Pirâmides ecológicas

As pirâmides ecológicas representam graficamente as interações tróficas entre os organismos em um ecossistema.

A cadeia alimentar representa o fluxo de matéria e energia que é transferido de um ser vivo para outro, tendo início com os produtores e fim com os decompositores. As pirâmides ecológicas são as representações gráficas desse fluxo. Na base da pirâmide sempre estão localizados os produtores, seguidos pelos consumidores primários, secundários e terciários. Veja a seguir os tipos de pirâmides ecológicas e entenda as suas diferenças e importância para a ecologia.

Pirâmide de número

Exemplo de pirâmide de número. A) direta e B) invertida.

Essa forma de representação se refere ao número de indivíduos em cada nível trófico em um ecossistema. Assim, a pirâmide pode ser direta, em que a base é maior por conta do elevado número de produtores, enquanto os demais níveis são menores. Ou pode ser uma pirâmide invertida com uma base é menor em relação aos outros níveis. Isso pode acontecer quando o produtor é uma única árvore de grande porte ou há parasitas nos consumidores.

Pirâmide de biomassa

Exemplo de pirâmide de biomassa. A) direta e B) invertida.

A pirâmide de biomassa representa a quantidade de biomassa existente em cada nível. Ou seja, representa a quantidade de matéria orgânica presente nos organismos. Semelhante à pirâmide de número, a de biomassa pode ser direta ou invertida. Geralmente, a pirâmide direta representa uma cadeia alimentar em ecossistemas terrestres. Enquanto a invertida, retrata um ecossistema aquático, pois organismos como o fitoplâncton possuem ciclo de vida curto e não acumulam muita biomassa.

Pirâmide de energia

Exemplo de pirâmide de energia.

Essa categoria de pirâmide mostra a quantidade de energia total existente em cada nível trófico. Ela sempre é uma pirâmide direta, porque representa a produtividade primária e secundária do ecossistema. Assim, o fluxo de energia na cadeia alimentar diminui a cada nível trófico. Isso porque apenas uma parte da energia é incorporada, já que a outra parte é dissipada para o ambiente em forma de calor.

A importância das pirâmides ecológicas

As pirâmides ecológicas são muito importantes, visto que as figuras são uma forma rápida e direta de compreender um determinado assunto. Assim, as pirâmides auxiliam na análise e no entendimento do funcionamento de um ecossistema, possibilitando a compreensão das interações tróficas na cadeia alimentar.

A diferença entre as pirâmides ecológicas

As pirâmides ecológicas diferem quanto ao que representam, ou seja, cada uma tem um objetivo na sua representação. Dessa forma, como falado anteriormente, podem ser divididas em relação ao número, biomassa ou energia. Além disso, a distribuição dos retângulos para cada nível trófico pode ser do tipo direto ou invertido. Porém, apenas a pirâmide de energia não apresenta a pirâmide invertida.

Vídeos sobre pirâmides ecológicas

A seguir, confira uma seleção de videoaulas sobre o assunto. Aproveite o momento para aprofundar seus conhecimentos e tirar todas as dúvidas!

Cadeia e teia alimentar

Para compreender o assunto estudado neste texto, é preciso relembrar de vários conceitos como cadeia alimentar, níveis tróficos, teia alimentar e muito outros. Então, confira no vídeo a explicação do professor Guilherme sobre as relações ecológicas dos organismos e o fluxo de energia.

Diferenciando as pirâmides ecológicas

Aqui, você encontra uma aula bem completa sobre o assunto. Veja o vídeo as características de cada tipo de pirâmides ecológicas e como elas podem ser representadas. Vale a pena conferir e fazer uma revisão.

Exemplos de pirâmides ecológicas

Assista ao vídeo e entenda através de exemplos as principais diferenças entre as pirâmides ecológicas. Essa é uma ótima maneira de tirar as suas dúvidas.

Em conclusão, as pirâmides ecológicas ilustram graficamente as interações tróficas entre os organismos na cadeia alimentar. Continue seus estudos em biologia e leia mais sobre sucessão ecológica e entenda as mudanças que podem ocorrer em um ecossistema ao longo dos anos.

Referências

A economia da natureza – Robert Ricklefs & Rick Relyea (2017)

Princípios integrados de zoologia – Cleveland P. Hickman, Larry S. Roberts & Susan L. Keen (2016)

Gabriela Naomi
Por Gabriela Naomi

Acadêmica de último ano de Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Possui experiência na área de limnologia, com ênfase em ecologia de zooplâncton pela mesma universidade.

Como referenciar este conteúdo

Tanaka Santos, Gabriela Naomi. Pirâmides ecológicas. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/biologia/piramides-ecologicas. Acesso em: 30 de July de 2021.

Exercícios resolvidos

1. [UNESP - 2005]

As cadeias alimentares podem ser representadas graficamente por pirâmides ecológicas nas quais cada degrau representa um nível trófico. As pirâmides podem representar o número de indivíduos, a biomassa ou a energia em cada nível da cadeia, e a extensão de cada degrau depende dos componentes do nível. Uma pirâmide invertida, com a base menor e o topo maior, poderia representar:

a) A energia ou a biomassa, mas não o número de indivíduos;
b) A energia, mas não a biomassa ou o número de indivíduos;
c) O número de indivíduos ou a biomassa, mas não a energia;
d) O número de indivíduos ou a energia, mas não a biomassa;
e) O número de indivíduos, a biomassa ou a energia.

A alternativa correta é c) O número de indivíduos ou a biomassa, mas não a energia.

A pirâmide de energia nunca poderá ser invertida. Isso porque parte da energia se perde ao longo dos níveis tróficos. As pirâmides invertidas podem ser representações de uma única árvore, no caso da pirâmide de indivíduos/número ou de ecossistemas aquáticos, no caso da pirâmide de biomassa.

2. [Fuvest-SP]

Considere o seguinte diagrama que representa uma pirâmide de números.
Em qual das alternativas estão corretamente relacionados os organismos indicados no diagrama, na ordem I, II, III e IV.

a) Jacarandá, larva de borboleta, besouro, coruja.

b) Capim, besouro, coruja, rato.

c) Capim, rato, coruja, larva de borboleta.

d) Jacarandá, pássaro, rato, coruja.

e) Jacarandá, larva de borboleta, coruja, rato.

A alternativa correta é a) Jacarandá, larva de borboleta, besouro, coruja.

Por ser uma pirâmide invertida, o produtor (I) deve ser uma árvore de grande porte. Neste caso, o jacarandá. Os outros níveis sejam a distribuição normal, porém o consumidor primário (II) deve ser um animal de pequeno para servir de alimento para animais maiores. Assim, a alternativa mais adequada seria a a).

Compartilhe

TOPO