Brincadeiras de Festa Junina

Brincadeiras de festa junina são jogos e atividades lúdicas praticadas nessa festa tradicional brasileira.

As Festas Juninas são festivais multiculturais tradicionalmente comemoradas no Brasil no mês de junho. Eles compõem a cultura brasileira e são constituídas de diversos elementos, entre eles, as brincadeiras. Portanto, para ampliar seus conhecimentos a respeito dessa manifestação cultural, nesta matéria você conhecerá 20 brincadeiras de Festa Junina.

Índice do conteúdo:

20 brincadeiras de Festa Junina

Veja a seguir algumas brincadeiras de Festa Junina que podem compor suas festividades, incluindo descrições e também sugestões de confecção e adaptação de materiais:

1. Quadrilha

iStock

A quadrilha junina é a brincadeira mais tradicional dessa festividade. Ela consiste na encenação de um casamento do interior que culmina em um grande “baile na roça”. As personagens usam vestes típicas, feitas de chita, além de chapéus de palha, e adornos para dançar a quadrilha. Durante a dança, um narrador indica as ações tradicionais e conduz o grande baile (balancê, passeio na roça, túnel, caracol).

2. Jogo das argolas

O objetivo dessa brincadeira é acertar as argolas nas garrafas. Para isso, cada jogador possui dez tentativas, cada uma correspondente a uma argola a ser lançada. As formas de pontuação podem ser por número de garrafas acertadas ou por quais garrafas foram acertadas. Nesse caso, a ideia é que as garrafas mais difíceis de serem acertadas possuam pontuações maiores em relação às demais.

Para realizar o jogo são utilizadas dez garrafas (pet ou vidro) e as argolas (plástico, papelão ou outro material). No entanto, as garrafas podem ser substituídas por pinos de madeira, papelão ou material similar. As dez garrafas devem, então, ser dispostas em um local específico, seja no formato de pirâmide/triângulo ou outro. Elas podem ainda ser pintadas ou enfeitadas para demarcar suas respectivas pontuações e também compor a decoração temática.

3. Pescaria

iStock

Essa brincadeira simula uma pescaria em que o objetivo é pegar peixes de mentira utilizando uma vara de pesca. Para essa brincadeira, uma bacia ou uma caixa maior podem ser preenchidos com areia ou com água. No caso da areia, peixes de papelão, plástico ou madeira podem ser colocados no local. Já na água, são geralmente usados peixes de plástico ou madeira, pois eles devem permanecer boiando.

Os peixes usados para a brincadeira devem possuir uma argola em ponto visível, onde será encaixado o anzol da vara de pescar do jogador. Outra ideia para essa brincadeira é o uso de imãs ao invés de anzóis (ou armações similares) e argolas. Assim, os peixes podem ser definidos por numerações ou outra forma de marcação que permita a atribuição de um brinde ao jogador que o pescar.

4. Rabo do burro

Essa brincadeira junina é bem simples e divertida. Para brincar é preciso colar um desenho de um burro sem rabo na parede, em tamanho grande. Com material de tecido, crepom ou outro, faz-se um rabo solto, com uma fita adesiva na ponta. Assim, o objetivo do jogador é, de olhos vendados, caminhar até a figura e colar o rabo do burro no lugar correto.

5. Corrida de saco

iStock

Nessa brincadeira há um percurso a ser percorrido pelos jogadores para classificar os vencedores. No entanto, para isso, cada participante deve vestir um saco até a altura da cintura, segurando-o com as mãos e mantendo-se dentro dele até o fim da corrida. Assim, ao ser autorizada a largada, os participantes saltam/pulam até a linha de chegada, disputando a melhor colocação. Entretanto, caso caia no caminho, o participante deve ser desclassificado.

6. Correio elegante

O correio elegante é uma brincadeira bem comum em festas juninas. Ela consiste em distribuir mensagens de afeto aos participantes da festa, podendo ser anonimamente ou identificadas. Há, portanto, mensageiros que recebem e entregam as mensagens aos destinatários, seja verbalmente ou por escrito. Do mesmo modo, há quem peça para que as mensagens sejam transmitidas publicamente ou ainda envie presentes com as mensagens.

