Transitividade Verbal

A transitividade verbal diz respeito à classificação de verbos de acordo com o tipo de predicação ao qual estão sendo submetidos.

A transitividade verbal representa as diferentes classificações que um verbo poderá ter de acordo com sua predicação. Serão eles o verbo intransitivo, verbo transitivo (abrangendo o transitivo direto, indireto e direto-indireto), apresentando diferenças entre si.

transitividade verbal
(Imagem: Reprodução)

Classificação segundo a transitividade verbal

A classificação segundo a transitividade verbal abrange o verbo intransitivo, o transitivo e o verbo de ligação. A partir destes, exemplos e tipos poderão delimitar adequadamente cada um dos tipos de verbos segundo a sua transitividade.

Verbo transitivo

O verbo, primeiramente, é classificado como transitivo. Aquele com sentido incompleto, que exige complementação. Sem o complemento concreto, a oração não apresenta significado. Uma característica importante é que o verbo transitivo pode ou não vir revelado na oração.

Ele poderá ser dividido em três diferentes tipos:

Verbo transitivo direto

Acompanha um objeto sem a preposição como obrigatória, sendo um objeto direto ou objeto direto acompanhado de preposição.

Exemplo:

  1. O sujeito comprou os livros de leitura obrigatória.
  2. O maratonista percorreu até os 30 quilômetros da prova.

Na primeira oração nota-se um verbo transitivo direto “comprar”, que exige complementação. Afinal, comprou algo/alguma coisa. Logo após o verbo, nota-se a presença de um artigo, e não de uma preposição, sendo um objetivo direto sem preposição.

Enquanto isso, na segunda oração nota-se o mesmo verbo que exige complementação. Percorreu o quê? Percorreu quanto? A frase exige complementação, e inicia-se junto de uma preposição, “até”.

Verbo transitivo indireto

É aquele que, obrigatoriamente, deverá apresentar o complemento com a preposição integrada à oração.

Exemplo:

O homem obedeceu ao chefe.

Na oração em questão há um verbo transitivo que exige complemente, no caso “obedecer”. Afinal, para obedecer exige-se a representação de algo ou alguém; obedecer a alguém.

Sendo assim, a presença da preposição “ao” se fará necessária a fim de garantir o que se denomina como objeto indireto.

Verbo transitivo direto-indireto

Apesar de ser um dos conceitos de transitividade verbal mais complexo, exige-se apenas atenção para compreender.  Isso porque o verbo transitivo direto-indireto representará aquele que acompanha duas predicações, uma acompanhada de preposição (objeto indireto) e uma não acompanhada de preposição (objeto direto).

Exemplo:

O noticiário dedicou um bloco ao fato.

O verbo dedicar exige o complemento e o objeto direto em seguida acaba exigindo, igualmente, a complementação. Afinal, dedicou o quê? Um bloco ao quê? E assim constrói-se a formação de verbo transitivo direto-indireto.

Verbo intransitivo

É aquele cujo sentido é completo. Não se faz necessário o complemento para compreensão da oração.

Exemplo:

O homem dormiu.

Verbo de ligação

Apesar de, necessariamente, não estar presente na transitividade verbal, o verbo de ligação é importante para compreensão do conceito. Isso porque ele será indispensável para compreender a relação entre um atributo do sujeito e o próprio sujeito, abrangendo sempre o estado de algo ou sua mudança.

Exemplo:

  1. O homem é bonito.
  2. O homem está bonito.
  3. O homem ficou bonito.

Em todos os casos o atributo do sujeito é a adjetivação “bonito”. No primeiro caso temos o estado de permanência, no segundo o estado transitório, e, por último, a mudança de estado.

Referências

Novíssima Gramática da Língua Portuguesa – Domingos Paschoal Cegalla

Mateus Bunde
Por Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Exercícios resolvidos

1. [FCC]

… que consomem 46% de toda a gasolina do planeta …

O mesmo tipo de complemento exigido pelo verbo grifado acima está na frase:

a) … o mundo sofre com a falta de capacidade de refino moderno …
b) … e outros adjacentes na Bacia de Santos vem em ótima hora …
c) Outra oportunidade reside em investimentos maciços em capacidade de refino.
d) … mas esta é uma tendência que se vem espalhando como fogo em palha.
e) … para gerar produtos de alto valor ambiental.

Resposta: E

2. [FCC]

Quem acompanhou a trajetória do Programa Nacional do Álcool…

O verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o do grifado acima está na frase:

a) … ninguém apostava no seu êxito imediato …
b) … com que ele não contava em experiências anteriores do uso do álcool …
c) … sabe de seus altos e baixos.
d) … provocaram a queda das vendas desses veículos…
e) … que se tornaram residuais.

Resposta: D

Compartilhe nas redes sociais

TOPO