Propriedades da água

A água é uma substância de suma importância no mundo, tendo em suas propriedades fatores que a tornam tão essencial.

As propriedades da água são imprescindíveis, afinal nenhum ser vivo vive sem água.

Esse é um fato conhecido por todos nós. Isso porque dentre tantas características, a água permite a vida no planeta, tendo grande capacidade de dissolver substâncias, bem assim por conter nutrientes orgânicos e inorgânicos, que são aspectos essenciais aos seres vivos e sua sobrevivência.

Quando comparada ao ar, a água apresenta valores maiores de calor específico, resistência à passagem da luz e valores de densidade.

propriedades da água
Imagem: Reprodução

A molécula e as propriedades da água

H2O é a fórmula da água, indicando que ela é composta por um átomo de oxigênio e dois de hidrogênio, que compartilham entre si, de forma desigual, os elétrons, criando polaridade.

Podemos dizer, portanto, que a molécula da água é polar, e é por isso que as moléculas se ligam a partir das pontes de hidrogênio, que são mais fortes.

A água no mundo

Imagem: Reprodução

Encontramos, na natureza, essa substância de suma importância para a sobrevivência dos seres vivos, no estado sólido em geleiras de regiões bastante frias, bem assim no estado de vapor formando as nuvens e a atmosfera, ou na forma líquida em rios, mares, lagos, entre outros.

Nas condições normais de temperatura e pressão, a forma mais encontrada no mundo, é a água em estado líquido, em decorrência à sua estrutura química e ao seu ponto de ebulição bastante alto, fervendo somente aos 100ºC.

Propriedades da água: físicas e químicas

As propriedades da água abrangem tanto o físico quanto o químico. A água é uma substância que atua como excelente solvente, tendo capacidade de dissolver grandes quantidades de diversas substâncias, denominadas solutos.

Quando os solutos são misturados a água, chamada de solvente, formam uma solução. Essa propriedade da água faz com que os seres vivos absorvam, junto com a água que bebem, diversos nutrientes, como o cálcio e o magnésio, por exemplo, dissolvidos.

Chamamos de densidade a medida de concentração da massa em certo volume, determinando, portanto, o quanto a substância é compacta. De acordo com a temperatura da água, a sua densidade varia. O gelo, por exemplo, flutua na água porque a densidade dela diminui quando em temperaturas menores.

Também conhecido como capacidade térmica, o calor específico da água é a quantidade de calor necessária para elevar em 1ºC a temperatura de 1g de água. O calor específico da água é bastante elevado, ou seja, a água consegue ter sua temperatura aumentada ou diminuída em grande quantidade sem alterar seu estado físico.

O calor latente é o que representa essa quantidade de calor necessária para ocorrer a mudança de estado físico de uma substância. O calor latente da água é bastante alto, evitando que ela congele ou evapore muito rapidamente.

Assim, conhecer as propriedades da água é como conhecer a nós mesmos, uma vez que 70% do corpo é formado pela substância.

Referências

Fundamentos de físico-química – Gilbert Castellan

Por Natália Petrin
Teste seu conhecimento

01. [Enem] Segundo uma organização mundial de estudos ambientais, em 2025, duas de cada três pessoas viverão situações de carência de água, caso não haja mudanças no padrão atual de consumo do produto.

Uma alternativa adequada e viável para prevenir a escassez, considerando-se a disponibilidade global, seria:

a) desenvolver processos de reutilização da água.

b) explorar leitos de água subterrânea.

c) ampliar a oferta de água, captando-a em outros rios.

d) captar águas pluviais.

e) importar água doce de outros estados.

 

02. [Enem] A possível escassez de água é uma das maiores preocupações da atualidade, considerada por alguns especialistas como o desafio maior do novo século. No entanto, tão importante quanto aumentar a oferta é investir na preservação da qualidade e no reaproveitamento da água de que dispomos hoje.

A ação humana tem provocado algumas alterações quantitativas e qualitativas da água:

I. Contaminação de lençóis freáticos.
II. Diminuição da umidade do solo.
III. Enchentes e inundações.

Pode-se afirmar que as principais ações humanas associadas às alterações I, II e III são, respectivamente:

a) uso de fertilizantes e aterros sanitários / lançamento de gases poluentes / canalização
de córregos e rios.

b) lançamento de gases poluentes / lançamento de lixo nas ruas / construção de aterros sanitários.

c) uso de fertilizantes e aterros sanitários / desmatamento/impermeabilização do solo urbano.

d) lançamento de lixo nas ruas / uso de fertilizantes / construção de aterros sanitários.

e) construção de barragens / uso de fertilizantes / construção de aterros sanitários.

01. [A]

02. [C]

 

Compartilhe nas redes sociais

TOPO