7. Tomba latas

iStock

Essa brincadeira junina pode ser feita com qualquer tipo de lata (leite em pó, achocolatado, milho, etc.), podendo ser decoradas com a temática. Assim, para o jogo, será preciso dez latas de mesmo tamanho, empilhadas em formato piramidal, umas sobre as outras.

Com a estrutura estabilizada, o jogador se posicionará à distância das e arremessará bolas de borracha ou de outro material (papel, meia) com o intuito de derrubá-las. Contudo, o número de tentativas é reduzido, variando entre uma e três. Aquele que derrumar mais latas é o vencedor.

8. Bingo

Nessa brincadeira, cada jogador usa de uma a quatro cartelas com 24 números aleatórios entre 1 e 75. Um número é sorteado a cada rodada e o jogador confere se ele está em sua(s) cartela(s). Assim, os prêmios são distribuídos conforme vão sendo completados determinados espaços (linhas, colunas, cantos, diagonais e cheia) da cartela. É diversão garantida para todas as idades!

9. Corrida do ovo na colher

iStock

Essa brincadeira consiste em transportar o ovo de um ponto a outro, equilibrando-o em uma colher. Na brincadeira original, esse transporte é feito com a colher na boca e as mãos nas costas, tornando o trajeto mais complexo e a brincadeira mais desafiadora. No entanto, para crianças pequenas, é recomendado que o transporte seja feito com as mãos.

10. Corrida do milho

Essa brincadeira caricata é bem fácil de ser feita. Para brincar da corrida do milho, você vai precisar de uma vasilha com grãos de milho, de colheres e de copos (ou outro recipiente). A vasilha com os milhos e os corpos devem ser colocados em extremidades opostas em uma distância determinada pelos participantes da dinâmica.

A corrida do milho pode ser feita entre dois ou mais jogadores e o objetivo dessa brincadeira é que eles transportem os grãos da vasilha aos respectivos corpos utilizando apenas uma colher. Assim, aquele que encher primeiro o corpo com milhos ganha a brincadeira. Para incrementar a brincadeira, pode ser concedida uma prenda ao primeiro colocado.

11. Cabo de guerra

iStock

O objetivo do cabo de guerra consiste em puxar a corda de modo que os jogadores oponentes ultrapassem o local demarcado. Para essa brincadeira é preciso, então, de uma corda e de um tecido, ou outro objeto que possa ser usado para demarcação da corda. Assim, os participantes se dividem em dois grupos para brincar, utilizando força e estratégia coletiva para vencer.

12. Boca do palhaço

Essa brincadeira de precisão consiste em arremessar e acertar uma bola de tênis ou similar em um buraco feito na boca do palhaço. Assim, em um pedaço de papelão ou estrutura parecida, é necessário desenhar o rosto de um palhaço em tamanho grande. Após o desenho, deve-se recortar um buraco em sua boca e fixar a estrutura em algum local. Por fim, define-se uma distância para o arremesso.

13. Caixa secreta

iStock

Essa brincadeira é pouco comum em festas juninas, mas é um ótimo entretenimento, além de estimular a capacidade tátil e perceptiva. Para brincar de caixa secreta, é preciso uma caixa com tampa ou em que seja possível fazer um furo grande o suficiente para caber a mão dos jogadores.

Além disso, é preciso também alguns objetos para serem colocados na caixa. Assim, com esses itens arranjados, a brincadeira pode ser iniciada. O objetivo é que os participantes coloquem a mão na caixa e descubram qual item está lá dentro. Para isso, no entanto, não é permitido olhar o objeto, apenas senti-lo com a mão.

14. Corrida das três pernas

Para essa brincadeira é preciso ao menos duas duplas para disputarem a corrida. Assim, cada integrante da dupla deve unir uma de suas pernas à do companheiro. Para isso, podem ser utilizados tiras de tecido, fita ou outros materiais. Unidas as pernas, as duplas são posicionadas e autorizadas a iniciarem a corrida, devendo correr juntas até a chegada para concluir a brincadeira.

15. Pegue o porco

Dana

Realizada principalmente com crianças pequenas, essa brincadeira é uma adaptação de jogos do interior realizados com porcos, galinhas, bezerros e outros animais. Para realiza-la, é preciso balões e canetas para fazer os porquinhos. Além disso, é preciso também de um “chiqueiro” – um local para coloca-los quando capturados. Depois disso é só soltar os porquinhos no “curral”, orientar os pequenos e deixa-los se divertir.

