Lente convergente

O nosso entendimento de mundo aumentou quando o ser humano conseguiu entender como utilizar as lentes ao seu favor.

O que tornou o desenvolvimento da fotografia ou do cinema? Essa resposta pode ser obtida aqui neste texto, onde falaremos sobre a lente convergente, um tipo de lente esférica. Além disso, estudaremos também a diferença entre essa lente e a lente divergente e os tipos de lentes convergentes.

O que é uma lente convergente?

Quando um raio de luz incide sobre uma lente com índice de refração n2 e que está imersa em um meio com índice de refração n2, conforme a imagem acima, e esse raio se refrata de tal forma que se aproxime do eixo principal da lente, a lente é chamada de lente convergente. Além disso, essa lente também pode ser chamada de lente convexa.

Podemos representar a lente convergente de uma maneira mais simples, como mostra a imagem a seguir.

Lente convergente x divergente

No caso em que os raios incidentes se afastam do eixo principal da lente, chamamos ela de lente divergente.

Essa lente é utilizada em pessoas que possuem miopia. Isso se deve ao fato de que o olho humano com miopia forma a imagem antes da retina, impossibilitando assim a formação de imagens para objetos que estão a uma longa distância.

Tipos de lentes convergentes

Se o índice de refração da lente for maior que o índice de refração do meio em que ela está imersa, as lentes convergentes terão algumas diferentes formas. Assim, vejamos alguns exemplos:

  • Biconvexa: as suas bordas são finas e os dois lados são convexos;
  • Plano-convexa: um lado da lente é plano e o outro é convexo;
  • Côncavo-convexa : essa lente possui um lado côncavo e outro convexo.

Se o índice de refração for invertido, ou seja, o índice do meio for maior que o da lente, as lentes apresentadas acima terão um comportamento de lentes divergentes.

Saiba mais sobre lentes convergentes

Para finalizar, confira alguns vídeos que podem melhorar o seu entendimento sobre o assunto.

Diferença entre uma lente convergente e divergente a partir de um experimento

Experimentos são muito bons para o entendimento da teoria. Assim, nesse vídeo, você garante o entendimento da diferença entre uma lente convergente e uma divergente.

Conceitos

Revise e entenda os conceitos sobre lentes convergentes, além de entender um pouco mais sobre os tipos de lentes esféricas. Assim você não fica com nenhuma duvida sobre o conteúdo estudado!

Elementos de uma lente

Nesse vídeo, entenda quais são os elementos que formam uma lente. Dessa forma você pode compreender melhor os exercícios de uma prova!

E por falar em prova, a seguir apresentamos alguns exercícios para você testar seus conhecimentos sobre o assunto estudado.

Referências

Física para o ensino médio, vol. 2: mecânica – Kazuhito Yamamoto;

As faces da física – Wilson Carron.

Guilherme Santana da Silva
Por Guilherme Santana da Silva

Graduando no curso de Física pela Universidade Estadual de Maringá. Professor assistente em um colégio de ensino médio e preparatório para os vestibulares. Nas horas vagas se dedica à vida religiosa, praticar mountain bike, tocar bateria, dar atenção à família e cuidar de suas duas gatinhas Penélope e Mel.

Exercícios resolvidos

1. [UFRJ]

É sabido que lentes descartáveis ou lentes usadas nos óculos tradicionais servem para corrigir dificuldades na formação de imagens no globo ocular e que desviam a trajetória inicial do feixe de luz incidente na direção da retina. Sendo assim, o fenômeno físico que está envolvido quando a luz atravessa as lentes é a:

a) reflexão especular.
b) difração luminosa.
c) dispersão.
d) difusão.
e) refração luminosa.

Ao tocar a lente, a luz sofre duas mudanças de meio consecutivas (ar – lente e lente – ar), o que caracteriza o fenômeno da refração luminosa.

RESPOSTA: e)

2.

A miopia, hipermetropia e o astigmatismo são os problemas de visão que mais atingem a população em geral. A correção desses problemas é feita com lentes que possuem uma dioptria (grau) própria para cada indivíduo de acordo com a gravidade de seu problema. Assinale a opção que indica o tipo de lente necessária para a correção da miopia, astigmatismo e hipermetropia, respectivamente.

a) Divergente, divergente, convergente
b) Convergente, cilíndrica e divergente
c) Divergente, divergente e convergente
d) Divergente, convergente e cilíndrica
e) Cilíndrica, divergente e biconvexa

A miopia é caracterizada por um alto poder de conversão da luz pelo cristalino (lente natural do olho), portanto, a correção deve ser feita com lente divergente. Já a hipermetropia é o defeito do pouco poder de conversão da luz pelo cristalino, sendo assim, deve-se utilizar uma lente convergente para a correção. O astigmatismo é corrigido com uma lente especial do tipo cilíndrica.

RESPOSTA: d)

Compartilhe nas redes sociais

TOPO