado pela rotação de cotovelo. A braçada é complementada pela pernada, caracterizada como um “chute” da água com a parte interna dos pés. Juntas, essas duas movimentações impulsionam o deslocamento.
  • Borboleta: o estilo borboleta é o tipo de nado mais atrativo e também o de maior complexidade de execução do movimento. Ele deriva do estilo peito, com movimentação de braços simultâneos acima da superfície da água, enquanto as pernas são movimentadas em ondas, simulando o nado “sereia”.
  • Costas: Esse estilo é caracterizado pela posição decúbito dorsal, o que exige do nadador um senso de direção apurado, para manter o alinhamento e fluxo do movimento. A dinâmica do nado é semelhante à do estilo crawl, com giro alternado de braços e pernas simultâneas. No entanto, as mãos devem puxar a água, impulsionando o movimento.

Polo aquático

Essa modalidade constitui um jogo esportivo em que duas equipes buscam finalizar uma bola ao gol, localizado nas extremidades da piscina em que o jogo ocorre. Cada equipe é composta por sete jogadores, podendo ter até seis reservas. Além disso, cada equipe tem até 30 segundos para finalizar a jogada, sendo o jogo organizado em quatro tempos de oito minutos cada.

Mergulho

Essa prática aquática pode ser realizada tanto esportivamente quanto como atividade de lazer. Ainda, a prática de submergir na água possui duas categorias: livre (controle da respiração por apneia durante a submersão), praticada por esportistas e amadores, e dependente (com uso de aparelhos como cilindros de ar comprimido, roupas de isolamento térmico, nadadeiras e lanternas), praticada por mergulhadores profissionais.

Natação de águas abertas

Essa prática consiste na natação que ocorre em rios, mares ou lagos, geralmente sob a forma de travessias, podendo ou não ser organizada como prática esportiva. Como prática esportiva, também é designada natação de fundo, natação de longa distância ou maratona aquática. Esse esporte compreende competições de 5km, 10km e 25km, disputadas por homens e mulheres em todo o mundo.

Nado sincronizado

Esse esporte se caracteriza pela união entre dança e ginástica, convergindo em performances aquáticas com acompanhamento musical. Podendo ser disputado nas categorias individual, dueto ou conjunto, os atletas devem apresentar uma sequência de movimentos sincronizados entre si e no ritmo da música. Para isso, fazem uso de um espaço de 12×12 metros de uma piscina com 3 metros de profundidade. No entanto, não podem tocar o fundo ou as bordas.

Saltos ornamentais

Nesse esporte, os atletas saltam de uma plataforma ou de um trampolim para uma piscina, devendo realizar elementos acrobáticos e se preparar para o mergulho durante a queda. A altura dos trampolins geralmente é de 1 a 3 metros acima da água, enquanto as plataformas ficam entre 5 e 10 metros acima da água. Ainda, os movimentos podem partir de três posições básicas: estendido, grupado e carpado.

Agora que você já conhece as modalidades da natação, é importante entender algumas regras que regulamentam essas práticas. Confira a seguir!

Regras

As regras oficiais do esporte, estabelecidas pela FINA e pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), versam, de modo geral, sobre a organização de competições e séries eliminatórias, semifinais e finais, a partida, os tipos de nado, a prova de natação, o registro de tempo, os recordes mundiais e o procedimento eletrônico. Em relação à prova e aos tipos de nado, é importante ressaltar que:

  • Nas provas de livre, peito, borboleta e medley, a partida é iniciada por meio de salto (mergulho), saindo do bloco de partida, ao sinal do juiz;
  • A partida para as provas de costas e revezamento medley é iniciada dentro da água, e qualquer nadador que parta antes do sinal de partida é desclassificado;
  • Todas as provas individuais devem ser separadas por sexo;
  • Em todas as provas, o nadador deve fazer contato físico com a borda na virada. Por sua vez, a virada deve ser feita contra a borda da piscina, e não é permitido andar ou tomar impulso no fundo da piscina durante a prova;
  • Os membros de uma equipe de revezamento e sua ordem de competir devem ser definidos e apresentados aos árbitros antes da prova;
  • Qualquer membro da equipe de revezamento pode competir em uma prova somente uma vez;
  • Com exceção das provas medley individual ou revezamento medley, nas provas de nado livre, os nadadores podem nadar qualquer estilo diferente de costas, peito e borboleta;
  • Para iniciar o nado costas, os competidores devem estar alinhados à borda da piscina, na água, de frente para a cabeceira de saída, com ambas as mãos colocadas nos suportes de agarre;
  • A partir da saída e durante a prova, o ciclo do nado peito deve ser uma braçada e uma pernada, nessa ordem. Além disso, todos os movimentos dos braços devem ser simultâneos e no mesmo plano horizontal, sem movimentos alternados;
  • No estilo borboleta, ambos os braços devem ser levados simultaneamente à frente por sobre a água e trazidos para trás por baixo da água durante todo o percurso. Portanto, todos os movimentos para cima e para baixo das pernas devem ser simultâneos;
  • Na prova de medley individual, o nadador nada os quatros nados na seguinte ordem: borboleta, costas, peito e livre. Já nas provas de revezamento medley, os nadadores nadam na seguinte ordem: costas, peito, borboleta e livre. Nesse estilo, cada nado deve percorrer um quarto (1/4) da distância.

Essas são algumas regras gerais estabelecidas para as disputas oficiais da natação. Agora que você já as conhece, veja também os benefícios da natação.

Benefícios da natação

Agora que você já conhece as modalidades, características e os estilos de nado da natação, é importante saber também que essa prática promove inúmeras alterações fisiológicas benéficas ao organismo. Desse modo, veja os benefícios da natação para aqueles que a praticam regularmente:

  • A natação favorece a tonificação dos músculos e o desenvolvimento da musculatura corporal como um todo, uma vez que gera trabalho de resistência.
  • Ao fortalecer os músculos que sustentam os pulmões e estimular a dilatação dos brônquios, a natação também aprimora o sistema respiratório e favorece o aumento da oxigenação dos pulmões.
  • Também fortalece as articulações do corpo humano, devido ao aumento do tônus muscular, associado ao aumento do tamanho dos músculos e ao fortalecimento dos tendões, e à lubrificação articular, associada ao aumento no estímulo da produção de líquido lubrificante e ao baixo impacto da natação.
  • A constância da prática estimula o sistema musculoesquelético e gera readequações fisiológicas no organismo, como facilitação do transporte de oxigênio e nutrientes para órgãos e células do corpo e melhora das atividades do sistema sanguíneo.
  • Os movimentos musculares do trabalho respiratório ajudam a fortalecer a musculatura do coração, tornando-o capaz de bombear mais sangue ao organismo com menor esforço e diminuindo a frequência cardíaca de repouso.
  • A natação reduz o nível de estresse, pois desencadeia a regulação hormonal, a redução de cortisol (um dos hormônios relacionados ao estresse e à ansiedade) e o aumento da endorfina (hormônio associado à satisfação, ao prazer e ao bem-estar).
  • A prática regular auxilia no emagrecimento saudável, devido a alterações na atividade metabólica.

Esses são alguns dos benefícios atribuídos à prática regular da natação. Além disso, esse esporte apresenta elementos bastante curiosos a seu respeito. Conheça-os a seguir!

Curiosidades

Para você conhecer mais a respeito da natação, separamos curiosidades a respeito do esporte. Acompanhe!

  • Apesar de a natação compor os Jogos Olímpicos desde sua primeira edição, nesta só foram disputadas as provas de 100 metros livre para marinheiros e 100, 500 e 1.200 metros livre e na modalidade masculina.
  • A modalidade feminina do esporte só foi incluída nos Jogos Olímpicos na edição de Estocolmo 1912, na Suécia, em que foram disputadas as provas 100 metros livre e 4×100 metros livre.
  • O Brasil comemora o dia da natação em 8 de abril, data criada com a intenção de promover o esporte no país.
  • As piscinas eram utilizadas como criadouros de peixes, passando a serem usadas para banhos públicos e atividades recreativas e, só posteriormente, para a prática esportiva da natação. Com isso, passam a ser limpas e tratadas para manter a higiene e a saúde dos atletas.
  • A natação é o único esporte com prática recomendada para os indivíduos desde seu nascimento. Essa indicação se deve aos seus significativos efeitos positivos no desenvolvimento motor e cognitivo infantil, decorrentes de estímulos da prática regular de atividades aquáticas.

Essas são algumas das diversas curiosidades que perpassam e compõem a natação. Ficou interessado em saber mais sobre esse esporte? Então, confira os vídeos a seguir!

