Metano

O metano surge na natureza por meio de vários processos naturais e pode ser usado como fonte de energia (biogás).

O metano (representado pela fórmula química CH4) é um gás que não possui cor (incolor) nem cheiro (inodoro), possui pouca solubilidade em água e, quando adicionado ao ar, pode ser altamente inflamável.

Este gás é considerado um dos mais simples hidrocarbonetos, que são compostos constituídos por carbono e hidrogênio, e podem se apresentam na forma de gases, partículas finas ou gotas. Quando se trata de efeito estufa, o gás metano é cerca de vinte vezes mais potente que o dióxido de carbono.

As principais fontes de metano

Imagem: Reprodução
Ilustração: Reprodução

O metano surge na natureza por meio dos seguintes processos naturais:

  • Decomposição de resíduos orgânicos (aterros sanitários e lixões);
  • Emanação através de vulcões de lama e falhas geológicas;
  • Processo de digestão de animais herbívoros;
  • Fontes naturais (pântanos);
  • Metabolismo de certos tipos de bactérias, como as encontradas em plantações de arroz;
  • Aquecimento ou combustão de biomassa anaeróbica;
  • Extração de combustíveis minerais, principalmente o petróleo;
  • Reservatórios de hidrelétricas;
  • Processos industriais;
  • Queima de combustíveis fósseis (automóveis);
  • Pecuária;
  • Produção de combustíveis fósseis (carvão e gás).

O metano possui molécula tetraédrica e apolar (CH4) e, devido à possibilidade de ser produzido por meio de matéria orgânica, ele também é chamado de biogás e pode ser usado como fonte de energia. O gás natural utilizado como combustível para veículos contém aproximadamente 70% de metano em sua composição.

O gás metano é encontrado na atmosfera em uma proporção aproximada de 1,7 ppm (partículas por milhão). Cerca de 60% da emissão de CH4 no mundo é produto da ação humana, tendo origem na agricultura, principalmente na rizicultura e na criação de bovinos.

Combustão do metano

O metano forma um radical metila (representado pela fórmula química CH3) que reage com o oxigênio, resultando em formaldeído (HCHO ou H2CO) que, por sua vez, reage para formar o radical (HCO), que então produz o monóxido de carbono (CO). O processo é denominado pirólise e é representado pela seguinte equação química:

CH4 + O2 → CO + H2 + H2O

Metano e o efeito estufa

Um dos aspectos negativos do CH4 é que ele participa da formação do efeito estufa, colaborando para o aquecimento global. Este gás entra no grupo dos Poluentes Climáticos de Vida Curta e, com relação às possíveis alterações climáticas, impacta vinte vezes mais que o dióxido de carbono.

O efeito estufa, ou efeito de estufa, ocorre quando parte da radiação infravermelha emitida pela superfície da Terra é absorvida por determinados gases presentes na atmofera. Como consequência, o calor fica retido. Este processo dentro de uma determinada faixa é essencial, pois, serve para manter o planeta aquecido (dentro dos limites aceitáveis) e garantir a manutenção da vida.

No entanto, ao passar dos limites, o efeito estufa desestabiliza o equilíbrio energético do planeta e dá origem a um fenômeno conhecido como aquecimento global. Um dos piores gases para o fenômeno é o metano, produzido pela flatulência dos ovinos e bovinos. A pecuária representa 16% da poluição mundial, sendo que 60% da emissão de metano no mundo é produto da ação do homem.

O controle do gás metano não é tão simples, mas processos naturais no solo e reações químicas na atmosfera, além de medidas artificiais, podem ajudar removê-lo.

Referências

Metano: o gás-estufa pode ser um biogás para geração de energia. Disponível em: http://www.ecycle.com.br/

Por Débora Silva
Como referenciar este conteúdo

Silva, Débora. Metano. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/quimica/metano. Acesso em: 12 de July de 2020.

Teste seu conhecimento

1. [Enem 2011] Moradores sobreviventes da tragédia que destruiu aproximadamente 60 casas no Morro do Bumba, na Zona Norte de Niterói (RJ), ainda defendem a hipótese de o deslizamento ter sido causado por uma explosão provocada por gás metano, visto que esse local foi um lixão entre os anos 1960 e 1980. Jornal Web.
Disponível em: http://www.ojornalweb.com. Acesso em: 12 abr. 2010 (adaptado).

O gás mencionado no texto é produzido

A) como subproduto da respiração aeróbia bacteriana
B) pela degradação anaeróbia de matéria orgânica por bactérias.
C) como produto da fotossíntese de organismos pluricelulares autótrofos
D) pela transformação química do gás carbônico em condições anaeróbias
E) pela conversão, por oxidação química, do gás carbônico sob condições aeróbias.

2. [Unifesp-2003] O grande aquecimento global verificado nos últimos 25 anos aponta o homem como o principal responsável pelas mudanças climáticas observadas no planeta atualmente. Sobre esse assunto, é correto afirmar que:

a) os principais agentes do aquecimento global são o aumento de CO2 e de gases contendo enxofre liberados diariamente. A quantidade de vapor d’água atmosférico, que em princípio poderia também influenciar, não tem apresentado grandes alterações a longo prazo, pelas próprias características que possui o ciclo da água no planeta.
b) a destruição da camada de ozônio pelo uso continuado de CFCs (clorofluorcarbonos) é apontada, juntamente com o aumento da liberação de CO2 por combustíveis fósseis, como um dos principais agentes promotores do aquecimento global.
c) poeira e pequenas partículas em suspensão eliminadas com a poluição configuram-se, juntamente com o vapor d’água misturado ao enxofre, como os principais responsáveis pelo efeito estufa desregulado, que aumenta o aquecimento no planeta.
d) a contenção do uso de combustíveis fósseis e o controle da liberação de gás metano por material em decomposição e pelos lixões das áreas urbanas são apontados como fatores importantes para deter o aumento do aquecimento global.
e) o excesso de CO2 liberado e o aquecimento global por ele provocado inibem, a longo prazo, a expansão das florestas. Além disso, o aumento das queimadas libera mais CO2 e deixa vastas áreas descobertas, piorando o efeito estufa desregulado.

1. [B]
2. [D]

Compartilhe

TOPO