16. Dança da laranja

Para quem gosta de dançar, essa brincadeira é ideal! Ela consiste em uma disputa de dança em que, para ganhar, é preciso muita sintonia com o parceiro. Isso porque, nessa brincadeira, ambos devem equilibrar a laranja entre suas cabeças durante a dança, apoiando-a na testa. Vence a brincadeira o último par a deixar cair a fruta, que não precisa, necessariamente, ser uma laranja.

17. Maçãs na água

iStock

Dentre as brincadeiras de Festa Junina, a maçãs na água é bem divertida e desafiadora. Ela consiste em uma variação da pescaria e pode ser realizada em rodadas, acrescidas ou não de outros desafios (os temidos “micos”). Para brincar, as maçãs devem ser colocadas em um recipiente com água, de modo que fiquem flutuando. Assim, para pegá-las, os participantes devem utilizar apenas a boca, mantendo as mãos atrás do corpo.

18. Pau de sebo

Essa brincadeira típica é sempre encontrada em festas juninas. Seu objetivo consiste em chegar até o topo do pau (geralmente uma tora de madeira longa) e retirar a prenda colocada lá. No entanto, os preparativos dessa brincadeira incluem lixar o tronco e lambuza-lo com graxa, sebo de boi ou outro tipo de cera. Com isso, o objetivo torna-se mais difícil de ser alcançado, pois, o pau fica extremamente escorregadio.

19. Bolinhas de sabão

iStock

Outra atividade que faz sucesso entre as brincadeiras de Festa Junina são as bolhas de sabão. Quanto mais e maiores, melhor! Essa é uma ótima sugestão para estimular o contato com a natureza e brincadeiras ao ar-livre. As bolhas podem ser feitas com brinquedos próprios, comercializados, ou feitos com barbante e palitos.

Para fazer o suporte (chamado de “vareta mágica”) são necessários dois palitos de churrasco e barbante. Então, é preciso amarrar as pontas de um pedaço de barbante às pontas dos dois palitos e, nessas mesmas pontas, amarrar outro pedaço de barbante em formato de “U”. Quanto maior o espaço entre os palitos, maiores as bolhas. Depois é só mergulhar a vareta mágica em uma mistura com sabão e se divertir!

20. Pula fogueira

Embora essa seja uma brincadeira bem tradicional em Festas Juninas, é considerada perigosa, devido ao risco de queimaduras envolvendo o fogo da fogueira. Por isso, uma adaptação é fundamental para poder ser praticada de maneira segura. É possível, então confeccionar uma fogueira de papel. Para isso, são necessários alguns materiais, como: papelão, rolos de papel toalha ou papel higiênico e papel crepom nas cores vermelha, amarela e laranja.

Para confeccionar a fogueira com esses materiais, é preciso fixar os rolos de papel como se fossem as madeiras da fogueira. Uma possibilidade é colá-los em uma estrutura de papelão. As folhas de papel crepom podem ser usadas para “acender” a fogueira, sendo organizadas na estrutura para simular as chamas. Uma alternativa é pintar folhas de jornal ou sulfite. Após acender a fogueira de mentirinha, é só brincar e se divertir.

A tradição de comemorar Festas Juninas no Brasil faz com que diversas atividades componham essa manifestação cultural. Aqui foram apresentadas apenas algumas delas. Para saber mais sobre essas atividades e complementar seu conhecimento a respeito, confira os vídeos disponibilizados a seguir.

Saiba mais sobre as brincadeiras de Festa Junina

A seguir veja alguns vídeos sobre as brincadeiras de Festa Junina e complemente o conteúdo apresentado na matéria:

Pula fogueira

A brincadeira de pular a fogueira é uma das mais típicas das festas juninas, sendo utilizado acompanhamento musical para que aconteça. Nesse vídeo, a professora Simone de Souza realiza essa brincadeira com uma fogueira confeccionada com material alternativo, demonstrando como praticá-la. Assista para aprender e brinca junto!

Como fazer uma fogueira de papel?

