Catação

A catação trata de um método de separação de misturas heterogêneas sólidas através de um processo que separa sólido/sólido.

Realizada de forma inteiramente manual, a catação é um método químico de separação de misturas sólidas heterogêneas. O processo terá como objetivo a separação de duas ou mais substâncias igualmente sólidas, formando, dessa forma, um sólido/sólido.

Tanto é que a catação exige apenas o uso das próprias mãos ou tampouco o auxílio de algum instrumento, tal como pinças ou ainda colheres. Um exemplo de catação do cotidiano é a separação do lixo em orgânico e reciclável, por exemplo.

Sejam os catadores dos materiais recicláveis que separam aquilo que pode ser vendido, ou ainda as pessoas que ainda catam resíduos sólidos recicláveis em lixões com o intuito de reciclagem póstera.

catação
(Imagem: Reprodução)

Em casa igualmente há o processo de catação ao separar o lixo destinado aos resíduos plásticos, metais e variados. Afinal, são sólidos, que sofrem o processo de catação a fim de determinar grupos diferentes de sólidos que permanecem igualmente sendo sólidos.

Outro exemplo clássico é na separação dos próprios alimentos para consumo. Um dos exemplos mais claros e evidentes de catação, por exemplo, quando separa-se o feijão das pequenas pedras que ali se concentram antes de prepará-lo.

Ocorre o mesmo caso na separação dos grãos de bico, arroz, soja e demais.

Método de ventilação como catação

O processo de ventilação também pode ser de benefício aos grãos nesse determinado tipo de processo de catação (apesar de o nome ser conflitante entre a comunidade).

Neste típico processo, os grãos são organizados em uma peneira, sacudida em variadas direções, com a corrente do ar variável levando substâncias menos densas.

Esse método é definido como ventilação manual, uma vez que já existem máquinas de ventilador capazes de executar o trabalho de igual forma, mais rápido e em maior quantidade.

Catação dentro da Química

Na química, a catação pode apresentar duas diferentes situação: a separação de misturas e a separação de sólidos, como já supracitado anteriormente.

Separação de misturas

A mistura pode ser separada pela catação, apesar da necessidade de envolver apenas substâncias sólidas. Uma vez que a mistura tenha influências da substâncias líquidas ou gasosas, o processo exigirá outro método.

Separação dos sólidos

É quando entra a separação dos sólidos, que pode ser realizado com a processos respectivos à catação, como a peneiração, ventilação e a própria supramencionada no artigo.

A catação é considerada o método dos mais simples para separação de misturas heterogêneas seja qual for o estado físico da matéria a ser separada.

Referências

SALVADOR, Edgard e USBERCO, João. Química, volume único. 1ª edição, Editora Saraiva, São Paulo-SP, 2006. 672 p.

Mateus Bunde
Por Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Exercícios resolvidos

1. [UFPE]

Uma mistura é constituída de areia, óleo, açúcar e sal de cozinha. A melhor sequência experimental para separar essa mistura em seus constituintes puros é:

a) destilação do óleo, filtração da areia, dissolução do sal e do açúcar em água.

b) dissolução do açúcar e do sal em água, filtração da areia, decantação do óleo, recristalização fracionada da fase aquosa.

c) filtração, dissolução do açúcar e do sal em água, decantação do óleo e destilação da fase aquosa.

d) destilação do óleo, dissolução do sal e do açúcar em água e separação da areia por filtração.

e) filtração do óleo e simples catação dos componentes da fase sólida.

Resposta: B

Compartilhe nas redes sociais

TOPO