Índios Brasileiros

Os índios brasileiros fazem parte da história de nosso país, e estão presentes até os dias atuais nas terras brasileiras. Entretanto, algumas ameaças diminuíram significativamente a sua população.

Atualmente existem aproximadamente 240 tribos indígenas vivendo no Brasil, tendo uma população de aproximadamente 900 mil pessoas, o equivalente a 0,4% de toda a população do país. 690 territórios de solo brasileiro, equivalentes a 13% de todo o território do Brasil, foram reconhecidos pelo Governo Brasileiro para a população indígena, e 98,5% delas encontram-se na região da Amazônia. Essas tribos, entretanto, atualmente ocupam apenas 1,5% da área total que é reservada para eles, de forma que metade dos índios brasileiros vivem fora da Amazônia. Apesar de haver bastante contato com o mundo externo aos seus costumes, os índios brasileiros, em sua maioria, tentaram manter suas línguas e costumes, mesmo diante da invasão de suas terras e das centenas de anos de contato com os povos da sociedade de fora da cultura indígena.

imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

A tribo com maior território atualmente, é dos Yanomami, que tem 19 mil habitantes, aproximadamente, e ocupam um território de 9,4 milhões de hectares ao norte da Amazônia, além de serem relativamente isolados. Em contrapartida, a tribo com a maior população no Brasil, é dos Guarani, que contam com 51 mil habitantes e durante os últimos 100 anos de sua história, tiveram praticamente toda a sua terra roubada para fazer fazendas de gado, assim como plantações de soja e cana de açúcar. Com isso, muitas comunidades tiveram que se mudar para reservas superlotadas, ou ainda para as beiras de estradas, vivendo sob lonas. A maior tribo amazônica, é a dos Tikuna, com 40mil habitantes, e a menor conta apenas com um homem que vive em um pequeno pedaço da floresta, rodeado por fazendas.

A história dos índios brasileiros

Desde que se tem conhecimento da chegada do homem branco às terras brasileiras, sabe-se que os índios tiveram que enfrentar grande brutalidade, violência, doenças, genocídio e escravidão. Em 1500, os primeiros colonos chegaram ao Brasil que, neste período, contava com aproximadamente 11 milhões de índios que estavam divididos em aproximadamente 2 mil tribos. Já no primeiro século desse contato com o homem branco, 90% dos índios foram exterminados com doenças que os colonizadores trouxeram, e ainda com a escravidão.

Nos anos 1950, os números de índios brasileiros era tão baixo que estudiosos como Darcy Ribeiro, senador e antropólogo, começaram a calcular e estimar que até os anos 1980 já não haveriam mais índios no Brasil. No ano de 1967, Jader Figueiredo, procurador federal, publicou um relatório em que constavam 7 mil páginas de catalogações a respeito das atrocidades e crimes que foram cometidos contra os índios.

Existem índios isolados no Brasil?

Atualmente, no Brasil, ainda existem índios isolados, sendo o país o lar de mais povos que vivem isolados do mundo inteiro. Há estimativas que referem-se a um número de 80 tribos que vivem isoladas somente na Amazônia, sendo que algumas contam com várias centenas de pessoas e vivem nas áreas remotas da fronteira do Acre, ou ainda tem territórios protegidos. Alguns ainda são fragmentos dispersos, compostos por sobreviventes das tribos que foram praticamente dizimadas pelos impactos causados, no século passado, pela expansão da agricultura e pela explosão da borracha.

Como vivem os índios no Brasil?

A grande maioria das tribos que habitam o Brasil nos dias atuais, e que vivem nas florestas, vivem totalmente com as coisas que esta provê, assim como as savanas e os rios, usando a coleta, a caça e a pesca para alimentarem-se. Além disso, fazem cultivo de algumas plantas medicinais e que servem de alimentos, usando-as ainda para construir objetos e casas. As principais culturas nas tribos, são de mandioca, abacaxi, banana e milho, entre outras, e algumas tribos ainda usam dardos envenenados para caçar, como é o caso da tribo dos Matis. Em sua maioria, entretanto, usam arcos e flechas para a caça, e aproveitam-se da pesca para alimentarem-se, usando o veneno natural timbó para capturá-los. Os índios Enawenê Nawê não comem carne vermelha e usam barragens de madeira denominadas waitiwina para caçar grandes quantidades de peixe.

imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Quanto à religião, os povos indígenas do Brasil têm conexões bastante profundas espiritualmente com a Terra, o que é refletido nas histórias contadas entre eles, assim como seus mitos e rituais. Existem algumas tribos que fazem uso de plantas alucinógenas para viajar para outros mundos e se conectar com espíritos, buscando a cura de doenças. Nas tribos Kaxinawá e Ashaninka, por exemplo, os xamãs, que trabalham com essa força da natureza, bebem o chá de ayahuasca durante as sessões de cura.