Entre as brincadeiras apresentadas anteriormente, a de pular fogueira é bem popular e faz a alegria dos pequenos. No entanto, devido ao risco que as chamas da fogueira oferecem, uma sugestão é produzir uma fogueira com material alternativo para as festividades. Desse modo, assista ao vídeo e veja como fazer uma fogueira com EVA e papel celofane colorido.

Corrida do milho

Esse vídeo demonstra como realizar a brincadeira da corrida do milho. Além disso, o vídeo apresenta elementos caricatos das festas juninas, como vestimenta e fala “caipiras”. Assista para entender como essa brincadeira é realizada e entre no clima das Festas Juninas.

As brincadeiras de Festa Junina são aspectos importantes na caracterização dessa festividade. A relevância de conhecê-las reside, sobretudo, no fato de que essa manifestação é uma tradição que compõe a cultura popular brasileira e, portanto, faz parte da história do país. Continue seus estudos e conheça a história do Folclore brasileiro.

Referências

Festas juninas, festas de São João: origens, tradições e história – Lúcia Helena Vitalli Rangel (2008)

João Paulo Marques
Por João Paulo Marques

Professor mestrando em Educação Física formado pela Universidade Estadual de Maringá. Pesquisador integrante do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (GPCCL/UEM/CNPq) e do Grupo de Estudos Foucaultianos (GEF/ UEM/CNPq). Temáticas estudadas envolvem corpo, subjetividade, discurso, cultura e saúde.

Como referenciar este conteúdo

Marques, João Paulo. Brincadeiras de Festa Junina. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/dicas/brincadeiras-de-festa-junina. Acesso em: 30 de June de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [CEDU-ES/2010]

A cultura tradicional da dança no Brasil expressa a imensa riqueza do caráter multifacetado e único do país. A dança é bastante diversificada quanto à sua natureza geográfica, étnica, histórica e cultural, e esse caráter legitima a importância regional e nacional das suas várias manifestações. Quanto às manifestações da dança no Brasil, julgue o item seguinte.

Em várias regiões do país, principalmente no Nordeste, o forró e a quadrilha são dançados em 24 de junho, dia de São João, data considerada como ápice das festas juninas.

( ) Certo
( )Errado

A alternativa está correta.

Como comentado, a quadrilha é uma das brincadeiras das Festa Junina. Além disso, nesse mês são homenageados mais dois santos da tradição cristão, além de São João Batista: São Pedro e Santo Antônio.

2. [ENEM/2017]

É dia de festa na roça. Fogueira posicionada, caipiras arrumados, barraquinhas com quitutes suculentos e bandeirinhas de todas as cores enfeitando o salão. Mas o ponto mais esperado de toda a festa é sempre a quadrilha, embalada por música típica e linguajar próprio. Anarriê, alavantú, balancê de damas e tantos outros termos agitados pelo puxador da quadrilha deixam a festa de São João, comemorada em todo o Brasil, ainda mais completa.

Embora os festejos juninos sejam uma herança da colonização portuguesa no Brasil, grande parte das tradições da quadrilha tem origem francesa. E muita gente dança sem saber.

As influências estrangeiras são muitas nas festas dos três santos do mês de junho (Santo Antônio, no dia 13, e São Pedro, no dia 29, completam o grupo). O “changê de damas” nada mais é do que a troca de damas na dança, do francês “changer”. O “alavantú”, quando os casais se aproximam e se cumprimentam, também é francês, e vem de “en avant tous”. Assim também acontece com o “balancê”, que também vem de bailar em francês.

(SOARES, L. Disponível em: http://gazetaonline.globo.com. Acesso em: 30 jun. 2015 – adaptado)

Ao discorrer sobre a festa de São João e a quadrilha como manifestações da cultura corporal, o texto privilegia a descrição de:

I) movimentos realizados durante a coreografia da dança.
II) personagens presentes nos festejos de São João.
III) vestimentas utilizadas pelos participantes.
IV) ritmos existentes na dança da quadrilha.
IV) folguedos constituintes do evento.

A resposta correta é a alternativa I.

O texto privilegia a descrição de movimentos que compõem as coreografias de quadrilha, uma das brincadeiras da Festa Junina. A quadrilha refere-se ao baile que ocorre após a encenação do casamento caipira.

Compartilhe

TOPO