Auxina

A auxina é um hormônio vegetal produzido nas regiões meristemáticas e possui grande importância no crescimento da planta.

O desenvolvimento das plantas é dependente da energia solar, temperatura, comprimento do dia e gravidade. Além disso, também depende dos hormônios vegetais, que são substâncias químicas responsáveis pela regulação do desenvolvimento celular e crescimento. Neste texto, vamos aprender mais sobre um dos hormônios vegetais mais importantes: a auxina. Acompanhe!

O que é a auxina

Auxina é um hormônio vegetal produzido pelas células meristemáticas e está relacionado a diversos efeitos fisiológicos. Charles Darwin observou em seus estudos a ação do fototropismo em alpiste e anos depois, outros pesquisadores confirmaram que o crescimento da curvatura do caule vegetal era influenciado por alguma substância química. Até que em 1926, Fritz Went descobriu a auxina, a substancia responsável por promover o alongamento do coleótipo.

Características da auxina

A auxina é produzida em regiões meristemáticas, ou seja, regiões de divisão celular rápida como meristema apical do caule, folhas jovens, frutos em desenvolvimento e sementes. Outra característica desse hormônio é seu transporte polar, ou seja, se move do ápice para a base dos vegetais (da parte área para a raiz). Além disso, com o avanço da ciência, hoje é possível sintetizar auxina sintética em laboratórios e elas promovem efeitos fisiológicos semelhantes quando comparado com os naturais.

Auxina e citocinina

Os hormônios vegetais sempre atuam associados à outro hormônio. Por exemplo, a relação entre auxina e citocinina possui ação antagônica e regula o desenvolvimento de raízes e caules. Então quando o nível de auxina é maior que o de citocinina, há um desenvolvimento das raízes. De maneira oposta, maiores níveis de citocinina favorecem o desenvolvimento do caule, resultando em uma parte área maior.

Efeitos da auxina

Os efeitos dos hormônios vegetais dependem da sua concentração e local de atuação. Então, listamos os principais efeitos controlados pela auxina, veja a seguir:

  • Fototropismo: o crescimento da planta é orientado pela luz. Quando a planta é iluminada de um único lado, as moléculas de auxina migram para a região menos iluminada, causando um alongamento celular e consequentemente uma curvatura em direção a fonte de luz.
  • Todo Estudo
  • Dominância apical: ocorre o crescimento da gema apical e inibição do desenvolvimento das gemas laterais. Esse efeito pode ser observado quando podamos alguns ramos, pois ao podar a gema apical há uma eliminação de auxinas e assim as gemas laterais se desenvolvem, formando novos ramos.
  • Geotropismo: é a resposta da planta à gravidade. Quando a planta é colocada em posição horizontal, o acúmulo de auxinas na parte inferior do caule provoca um maior crescimento dessa parte, ocorrendo curvatura em uma direção oposta à força da gravidade, fazendo com que o caule se dirija para cima. Na raiz em posição horizontal ocorre um maior alongamento na parte superior comparada à inferior, provocando curvatura da raiz na direção da força gravitacional.
  • Desenvolvimento de fruto: aplica-se, em laboratório, auxina em flores não polinizadas para estimular o desenvolvimento de frutos
  • Diferenciação celular: estimula a diferenciação dos tecidos vegetais
  • Abscisão: queda de folha, flores e frutos mais velhos. Ao longo do tempo, a concentração da auxina diminui, resultando na abscisão.

Além dos expostos aqui, existem outros efeitos relacionados à esse hormônio, porém, são de menor relevância.

Vídeos sobre auxina

Para te ajudar a revisar o conteúdo, selecionamos alguns vídeos para que não reste nenhuma dúvida. Confira!

Os efeitos da auxina

Neste vídeo, há uma aula sobre os principais efeito da auxina: o fototropismo e geotropismo. Confira o vídeo e entenda a atuação fisiológica desse hormônio.

Saiba mais sobre a auxina

Aqui, selecionamos um vídeo bem completo sobre a auxina. Entenda como ela foi descoberta e quais as suas funções para a planta.

Auxina no Enem

Este vídeo é um resolução de um exercício do ENEM para exemplificar pra você, como o conteúdo estudado pode cair na sua prova. Veja o vídeo e aproveite para revisar o conteúdo.

O desenvolvimento das plantas dependem de diversos fatores internos e externos. E dentre os hormônios vegetais, a auxina é um hormônio muito importante pois regula o desenvolvimento e crescimento celular da planta. Continue seus estudos de biologia e entenda a organização da célula vegetal.

Referências

Fisiologia e desenvolvimento vegetal (2017) – Lincoln Taiz, Eduardo Zeiger, Ian Max Møller, Angus Murphy

Gabriela Naomi
Por Gabriela Naomi

Acadêmica de último ano de Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Integrante do grupo de pesquisa na área de limnologia, com ênfase em ecologia de zooplâncton na mesma universidade.

Como referenciar este conteúdo

Tanaka Santos, Gabriela Naomi. Auxina. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/biologia/auxina. Acesso em: 21 de October de 2020.

Exercícios resolvidos

1. [UFRN - adaptado]

Quando o nível de auxina de uma folha baixa acentuadamente, podemos pressupor que essa folha esteja:

a) em plena atividade fotossintética.

b) atingindo a fase senescente.

c) em plena maturação.

d) entrando na fase de distensão.

A alternativa correta é b) atingindo a fase senescente. Pois quando os níveis de auxina caem, resulta abscisão foliar (fase senescente).

2. [PUC -SP]

Ao realizar a remoção da extremidade superior do caule de uma planta, esta geralmente apresenta o desenvolvimento das gemas laterais (ramos).

O fenômeno responsável pela inibição das gemas laterais é denominado:

a) fototropismo e é controlado hormonalmente.

b) fototropismo e não é controlado hormonalmente.

c) dominância apical e é controlado hormonalmente.

d) dominância apical e não é controlado hormonalmente.

e) geotropismo e não é controlado hormonalmente.

A alternativa correta é c) dominância apical e é controlado hormonalmente.
Esse efeito de inibição das gemas laterais é controlada principalmente pela ação da auxina.

Compartilhe

TOPO