Ameaças atuais

Atualmente os índios ainda estão bastante ameaçados, mesmo 516 anos depois da chegada dos portugueses ao Brasil. Existem planos para desenvolvimento e industrialização da Amazônia, que acabam ameaçando mesmo as áreas mais afastadas da Amazônia. Além disso, fazendeiros invadem seus territórios objetivando aumentar suas fazendas e a produção de gado, além de algumas plantações, e existem muitos complexos de barragens hidrelétricas sendo construídos perto de algumas das tribos isoladas, o que acabará privando os índios de água, terra e meios de subsistência. Os líderes de algumas tribos que vivem em beiras de estradas estão sendo atacados por milícias privadas, e acabam sendo mortos para evitar que ocupem as terras que lhes foram roubadas. Segundo o Guarani Rosalino Ortiz, “Os Guarani estão se suicidando por falta de terra. A gente antigamente tinha a liberdade, mas hoje em dia nós não temos mais liberdade. Então, por isso, os nossos jovens vivem pensando que eles não têm mais condições de viver. Eles se sentam e pensam muito, se perdem e se suicidam”.

Referências

Índios do Brasil – JC Melatti
História dos índios no Brasil – MC Cunha

Por Natália Petrin
Teste seu conhecimento

01. [ENEM] Os textos referem-se à integração do índio na sociedade brasileira:
I – “ Mais uma vez , nós, os povos indígenas , somos vítimas de um pensamento que separa e que tenta nos eliminar cultural, social e até físicamente . A justificativa é a de que somos apenas 250 mil pessoas e o Brasil não pode suportar esse ônus (…) É preciso congelar essas idéias colonizadoras , porque elas são irreais e hipócritas e também genocidas (…) Nós, índios, queremos falar , mas queremos ser escutados na nossa língua , nos nossos costumes “ . Marcos terena , F S P 31.08.94 .
II – “ O Brasil não terá índios no final do século XXI (…) . E por que isso (…) ? Pela razão muito simples que consiste no fato de o índio brasileiro não ser distinto das demais comunidades primitivas que existiram no mundo . A história não é outra coisa senão um processo civilizatório , que conduz o homem por conta própria ou por difusão da cultura , a passar do paleolítico ao neolítico e do neolítico a um estágio civilizatório . “ Hélio Jaguaribe , F S P 2.9.94 .
Pode-se afirmar , segundo os textos que :
a) tanto Terena quanto Jaguaribe propõem idéias inadequadas , pois o primeiro deseja a aculturação feita pela civilização branca e o segundo o confinamento de tribos
b) Terena quer transformar o Brasil numa terra só de índios , pois pretende mudar até mesmo a língua do país , enquanto a idéia de Jaguaribe é anticonstitucional , pois fere o direito à identidade cultural dos índios
c) Terena compreende que a melhor solução é que os brancos aprendam a língua tupi para entender melhor o que dizem os índios . Jaguaribe é de opinião que, até o final do século XXI , seja feita uma limpeza étnica no Brasil
d) Terena defende que a sociedade brasileira deve respeitar a cultura dos índios e Jaguaribe acredita na inevitabilidade do processo de aculturação dos índios e da sua incorporação á sociedade brasileira .
e) Terena prega que a integração indígena deve ser lenta , gradativa e progressiva e Jaguaribe propõe que essa integração resulte da decisão autônoma das comunidades indígenas .

02. [ENEM] Um jornal de circulação nacional publicou a seguinte notícia:
Choveu torrencialmente na madrugada de ontem em Roraima, horas depois de os pajés caiapós Mantii e Kucrit, levados de Mato Grosso pela Funai, terem participado do ritual da dança da chuva, em Boa Vista. A chuva durou três horas em todo o estado e as previsões
indicam que continuará pelo menos até amanhã. Com isso, será possível acabar de vez com o incêndio que ontem completou 63 dias e devastou parte das florestas do
estado.
Jornal do Brasil, abr./1998 (com adaptações).
Considerando a situação descrita, avalie as afirmativas seguintes.
I No ritual indígena, a dança da chuva, mais que constituir uma manifestação artística, tem a função de intervir no ciclo da água.
II A existência da dança da chuva em algumas culturas está relacionada à importância do ciclo da água para a vida.
III Uma das informações do texto pode ser expressa em linguagem científica da seguinte forma: a dança da chuva seria efetiva se provocasse a precipitação das
gotículas de água das nuvens.
É correto o que se afirma em
A ) I, apenas.
B ) III, apenas.
C ) I e II, apenas.
D ) II e III, apenas.
E ) I, II e III.

01. [D]
02. [E]

Compartilhe nas redes sociais

TOPO