Processos de eletrização

Os processos de eletrização estão muito presentes em nosso dia a dia. Como quando tomamos choque ao descer do carro ou vemos um raio cair.

Os processos de eletrização ocorrem quando os elétrons passam de um corpo para outro devido a uma diferença na quantidade de carga elétrica. Um corpo é considerado eletrizado quando o número de prótons e elétrons for diferente.

Quais são os processos de eletrização

Existem três processos de eletrização: eletrização por atrito, eletrização por contato e eletrização por indução. A seguir veremos cada um deles detalhadamente.

Eletrização por atrito

Quando dois corpos são esfregados um contra o outro, geralmente acontece o processo de eletrização por atrito. Esse processo é mais comum em materiais isolantes. Ao atritar dois corpos, fornecemos energia aos elétrons desses materiais. Nos materiais isolantes, os elétrons são atraídos mais fortemente para o núcleo de seus átomos.

Todo Estudo

No processo de eletrização por atrito, um corpo perderá elétrons e o outro ganhará elétrons. Dessa maneira, os corpos terão cargas de mesmo módulo, mas com sinais contrários.

Não são todos os corpos que possuem a capacidade de serem eletrizados por atrito. Quando atritamos dois materiais, um deles terá a maior tendência a receber cargas positivas do que outro. A separação entre esses materiais é feita pela série triboelétrica.

Todo Estudo

Eletrização por contato

Quando dois corpos condutores se tocam, e se menos um deles estiver carregado, ocorre o processo de eletrização por contato. Esse processo de eletrização acontece mais em materiais condutores, porque os elétrons ficam mais livres dentro desses materiais.

Essa é a maneira mais simples de eletrizar um corpo. As etapas da eletrização por contato são: quando um corpo condutor com excesso de elétrons negativos encosta em um corpo neutro. Esse segundo corpo também ficará eletrizado negativamente.

Todo Estudo

Na eletrização por contato, a troca de carga entre os corpos dependerá das dimensões dos condutores. Caso os corpos tenham a mesma dimensão, depois do contato, os corpos terão cargas iguais.

Eletrização por indução

O processo de eletrização por indução significa que a carga elétrica passa de um corpo eletrizado para um outro corpo sem que haja o contato entre eles. Esse processo de eletrização é baseado na atração e repulsão de cargas elétricas, que é explicado pela Lei de Coulomb.

Suponhamos que há um corpo eletrizado positivamente e um corpo neutro. O corpo eletrizado recebe o nome de indutor e o corpo neutro é o induzido. Quando o indutor se aproxima do induzido, as cargas positivas do indutor atrairão as cargas negativas do induzido e repelirão suas cargas positivas. Ao conectar o induzido à terra por um fio condutor, os elétrons da terra neutralizam as cargas positivas desse corpo, de modo que ele fica eletrizado negativamente.

Todo Estudo

Os processos de eletrização estão muito presentes em nosso cotidiano. Por exemplo, quando tomamos choque ao tocar em alguém ou ao sair do carro, isso acontece devido à eletrização por atrito. Já os raios são exemplos de eletrização por indução.

Materiais condutores e isolantes

As diferenças entre materiais condutores e isolantes são simples. A grosso modo, os condutores permitem que os elétrons fluam livremente, já os isolantes dificultam o trânsito de elétrons.

Materiais condutores possuem uma grande quantidade de elétrons livres, que podem ser conduzidos quando há uma diferença de potencial elétrico entre dois pontos do condutor. Materiais como o cobre são condutores elétricos.

Os materiais isolantes não possuem elétrons livres. O que não permite a passagem de elétrons. Materiais como a borracha são isolantes elétricos.

Mapa mental

Para facilitar o entendimento dos conceitos dos processos de eletrização, preparamos o mapa mental abaixo:

Todo Estudo

Note como os processo de eletrização são distintos entre si. Aproveite e use esse material para reforçar seus estudos.

Lei de Coulomb e o processo de eletrização

A Lei de Coulomb diz respeito às forças de interação entre duas cargas elétricas. Quando um corpo é eletrizado por indução, por exemplo, as cargas são atraídas e repelidas dentro desse mesmo corpo devido à Lei de Coulomb.