Veja mais sobre a natação!

A seguir, você encontra vídeos complementares ao conteúdo abordado para conhecer mais a respeito desse esporte. Além disso, também há demonstrações dos movimentos abordados na matéria. Confira!

Estilos de nado

Esse vídeo demonstra os quatro estilos de nado apresentados nesta matéria. Assista para ver suas formas de execução!

Regras do esporte

iStock

Aqui, são ilustradas algumas regras da natação, complementando as abordadas acima. Você pode visualizar como devem ser realizadas as viradas em cada estilo de nado, além de detalhes a respeito da piscina e de seus elementos. Assista ao vídeo completo!

Equipamentos e vestimentas do esporte

Esse vídeo comenta sobre as modalidades citadas na matéria. Além disso, apresenta equipamentos utilizados em aulas de natação e características das vestimentas do esporte. Saiba mais sobre elas!

Como vimos, a natação é uma prática esportiva com vários benefícios para o organismo, sendo configurada em diversas modalidades e podendo ser praticada por todas as pessoas. Continue aprendendo sobre a diversidade do universo das práticas corporais conferindo também sobre as danças folclóricas!

Referências

Ensinando Natação (1997) – William Urizzi de Lima
Natação: saltos Ornamentais, Polo Aquático & Nado Sincronizado (2012) – SESI-SP
Natação e atividades aquáticas: subsídios para o ensino (2010) – Paula Henteschel Lobo da Costa

João Paulo Marques
Por João Paulo Marques

Bacharel em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Pesquisador integrante do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (GPCCL/UEM/CNPq) e do Grupo de Estudos Foucaultianos (GEF/ UEM/CNPq). Pesquisas focalizando Cultura Física, Discurso, Corpo e Subjetividade.

Como referenciar este conteúdo

Marques, João Paulo. Natação. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/educacao-fisica/natacao. Acesso em: 22 de September de 2020.

Exercícios resolvidos

1. [UEM/2013]

Marcel Mauss, antropólogo francês que viveu entre o final do século XIX e o início do século XX, relata, no capítulo intitulado Técnicas Corporais, como aprendeu a nadar: “Outrora nos ensinavam a mergulhar depois de ter aprendido a nadar. E quando nos ensinavam a mergulhar, nos diziam para fechar os olhos e depois abri-los dentro d’água. Hoje a técnica é inversa. Começa-se toda aprendizagem habituando a criança a ficar dentro d’água de olhos abertos.” (MAUSS, M. Sociologia e antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2003, p. 402). Sobre a técnica corporal da natação e sobre seu aprendizado, assinale o que for correto.

01) O aprendizado da natação é fácil e rápido, pois, no meio líquido, o praticante consegue passar por um processo progressivo de relaxamento.
02) O aprendizado da natação tem como objetivo principal possibilitar aos alunos um conjunto de habilidades que os levem a se deslocar de forma autônoma no meio aquático.
04) A natação é uma modalidade individual organizada por estilos e por provas. Os estilos são nado livre, nado de costas, nado de peito, nado borboleta e nado medley, que combina dois estilos: costas e peito.
08) Atualmente, o crawl é a única modalidade realizada nas provas de nado livre, pois é a forma de propulsão que apresenta melhor rendimento.
16) O nado borboleta começou a se modificar por meio do nado peito, a partir da década de 1930, e, somente em 1950, tornou-se um estilo próprio de competição.

Resposta: 26 (02-08-16).

2. [UFPR/2017]

A piscina usada nas competições de natação das Olimpíadas Rio 2016 possui as medidas oficiais recomendadas: 50 metros de extensão, 25 metros de largura e 3 metros de profundidade. Supondo que essa piscina tenha o formato de um paralelepípedo retângulo, qual dos valores abaixo mais se aproxima da capacidade máxima de água que essa piscina pode conter?

A) 37.500 litros.
B) 375.000 litros.
C) 3.750.000 litros.
D) 37.500.000 litros.
E) 375.000.000 litros

Resposta: C

Resolução:
O volume da piscina é dado por: 50m x 25 m x 3m = 3750 m3.
Como 1m3 = 1.000 L, tem-se que a capacidade máxima dessa piscina é de 3750 x 1.000 = 3.750.000 litros.

Compartilhe

TOPO