Decantação

Decantação é um método de separação física, dependente da ação da gravidade e da diferença de densidade entre os componentes da mistura.

Decantação é um processo de separação que permite separar misturar heterogêneas (liquido-sólido) e homogêneas (líquido-líquido imiscíveis). Um processo baseado na diferença de densidade dos componentes da mistura e no tempo para a deposição do componente de maior densidade. Às vezes as partículas sólidas são muito pequenas, prolongando assim o tempo de decantação por dias. A decantação pode ser subdividida nos seguintes processos, pelos quais a eficácia é variável dependendo do objetivo.

1. Decantação

Processo de separação de misturas heterogêneas de modo mais simples: a mistura é deixada em repouso até deposição do material mais denso. Em seguida, o líquido é vertido em outro recipiente com o uso de um bastão de vidro. Muito utilizado em laboratórios químicos para separar misturas sólido-líquido, como água e areia.

Exemplo de materiais separados por decantação, observe que o bécher a esquerda tem duas fases: a de maior densidade ao fundo, que corresponde a um sólido e a de menor densidade acima, que corresponde a um determinado líquido. Foto: Reprodução
Exemplo de materiais separados por decantação, observe que o bécher a esquerda tem duas fases: a de maior densidade ao fundo, que corresponde a um sólido e a de menor densidade acima, que corresponde a um determinado líquido. Foto: Reprodução

2. Funil de Bromo (ou funil de decantação)

Método utilizado para separar misturas líquido-líquido, como água e óleo. Após um período de agitação, a mistura é deixada em repouso para que os líquidos de diferentes densidades se separem, ficando o líquido mais denso na parte inferior e o menos denso na parte superior, assim o líquido com maior densidade passa primeiro por uma válvula que é fechada logo após a separação completa. Para a execução dessa técnica toma-se o cuidado para que o líquido menos denso não passe por essa válvula.

funil-de-decantacao

Exemplo de funil de decantação,  é possível distinguir duas fases de líquidos, separação baseada nos efeitos de densidade dos materiais. Foto: Reprodução
Exemplo de funil de decantação, é possível distinguir duas fases de líquidos, separação baseada nos efeitos de densidade dos materiais. Foto: Reprodução

3. Sifonação

O recipiente contendo a mistura é colocado em altura ligeiramente superior ao do recipiente que receberá um dos líquidos separados. Através de um sifão, a substância menos densa passa para o recipiente inferior. Muito utilizado para esvaziar piscinas, limpar aquários e transferência de combustíveis de um recipiente ao outro.

Aparato para sifonação. Ilustração: Reprodução
Aparato para sifonação. Ilustração: Reprodução

4. Centrifugação, um caso especial da decantação

Muitos confundem a centrifugação como um método de separação distinto de outros conhecidos. A centrifugação nada mais é do que uma decantação acelerada, na qual serve para separar partículas muito pequenas em determinado líquido. Sabemos que quanto menor o tamanho da partícula sólida num líquido, maior o tempo de separação por decantação, assim se faz necessária a centrifugação para diminuir o tempo como produzir uma separação mais eficaz.

A centrifugação depende do movimento do tubo de ensaio contendo a mistura, pela qual é girada deixando agir uma força chamada centrífuga que propulsiona o aglutinamento dos particulados de maior densidade por inércia. É um procedimento muito comum na separação de componentes do sangue e outros fluídos biológicos para análises clínicas.

Centrífuga de laboratório, máquina que acelera o processo de decantação. Foto: Reprodução
Centrífuga de laboratório, máquina que acelera o processo de decantação. Foto: Reprodução

Referências

LENZI, E., FAVERO, L. O. B., TANAKA, A. S., Química Geral Experimental. Freitas Barros: Rio de Janeiro. 1ed. 2004.

Douglas Benício
Por Douglas Benício

Graduado em Química - Licenciatura (UEM)

Teste seu conhecimento

1. [FUVEST/2009] Para a separação das misturas: gasolina-água e nitrogênio-oxigênio, os processos mais adequados são respectivamente:

a) Decantação e liquefação
b) Sedimentação e destilação
c) Filtração e sublimação
d) Destilação e condensação
e) Flotação e decantação

2. [ENEM/2013] Dentre as substâncias utilizadas para o tratamento de água está o sulfato de alumínio que, em meio alcalino, forma partículas em suspensão na água, às quais as impurezas presentes no meio se aderem.
O método de separação comumente usado para retirar o sulfato de alumínio com as impurezas detidas é a:

a) Flotação
b) Levigação
c) Ventilação
d) Peneiração
e) Centrifugação

1. [A]
O enunciado nos diz que há uma mistura de gasolina e água. Sabemos que a densidade da gasolina é menor que a da água, esta que ficará ao fundo do recipiente, por isso se usa a decantação. Para a mistura entre os gases nitrogênio e oxigênio, se usa a liquefação, pois o nitrogênio se liquefaz em uma temperatura menor que o oxigênio.

2. [A]
A flotação consiste na separação de líquidos e sólidos através do uso de bolhas de ar, que arrastam as partículas de sujeira.
Quando acontece a adição de sulfato de alumínio em meio básico, há a formação de particulados maiores devido à adesão de sujeira ao sulfato de alumínio num processo chamado de floculação. Em seguida, as partículas adquirem peso e vão para o fundo do recipiente, dando um caráter de decantação.

Compartilhe nas redes sociais

TOPO