Estatística

A estatística é um campo da matemática que estipula dados cujo objetivo é sintetizar uma ideia referente a uma sociedade.

A palavra estatística tem origem no latim, e significa “estado”; momento. O termo é provindo do uso primórdio da estatística, a fim de registrar dados (habitantes, nascimentos, mortalidade e etc.).

Além disso, era também usufruída com intuitos de elaboração de gráficos e tabelas, cujo objetivo era determinar um dado específico (mesmo que abrangente) que resumisse uma determinada situação.

Com o passar do tempo, a estatística evoluiu, abrangendo muito mais do que relatórios, dados, gráficos e tabelas. Torna-se, assim, uma complexa ciência exata de pontos objetivos e também subjetivos.

estatística
(Imagem: Reprodução)

A partir de amostras representativas, a estatística tira conclusões sobre um dado conjunto. Um conceito moderno para estatística é o fato de se tratar de um conjunto de métodos que comportam:

  • Análise de um determinado espaço;
  • Interpretação dos dados coletados;
  • Exposição das conclusões retiradas após mensuração;

A partir disso, a estatística cria uma realidade resumida, sutilmente imprecisa, mas que auxilia a refletir algo até então desconhecido.

Por exemplo, você sabe quantas adolescentes dão à luz no Brasil atualmente? Ou quantas pessoas acreditam em Deus no país? Ou ainda quantas pessoas possuem smartphone?

Cerca de 6,7% das gestantes são adolescentes. 98% dos brasileiros acreditam em Deus. Apenas 38% dos brasileiros tem um smartphone. Estes dados só são possíveis graças às estatísticas.

Objetivos da estatística

A partir disso, a estatística busca refletir uma realidade que pouco se imagina. Afinal, é impossível desprender dados simplesmente por suposição. A estatística busca propor um norte.

Assim, há a preocupação com:

  • Coleta, organização e mensuração dos dados a serem apresentados;
  • Medir variação e margem de erro;
  • Estimativa de proposição de parâmetros relativos à população/
  • Aplicação de testes sob hipóteses perante aos parâmetros;
  • Análise com relação a variáveis anteriores;

A estatística busca trabalhar com dois diferentes conjuntos de dados expostos: amostra e universo. A amostra é uma parcela selecionada do universo, que compreende o todo.

A estatística compreende preocupar-se em obter informações a respeito da população, e não compreender o todo, como é o caso do censo. Este, apesar de igualmente ser uma estatística, está mais relacionado a dados precisos.

Estatísticas especiais (bioestatísticas ou econômicas) não existem. O que há são aplicações distintas variando de acordo com a área estudada. Por esse motivo, a estatística acaba sofrendo ramificações, a fim de estabelecer conceitos didáticos.

Divisões da estatística

Existem dois tipos diferentes de estatísticas, sendo:

  • Estatística experimental: fornece métodos de interpretação e análise a partir de resultado obtido com experimentos (realizada de forma ordenada e controlada que visa certificar uma hipótese);
  • Estatística descritiva: determinada métodos resumidos para coletar, observar e mensurar a partir de uma pesquisa amostral;

Referências

Matemática Básica – Marcos Paulo de Souza

Mateus Bunde
Prof. Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Compartilhe nas redes sociais

TOPO