Vídeos sobre processos de eletrização

Confira algumas videoaulas para aprender ainda mais os processos de eletrização. Com exemplos e explicações didáticas, você ficará expert no assunto! Veja:

Demonstração experimental dos processos de eletrização

Além de conferir ótimas explicações, você ainda verá práticas que mostram como os processos de eletrização acontecem e como foram feitas as primeiras experiências.

Eletrização por contato

Com demonstrações fáceis e muito didáticas, você aprende tudo sobre os processos de eletrização por contato nesse vídeo.

Eletrização por indução

Aprenda tudo sobre o processo de eletrização por indução com essa aula detalhada e cheia de dicas especiais.

Os processos de eletrização são uma parte fundamental da eletrostática e seus efeitos intrigam os seres humanos desde a Grécia antiga. Para compreender melhor como as cargas interagem entre si, estude sobre a Lei de Coulomb.

Referências

YOUNG, H. D. et al. Física III: eletricidade e magnetismo. São Paulo: Addison Wesley. 2016.

Hugo Shigueo Tanaka
Por Hugo Shigueo Tanaka

Divulgador Científico e co-fundador do canal do YouTube Ciência em Si. Historiador da Ciência. Professor de Física e Matemática. Licenciado em Física pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Mestre em Ensino de Ciências e Matemática (PCM-UEM). Doutorando em Ensino de Ciências e Matemática (PCM-UEM).

Como referenciar este conteúdo

Tanaka, Hugo Shigueo. Processos de eletrização. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/fisica/processos-de-eletrizacao. Acesso em: 25 de September de 2020.

Exercícios resolvidos

1. [UFJF]

Luiz e Sergio brincam de cabo de guerra eletrostático: uma bolinha de isopor, eletrizada positivamente por atrito, e pendurada por um fio de seda a um suporte, de forma que ela possa balançar livremente. CA um escolhe um bastão diferente para eletrizar, e depois de atritarem uma das extremidades de cadas bastão, colocam-nos em posições opostas mas equidistantes, a bolinha. Ganha o jogo quem tiver eletrizado mais seu próprio bastão. Na brincadeira, a bolinha se deslocou para uma posição de equilíbrio mais próxima ao bastão de Luiz. Pode-se afirmar com certeza somente que:

a) Se os bastões tem cargas opostas entre si, então Luiz ganhou a brincadeira.
b) Se os bastões tem cargas opostas entre si, então Sergio ganhou a brincadeira.
c) Se os bastões tem cargas positivas, então Sergio ganhou a brincadeira.
d) Se os bastões tem cargas negativas, então Sergio ganhou a brincadeira.
e) Se os bastões tem cargas positivas, então Luiz ganhou a brincadeira.

Podemos concluir que, se ambos os bastões têm carga positiva e a bolinha se aproximou mais de Luiz, então Sergio ganhou a brincadeira, pois conseguiu eletrizar positivamente uma quantidade de cargas superior à de Luiz.

Alternativa correta: C

2. [UFRGS]

Uma carga negativa Q é aproximada de uma esfera condutora isolada, eletricamente neutra. A esfera é, então, aterrada com um fio condutor. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem que aparecem.
Se a carga Q for afastada para bem longe enquanto a esfera está aterrada, e, a seguir, for desfeito o aterramento, a esfera ficará _______.
Por outro lado, se primeiramente o aterramento for desfeito e, depois, a carga Q for afastada, a esfera ficará ______.

a) eletricamente neutra – positivamente carregada
b) eletricamente neutra – negativamente carregada
c) positivamente carregada – eletricamente neutra
d) positivamente carregada – negativamente carregada
e) negativamente carregada – positivamente carregada

Quando a carga é afastada antes de se romper o contato com o fio terra, a esfera condutora permanece com carga NEUTRA, mas, por outro lado, se a carga é mantida próxima à esfera enquanto é rompido o contato de aterramento, a esfera fica eletrizada POSITIVAMENTE por indução, isto é, a carga negativa repele as cargas de mesmo sinal para o fio terra, que ao ser rompido, que deixa eletrizada a esfera com carga contrária ao indutor (positiva).

Alternativa correta: A

Compartilhe

TOPO