Segunda Revolução Industrial

A segunda revolução industrial ficou marcada pela sede de desenvolvimento que a primeira deixou, conquistando empresários e nações que almejavam o desenvolvimento.

Com o desenvolvimento tecnológico, bem como com o progresso científico em países como a Inglaterra, França e Estados Unidos, em torno da segunda metade do século XIX, surgiu a Segunda Revolução Industrial. Depois da Primeira Revolução Industrial, a necessidade de desenvolver novas tecnologias se tornou crescente com uma demanda bastante intensa, principalmente por parte das nações mais desenvolvidas e os donos de indústrias que almejavam um aumento nos lucros. O modelo industrial, então, foi aprimorado e alterado, marcando essa busca constante pelas novidades tecnológicas.

Características da Segunda Revolução Industrial

A segunda revolução industrial veio se desenvolvendo a partir dos anos 1850 até 1950, quando havia uma intensa e longa busca por novas descobertas e invenções visando maior conforto para as pessoas, assim como a dependência que os países que não passaram pela revolução científica e tecnológica ou industrial tinham de outros países.

Os produtos industrializados, fabricados em países como a Inglaterra, o Japão, a Bélgica, a Itália, a Alemanha, a França e os Estados Unidos, passaram a ser comprados, consumidos e utilizados por todo o mundo.

Descobertas como o aproveitamento de novas fontes de energia (como o caso de petróleo, no motor a combustão; da água, nas usinas hidrelétricas; do urânio, para a energia nuclear; entre outros) acabaram por trazer uma revolução ainda mais intensa para a produção industrial, representando, como era o objetivo, maior conforto para o ser humano.

Houve ainda a intensificação da busca por maiores lucros, tendo como meios para alcançá-la, a especialização do trabalho, a produção ampliada a partir de artigos em série, entre outros fatores que baratearam o custo de produção por unidade.

Segunda Revolução Industrial
Imagem: Reprodução

O automobilismo ganha força

No ramo da automobilística, Henry Ford, com a sua indústria Ford, implantada nos Estados Unidos, foi o primeiro a fazer uso de esteiras que transportavam o chassi do carro por toda a fábrica. Diante disso, os operários montavam os carros em partes, cada um com as peças que chegavam em suas mãos em outra esteira.

O método de racionalização de produção, inclusive, ficou conhecido como fordismo. Além disso, a partir desse método, Frederick Taylor, engenheiro norte americano, fundou o taylorismo, que tinha como objetivo o aumento da produtividade a partir do controle dos movimentos das máquinas, bem como dos homens que trabalhavam no processo de produção.

Foi com esse grande desenvolvimento que acabaram surgindo as grandes indústrias e, consequentemente, os grandes centros econômicos, que acabaram por formar cartéis, trustes e holdings.

Principais invenções da Segunda Revolução Industrial

Durante a Segunda Revolução Industrial, diversas foram as invenções, que permitiam a produção mais rápida e mais barata dos produtos. Dentre elas, podemos citar os novos processos de fabricação do aço, que permitia que fossem usados para a construção das pontes, ferramentas, trilhos, edifícios, máquinas, entre outros.

Além disso, o desenvolvimento técnico de produção de energia elétrica e a invenção da lâmpada incandescente trouxeram facilitações e conforto para a população; podemos citar, ainda, a invenção dos meios de comunicação, como os telégrafos, telefones, televisões e cinemas, bem como o surgimento e o avanço dos meios de transporte, que envolviam a ampliação das ferrovias, a invenção do automóvel e do avião.

O avanço dos estudos na área química, descobrindo novas substâncias, bem como o múltiplo aproveitamento do petróleo e de seus derivados, e a fabricação de plásticos, armamentos, e do poder explosivo da nitroglicerina, entre outros; e por fim, vamos citar os avanços na medicina, com a descoberta dos antibióticos e das vacinas, bem como conhecimentos sobre cirurgias e doenças.

Referências

Revolução Industrial – Francisco M. P. Teixeira

Por Natália Petrin
Como referenciar este conteúdo

Petrin, Natália. Segunda Revolução Industrial. Todo Estudo. Disponível em: https://www.todoestudo.com.br/historia/segunda-revolucao-industrial. Acesso em: 21 de October de 2020.

Teste seu conhecimento

01. [FEI-SP] Sobre a Revolução Industrial:

I – Ocorreu principalmente por causa do acúmulo de enormes capitais provenientes das atividades mercantis.

II – Ocorreu principalmente na Inglaterra (Primeira Revolução Industrial) e mais tarde em alguns países da Europa Ocidental e nos EUA (Segunda Revolução Industrial).

III – Trouxe como consequência a abolição da escravidão em alguns países com objetivo de ampliar os mercados consumidores mundiais.

Assinale, agora, a alternativa mais adequada:

a) I e II estão corretas.

b) III e II estão incorretas.

c) todas estão incorretas.

d) todas estão corretas.

e) I e III estão corretas.

02 [UFPR] Analise as afirmativas abaixo referentes à Segunda Revolução Industrial.

(02) O modelo industrial estipulado no século XVIII sofreu diversas mudanças e aprimoramentos que marcaram uma busca constante por novidades, sendo que a partir de 1870, uma nova onda tecnológica sedimentou a chamada Segunda Revolução Industrial.

(04) O emprego da energia elétrica, o uso do motor a explosão, os corantes sintéticos e a invenção do telégrafo impediram a exploração de novos mercados e a aceleração do ritmo industrial.

(08) A eletricidade passou a ser utilizada como um tipo de energia que poderia ser transmitida em longas distâncias e geraria um custo bem menor se comparada ao vapor. No ano de 1879, a criação da lâmpada incandescente estabeleceu um importante marco nos sistemas de iluminação dos grandes centros urbanos e industriais da época.

(16) Com relação aos transportes, podemos ver que as novas fontes de energia e a produção do aço permitiram a concepção de meios de locomoção mais ágeis e baratos. Durante o século XIX, a construção de rodovias e a produção de automóveis foram os ramos de transportes que mais cresceram.

Qual das alternativas abaixo apresenta a somatória das afirmativas incorretas?

a) 08

b) 06

c) 10

d) 24

e) 20

01. [A]

02. [E]

Compartilhe

TOPO