Protestantismo

O Protestantismo é uma religião vertente do cristianismo, oriunda de uma reforma em protesto ao catolicismo.

O protestantismo surgiu em um momento de sutil descrença, por assim dizer, de Martinho Lutero com algumas atitudes da Igreja. O desejo pelo poder econômico e político ia a desencontro do que Lutero via como o caminho a ser seguido.

Dentre as ações da Igreja criticadas por Martinho estavam: pagamento de fiéis ao expirar os pecados e a ostentação notável do clero. Por meio disso, o futuro líder protestante viu a necessidade de “reformar” a Igreja Católica, considerada, por ele, como corrompida.

Lutero, então, escreve o manifesto, conhecido por 95 Teses. Elas são afixadas na porta da Catedral de Wittemberg, na Alemanha.

As críticas relatadas, no entanto, não chegaram bem ao Papa Leão X que, em 1530, excomunga o futuro líder do protestantismo. Esse ato acaba rachando a Igreja, levando a separação, e, consequentemente, ao surgimento da Igreja Protestante.

O nome Protestantismo era oriundo dos protestos constantes feitos por Lutero em relação às atitudes dos líderes católicos. Uma reforma protestante, como o próprio nome indica, em reformar, como protesto, o que estaria “errado” no catolicismo.

protestantismo
Mapa indicador dos fiéis protestantes pelo mundo; em azul, maior concentração; em vermelho, menor concentração; em cinza, quase nenhuma ou nenhuma. (Imagem: Reprodução)

Protestantismo e Catolicismo

O protestantismo, diferente do catolicismo, não crê em salvação por meio dos sacramentos pregados. A Bíblia, segundo o protestante, já contempla aquilo que é necessário para trilhar os passos rumo à salvação.

O que eles definem como a sagrada escritura é o bastante para que a palavra de Deus seja alcançada com eficiência. Por isso, os protestantes dispensam a autoridade de uma figura que reconheça a Igreja, como é o caso do papa, reconhecido pelos católicos.

Portanto, o protestantismo, tal como o católico ortodoxo, e diferente do apostólico romano, não venera santos ou figuras. Não acreditam ainda na existência de um purgatório, existindo apenas um céu e um inferno.

Protestantismo no Brasil e no Mundo

Os holandeses, no ano de 1624, foram os responsáveis por trazer a religião para o Brasil. Ao fundar Igrejas na região do nordeste brasileiro no século XVII, viram somente, em 1824, a religião definitivamente se propagar pelo país.

A chegada da família real em terras brasileiras possibilitou a abertura dos povos, o que estimulou a imigração. Por meio disso, ingleses e também alemães trouxeram a igreja anglicana e a luterana, respectivamente.

Anos mais tarde, igualmente, outras religiões também acabaram vindo para o Brasil. Isso fez com que o país se tornasse uma terra plural no quesito religiosidade. Anos seguintes, a aprovação do Estado como laico deu liberdade para que todas convivessem livremente.

Atualmente, o número de fiéis que seguem o protestantismo tem crescido progressivamente no Brasil. Pesquisas mostram que uma perspectiva estimada de que a religião alcance até mesmo o número de fiéis católicos, que atualmente é a principal religião do país.

A religião protestante apresenta dezenas de ramificações. Entre elas, é possível destacar, por exemplo:

  • Batistas;
  • Adventistas;
  • Luteranos;

Nos dias atuais, os Batistas, no Brasil, estão a frente em número de fiéis contabilizados. A partir da Reforma Protestante, o segmento acabou atraindo adeptos, seja na Europa, seja nas Américas.

Os Estados Unidos da América, atualmente, contam com o maior número de fiéis ao protestantismo. Lugar onde o catolicismo é pouco presente, este que é mais cultuado mais ao sul do continente.

Referências

AZEVEDO, Gislane e SERIACOPI, Reinaldo. Editora Ática, São Paulo-SP, 1ª edição. 2007, 592 p.

Por Mateus Bunde
Teste seu conhecimento

01. [UEMS] No século XVI, a unidade religiosa da cristandade europeia é rompida em consequência da propagação da Reforma. Lutero, a principal e controvertida figura do movimento, que em 1517 lança suas 95 teses contra a Igreja, pertencia à ordem religiosa dos:

a) cistercienses

b) lazaristas

c) dominicanos

d) franciscanos

e) agostinianos.

 

02. [UNIR] Em 31 de outubro de 1517, Lutero afixou suas 95 teses na porta da Igreja de Wittenberg, marcando o início da Reforma Protestante. Abaixo são apresentadas as teses 05, 27 e 28.

05. O papa não quer nem pode dispensar de quaisquer penas senão daquelas que impôs por decisão própria ou dos cânones.

27. Pregam doutrina mundana os que dizem que, tão logo tilintar a moeda lançada na caixa, a alma sairá voando [do purgatório para o céu].

28. Certo é que, ao tilintar a moeda na caixa, pode aumentar o lucro e a cobiça; a intercessão da Igreja, porém, depende apenas da vontade de Deus.

(Disponível em http://www.espacoacademico.com.br/034/34tc_lutero.htm. Acesso em 23/10/2009.)

Tomando por base o texto acima, pode-se afirmar que a crítica que Lutero faz à Igreja Católica está direcionada à:

a) prática da simonia.

b) intervenção do papa nos assuntos do Sacro Império.

c) proibição da tradução da Bíblia para o alemão.

d) venda de indulgências.

e) adoção pelo papa do nicolaísmo.

01. [E]

02. [D]

Compartilhe nas redes sociais

TOPO