Método Indutivo

O método indutivo, ou raciocínio indutivo funcional como um argumento utilizado com o intuito de chegar a uma conclusão-fim.

O método indutivo é uma forma de argumentação utilizada a fim de se chegar a uma conclusão após um específico raciocínio. É uma metodologia utilizada em várias áreas do conhecimento humano.

Dessa forma, ele tem seu uso muito frequente nas ciências, partindo de premissas reais com o intuito de chegar a conclusões reais ou não. Seja verdadeira ou não a informação de conclusão, o método indutivo servirá de modo a acrescentar informações junto às premissas.

método indutivo
O filósofo inglês Francis Bacon. (Imagem: Reprodução)

O inventor do método indutivo

Foi criação do filósofo inglês Francis Bacon o método indutivo, no século XVII. A partir de conceitos do Empirismo, Bacon criou uma metodologia pautada em quatro diferentes etapas de raciocínio.

Para Bacon, o método de investigação e raciocínio estaria baseado a partir de observações feitas dos fenômenos naturais. Foi a partir daí que ele teria criado as quatro etapas do processo, sendo:

  • Coleta dos dados após observação constante da natureza;
  • Organização, reunião e ponderação racional das informações recolhidas no processo de observação;
  • Formular hipóteses de partida que possam servir de premissas (podendo ser reais ou não);
  • Comprovação científica das premissas por meio de experimentações;

Exemplo de método indutivo

Um clássico exemplo de método indutivo se dá, por exemplo, durante uma suposta observação da temperatura de ebulição da água. Em princípio, é possível constatar que o ponto de ebulição é de 100 ºC.

Para conferir certeza dessa premissa, o experimento deverá ser repetido algumas vezes, com intuito de que se chegue à mesma conclusão após todas as vezes que o experimento for realizado.

Assim, será possível notar uma conclusão após todas as experimentações. A constatação de que a premissa inicial era correta, e, baseado nas observações sistemáticas e repetidas do processo, o fato fora consolidado como real.

Uma ressalva, no entanto, aponta o método indutivo como um levantamento apenas particular. As conclusões obtidas seriam prováveis, e jamais consolidadas. A metodologia seria o alicerce do fato; sugere a verdade, mas não a garante.

Diferenças para o método dedutivo

O método dedutivo e indutivo apresentam inúmeras semelhantes, sobretudo por partirem de premissas reais a fim de alcançar conclusões ponderadas. Tanto o dedutivo quanto o indutivo possuem como finalidade a concretização da verdade.

Há uma diferença, entretanto, entre as duas metodologias. No método indutivo, a conclusão findada após as premissas podem ou não ser verdadeiras.

Isso se deve ao fato de o método indutivo ultrapassar os limites das premissas. Por essa razão, o método indutivo recebe o nome de metodologia ampliativa. Ao contrário, o dedutivo recebe a alcunha de metodologia não ampliativa.

Em resumo bastante pontual: método dedutivo parte de uma teoria já exposta, enquanto que o método indutivo partirá de observações pessoais pré-experimentais (hipóteses).

Referências

AZEVEDO, Gislane e SERIACOPI, Reinaldo. Editora Ática, São Paulo-SP, 1ª edição. 2007, 592 p.

Mateus Bunde
Prof. Mateus Bunde

Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Especialista em Linguagens pelo Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul) e Mestrando em Comunicação pela Universidade do Porto, de Portugal (UP/PT).

Exercícios resolvidos

1. [UFFS]

Existem certas características básicas que diferenciam os argumentos dedutivos dos indutivos. Analise as características abaixo:

1) A conclusão encerra informação que nem implicitamente estava contida nas premissas.
2) Se todas as premissas forem verdadeiras, a conclusão também será, necessariamente.
3) Toda a informação ou conteúdo factual da conclusão já estava, pelo menos implicitamente, contido nas premissas.
4) Se todas as premissas são verdadeiras, a conclusão é provavelmente – porém não necessariamente – verdadeira.

Assinale a alternativa que relaciona corretamente as características acima ao respectivo tipo de argumento.

a) 1. dedutivo; 2. dedutivo; 3. indutivo; 4. indutivo.

b) 1. dedutivo; 2. indutivo; 3. indutivo; 4. dedutivo.

c) 1. dedutivo; 2. indutivo; 3. dedutivo; 4. indutivo.

d) 1. indutivo; 2. dedutivo; 3. dedutivo; 4. indutivo.

e) 1. indutivo; 2. indutivo; 3. dedutivo; 4. dedutivo.

Resposta: D

Compartilhe nas redes sociais

TOPO