Versos, rimas e estrofes

Os versos, rimas e estrofes são componentes de textos poéticos, e apresentam suas características peculiares.

Os textos poéticos normalmente têm como objetivo o despertar de sentimentos no leitor, assim como sua sensibilidade. A linguagem usada, por exemplo, é mais expressiva e dá atenção especial à dinâmica, apresentando ritmo e musicalidade. Dentro dos textos encontramos versos, rimas e estrofes. Mas o que são?

Imagem: Reprodução

Versos

Chamamos de versos as linhas que fazem parte de um poema. Elas podem se apresentar somente com uma palavra ou um segmento dela, apresentando ainda um ritmo. Podem ser sílabas longas ou breves, no caso de versos métricos, ou ainda de acordo com o número de sílabas, no caso dos versos silábicos, ou ainda segundo a acentuação, que são os versos rítmicos.

Para os poetas, as sílabas nada mais são do que a forma de dar ritmo às palavras, e existem formas de fazer a contagem das sílabas. O primeiro passo é contar até a última sílaba tônica do verso. Por exemplo:

“ÉS/A/CLA/VE/DO/SOL,/ÉS/A/CHA/VE/DA/SOM/BRA
ÉS/A/POM/BA E O/COR/VO./ÉS/A/CA/PA/NA/FU/FA.”

É importante observar também os encontros vocálicos, como no caso a seguir:

“À/MI/NHA/CA/BE/CEI/RA O/CRIS/TO/MO/RRE.”

A partir disso, classificamos os versos de acordo com o número de sílabas que possuem. Com uma sílaba, são monossílabos; com duas sílabas, dissílabos; com três, trissílabos; com quatro, tetrassílabos; com cinco sílabas podem ser chamados de pentassílabos ou ainda redondilha menor; com seis sílabas, são denominados hexassílabos; com sete sílabas são chamados de heptassílabos ou redondilha maior; com oito, octossílabos; com nove, eneassílabos; com dez, decassílabos; com onze sílabas, hendecassílabos; com doze sílabas são dodecassílabos, ou ainda versos alexandrinos; e com mais de doze são denominados versos bárbaros.

Rimas

As rimas, por sua vez, são justamente compostas pela sucessão de sons, que podem ser fortes ou fracos, e se repetem a partir de intervalos regulares ou variados. São classificadas a partir do valor e da combinação. A partir do valor, podem ser toantes, quando há presença de repetição de sons vocálicos; aliterantes, quando há repetição de sons consonantais; consoantes, quando há repetição de todas as letras e sons; agudas, quando há a rima de palavras oxítonas; esdrúxulas quando são compostas por palavras paroxítonas; ricas, quando compostas por palavras mais raras e de difícil aplicabilidade; e pobres quando são rimas com palavras mais comuns.

Quanto às combinações, por sua vez, são emparelhadas quando estão de duas em duas (AABB); alternadas quando ocorrem de forma alternada (ABAB); interpoladas quando ocorrem de formas opostas (ABBA); ou ainda mistas, quando há um embaralhamento delas (ABACBACDA).

Estrofes

As estrofes são conjuntos de versos, que podem ser classificados quanto à quantidade. São monósticos quando há apenas um verso; dísticos quando são dois; tercetos quando são três; quadras, quando são quatro; quintilha, quando são cinco versos; sextilha, quando são seis versos; septilhas, quando são compostos por sete versos; oitavas quando contêm oito versos, nonas quando contêm nove versos e, por fim, décimas quando contêm dez versos.

Referências

Novíssima Gramática da Língua Portuguesa

Por Natália Petrin
Compartilhe nas redes sociais

TOPO